Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Assassino de perito da Polícia Federal é condenado a 27 anos de prisão

A pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal condenou mais um assassino do perito criminal da Polícia Federal (PF) Francisco Antônio Freitas de Souza. Mauro José da Cruz Cruz, conhecido como “Zé Carneiro”, foi sentenciado pela 4ª Vara da Justiça Federal em Belém a 27 anos e seis meses em regime fechado pelos crimes de latrocínio – roubo seguido de morte – e formação de quadrilha.

O crime aconteceu na madrugada do dia 8 de outubro de 2009. O empresário e perito da PF Francisco Antônio Freitas de Souza, na época com 54 anos, foi assassinado com oito tiros durante um assalto ocorrido próximo ao canal da Pirajá, no bairro da Sacramenta, em Belém (PA). Francisco Antônio foi atraído ao local por três adolescentes, onde quatro homens integrantes da quadrilha já esperavam a vítima e as garotas para realizar o assalto.

Francisco Antônio foi alvejado com oito tiros, disparados com a arma que o perito portava. O perito ainda foi conduzido ao Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, no bairro do Umarizal, porém não resistiu aos disparos.

Casinha – Além das três adolescentes e Mauro José da Cruz Cruz, mais três homens participaram da emboscada ao perito criminal da PF – crime conhecido como “casinha”: Luan Souza de Souza, vulgo “Luan do Morro”, Lariélcio Almeida Galibi e Cezar Neto de Alcântara Prestes, conhecido como “Baba”.

Luan de Souza foi condenado, em 2011, a 29 anos e dois meses de prisão pelo crime de latrocínio e a três anos e seis meses de prisão por formação de quadrilha, totalizando 32 anos de reclusão. Lariélcio Almeida Galibi foi sentenciado a 28 anos de prisão em regime fechado pelos crimes de latrocínio e formação de quadrilha. Cezar Neto de Alcântara Prestes está foragido.

0 comentários: