Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Operação Coivara vai fazer pente fino em Cachoeira do Piriá

Veículo descaracterizado da polícia civil com
 moto apreendida
As policias civil e militar iniciaram na manha desta quinta-feira, 20, a Operação “Coivara” em Cachoeira do Piriá. A operação conta com uma equipe do GOE – Grupo de Operações Especiais da polícia militar, equipe de peritos do IML – Instituto Médico Legal, Renato Chaves, dois delegados, incluindo o superintendente da polícia civil de Castanhal, investigadores, GRAESP - Grupamento Aéreo de Segurança Pública do estado, DRE – Delegacia de Repreensão a Entorpecentes. Aproximadamente 25 homens estão trabalhando na operação.

Hoje pela manhã os policiais cumpriram sete mandados de busca e apreensão, mas não houve prisões. Foram apreendidas várias motocicletas, mas nenhuma com procedência roubada. Três motos estão à disposição dos proprietários, na delegacia de Cachoeira, após constar nenhum tipo de irregularidade.

Na parte da tarde, os policiais irão fazer um pente fino nas vilas, onde há indícios de plantação de maconha. O helicóptero do GRAESP dará apoio a operação.

A operação batizada de “Coivara” se refere a uma técnica agrícola tradicional utilizada em comunidades quilombolas, indígenas e ribeirinhas no Brasil. Inicia-se a plantação através da derrubada da mata nativa, seguida pela queima da vegetação. Há, então, a plantação intercalada de várias culturas (rotação de culturas), como o arroz, o milho e o feijão, durante três anos. Esse método é utilizado principalmente em agricultura de subsistência, por pequenos proprietários de terra ou em áreas de plantio comunal.


A característica extremamente rudimentar dessa técnica agrícola leva ao rápido esgotamento do solo, fazendo com que as terras precisem ficar em descanso de 3 a 12 anos e causando a derrubada de grandes áreas de mata. Em algumas regiões, como no Vale do Ribeira, essa situação causa grande polêmica entre comunidades quilombolas e autoridades, na medida em que ameaça a mata nativa (Mata Atlântica).

Fonte: Pará Notícias

0 comentários: