Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Mensalão: Couto condena Lula por tentar influenciar STF

Com base em reportagem da última edição da revista Veja, o senador Mário Couto (PSDB-PA) condenou hoje, 29, em seu pronunciamento, a tentativa do ex-presidente Lula de adiar o julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal, do processo do "mensalão", apontado como um dos maiores escândalos de corrupção do Governo Lula e da história da política brasileira. Para isso, segundo a reportagem, o líder petista teria procurado o ministro Gilmar Mendes, a quem propôs o adiamento em troca da blindagem do magistrado na CPI do Cachoeira.

A conversa entre Lula e Gilmar Mendes teria ocorrido no escritório do ex-ministro e ex-presidente do STF Nelson Jobim, dia 26 de abril deste ano. "Meu querido País, minha querida terra de Nossa Senhora de Nazaré, meu querido Pará: o Lula foi ao escritório do Jobim falar com o ministro Gilmar Mendes, para pressionar, ameaçar o ministro para votar a favor daqueles que estão enrolados no caso do mensalão", indignou-se Couto, para quem a atitude de Lula se configura em "afronta" ao estado democrático de direito.

"O presidente Lula pressiona fazendo ameaça ao ministro Gilmar Mendes, dizendo assim para ele: ‘Ou tu fazes ou então vou te dedurar; ou tu votas a favor daqueles que roubaram, dos meus amigos, daqueles que trouxeram à nação o maior escândalo de corrupção da sua história, ou tu proteges eles ou então, ministro, vou começar a falar mal de ti, te acusar’. Onde estamos? Que afronta é essa, presidente? Isso é uma coisa muito séria", alertou Mário Couto.

Em entrevista à Globo News nesta segunda-feira, 28, Gilmar Mendes confirmou o encontro e o teor da conversa com Lula. E confessou ter ficado "perplexo" com o pedido do petista. A bancada de oposição no Congresso Nacional não titubeou e ainda ontem, por meio do PSDB, protocolou representação junto à Procuradoria Geral da República (PGR), para investigar o ex-presidente da República.

Na denúncia, a oposição pede que Lula seja investigado por três crimes: coação no curso do processo, tráfico de influência ativo e promessa de vantagens indevidas. A representação, contudo, foi encaminhada ao Ministério Público Federal no Distrito Federal. O titular da PGR, Roberto Gurgel, explicou hoje que não cabe à Procuradoria analisar o caso porque o ex-presidente Lula não tem mais foro privilegiado. O STF, por sua vez, tratou de afirmar que o julgamento do "mensalão" irá ocorrer neste ano.

Ainda em seu pronunciamento, Mário Couto mandou um recado ao ex-presidente petista: "Ei, Lula, para com isso, Lula! Não faças isso, Lula! Isso é uma vergonha nacional, Lula! Como é que tu queres proteger... Por mais que sejam teus amigos (do mensalão), Lula, tu não podes fazer isso com o teu País. Tu não podes desmoralizar tua pátria. Se esses mensaleiros forem absolvidos, a tua pátria estará desmoralizada, Lula".


Fonte: Assessoria de imprensa

0 comentários: