Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Deputado diz que Cabo Pet comandava um grupo de extermínio em Belém

"Temos a clara convicção de que o Cabo Pet comandava um grupo de extermínio, que agia como justiceiro e cobrava taxas diferenciadas de famílias e empresários, oferecia serviços de segurança privada, quase como uma imposição, pois quem se recusasse teria a casa invadida ou assaltada", revelou nesta quarta-feira, 7, o deputado Edmilson Rodrigues (Psol), autor e membro da Comissão Parlamentar de Inquérito que apura a existência de grupos de extermínio no Pará. A CPI já colheu vários depoimentos, na Assembleia Legislativa do Pará.
Nesta quarta-feira, 7, prestaram depoimento a diretora de Polícia Especializada, delegada Ione Coelho, e dla ouvidora do Sistema de Segurança Pública, Eliana Fonseca. A oitiva ocorreu a portas fechadas, pela manhã, na presença dos deputados Edmilso, do relator Carlos Bordalo (PT), do presidente Augusto Pantoja (PPS) e Tetê Santos (PSDB).

Ao reafirmar a participação de policiais nesses grupos, Edmilson preocupou-se em não generalizar o envolvimento de membros da corporação. "Cobra-se por uma proteção que deveria ser pública. É inadmissível que pessoas usem o cargo de policial para atender interesses próprios".

Edmilson reconheceu o mérito do trabalho policial que apurou as chacinas de Icoaraci e de Santa Izabel do Pará, entre outros, mas reivindicou do governo uma política efetiva de coíba o uso da força do estado para atender interesses particulares.

Fonte: Assessoria de Imprensa

0 comentários: