Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

PRF intercepta duas cargas de peixe com destino Maranhão e Fortaleza

Por Almir Paz

Dois carros-baú foram interceptados quando passavam pela barreira da Polícia Rodoviária Federal, na rodovia Para/maranhão, às 20h de quinta-feira (21), transportando aproximadamente 9 toneladas de pescado. A PRF informou que os dois veículos vinham de Bragança e tinham como destino os Estados do Maranhão e Ceará. De acordo com o Agente Rikhel da PRF, apenas uma das cargas tinha nota fiscal.
 
No carro que ia para a cidade de Fortaleza levava quase 5,3 toneladas de diferentes espécies de peixes, como corvina, peixe serra e cioba. O outro veículo, com destino ao Maranhão levava 3,5 ton de peixe serra, e estava sem a nota fiscal do produto
 
Uma equipe da Agencia de Defesa Agropecuária do Estado do Para – ADEPARA foi chamada pelos policiais e constatou irregularidades no armazenamento e conservação dos peixes, já que os dois carros não possuíam sistema de refrigeração.
 
A apreensão faz parte de uma fiscalização de diferentes agências do Estado durante o período que antecede a semana Santa, para garantir que o pescado seja vendido a preços acessíveis ao consumidor do Pará. Além da ADEPARA, IBAMA, Polícia Militar e Marinha também participam da ação ostensiva, que começou no dia 15 de março e vai até o dia 29.
 
Após ficarem retidos pela PRF, os dois carros-baú foram encaminhados a sede da ADEPARA. O pescado apreendido pode ser doado para instituições filantrópicas, ou incinerado, caso não haja comprovação da procedência.

1 comentários:

Anônimo disse...

Olha essa aí Justiça Eleitoral, se o TCM tivesse Condenado o Prefeito de São João de Pirabas o TRE não teria deferido seu pedido de Candidatura, este comentario abaixo foi retirado do Blog do Barata:

A Resolução nº 10.249/2011-TCM/PA é o ato mais inconstitucional que o TCM já fez. Afastou os auditores daquilo que a constituição estadual lhes obrigava. Criou função de Controlador por mero ato administrativo.
O Auditor Leonardo Macieira já se mandou daquele tribunal com vergonha e medo dos malfeitos ali presentes.
As Auditoras concursadas que restaram nada fazem porque a resolução não permite e quando relatam um processo cuja a manifestação é contrária aos interesse das excelências, o voto é anulado, como no caso da denúncia de São João de Pirabas.

Tomara que a Conselheira Drª Rosa Hage, não mude uma Pagina do Processo e nem tire o Voto de Proposição da Relatora, estamos na Expectativa de ocorrer o obvio a Condenação no Julgamento da Irregularidades Constatadas e Comprovados pelo próprio TCM, que não Julgou antes não sabemos o motivo, sabíamos que estava com a Conselheira Mara Barbalho, irmã do Senhor Jader Barbalho "Padrinho Político" do Cláudio Barroso/PMDB, Prefeito de São João de Pirabas, que é ainda assessorado por Anazildo de Moraes, funcionário do TCM, estamos aguardando o resultado.