Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Três deputados federais do Pará são réus em processos



Três deputados federais paraenses aparecem como réus em processos que tramitam em várias instâncias do Judiciário, segundo levantamento feito pelo portal G1.
Éder Mauro, que é parlamentar em primeiro mandato, eleito pelo PSD, responde pelo crime de tortura, conforme o Processo nº 0017859-70.2009.8.14.0401, que tramita na Justiça Estadual.
José Bengtson, reeleito pelo PTB, é acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação, em processo que tramita sob segredo de Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF).
Wladimir Costa, do Solidariedade, figura como réu no Processo nº 686.2015.614.0000, que tramita no Tribunal Regional Eleitoral e apura o crime de captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral.
Éder Mauro disse ao G1 que o caso se refere a uma quadrilha que praticava crime de extorsão contra um juiz e que, após serem presos, denunciaram ter sofrido tortura na polícia. Segundo ele, outros policiais foram absolvidos em primeira instância. O Ministério Público recorreu.
O petebista Josué Bengtson mencionou casos de escândalos com parlamentares que foram ‘massacrados’ e depois absolvidos e disse que não vive pautado pela Imprensa. “Eu fui reeleito e estou reeleito para fazer o meu trabalho”, afirmou. “Deixa a Justiça apurar, está na mão da Justiça. Eu não vou fazer pré-julgamento nem você.”
Por meio de seu advogado, Bruno Guedes, o deputado Wladimir Costa disse que ainda não houve notificação e que a prestação de contas do deputado ainda aguarda decisão do relator. (Espaço Aberto)

0 comentários: