Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

NOTA OFICIAL POLÍCIA MILITAR

A Polícia Militar do Estado do Pará, por meio de seu Comandante Geral, coronel Roberto Campos, o alto Comando da PMPA e todo seu corpo de tropa comunica sua INDIGNAÇÃO pela forma descortês e mesmo desrespeitosa como foram tratados os policiais militares que estiveram presentes hoje, por ocasião do policiamento no jogo entre Clube do Remo e Paysandu, válido pelo Campeonato Estadual de Futebol profissional 2015.


Prontos desde às 10h da manhã deste domingo, o efetivo que tinha direito a etapa de almoço não teve, por parte do clube mandante da partida de hoje, o Clube do Remo, o tratamento adequado, como era o acordado. Os policiais tiveram de fazer suas refeições de pé, não sendo viabilizado sequer cadeiras nem mesas para o mínimo de conforto dos mesmos, ficando os referidos profissionais, que estavam em plena jornada de trabalho, tendo de improvisar, inclusive de pé, sua forma de alimentar-se, o que gerou uma situação constrangedora no seio da tropa, que, contudo, mesmo diante de tal atitude reprovável, continuou seu trabalho, garantindo a segurança que estava determinada até o fim de sua jornada.


A Polícia Militar, sempre parceira das entidades responsáveis pelo futebol no Pará, como de vários entes que trabalham a cultura em nosso Estado, ressalta que comunicará por escrito sua indignação a respeito deste caso, dentro dos meios adequados que lhe são de direito aos responsáveis por este ato de indiferença à tropa da PMPA presente no mangueirão; solicitando também, as escusas públicas a todo o efetivo presente e a adoção de medidas de responsabilização e correição para que esta falha intolerável não mais possa se repetir, pois os policiais que estavam presentes na operação deste domingo, merecem o respeito de todos os paraenses, por sua condição como pessoas, como profissionais e como cidadãos e não pode esta Corporação, que há quase duzentos anos serve e protege o povo paraense, calar-se diante de tal proceder reprovável.    

0 comentários: