Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Governador do PA ataca marqueteiro em direito de resposta

Da Folha de São Paulo

Sem citar diretamente o marqueteiro baiano Duda Mendonça, o governador do Pará, Simão Jatene (PSDB), afirmou no horário eleitoral do plebiscito não aceitar que "vendedores de ilusões sem identidade com o Pará" tratem "nossa gente como galos em uma rinha".
A declaração faz referência a um episódio envolvendo Duda Mendonça, que foi detido em 2004 pela Polícia Federal ao participar de rinhas de galo. Duda diz que a prisão teve motivação política.

Responsável pelo marketing da campanha a favor da divisão do Pará, Duda colocou no ar peças polêmicas, como uma em que paraenses recebem tapas na cara, simbolizando o abandono do interior do Estado.

Foi também do marqueteiro a ideia de veicular ataques a Jatene, em resposta aos pronunciamentos do governador criticando a proposta da divisão.

Por causa dos ataques, Jatene obteve na Justiça Eleitoral o direito de exibir uma resposta durante o horário de propaganda dos separatistas.

Na propaganda veiculada no rádio nesta terça-feira (6), o governador afirmou que manteve um distanciamento do plebiscito até que as propagandas "agrediram nossa gente".

Simão Jatene rechaçou a acusação de que ele é um dos responsáveis pela pobreza no Pará. Ele citou hospitais construídos no interior e a inauguração de um curso de medicina em Santarém (oeste).

O horário eleitoral gratuito sobre o plebiscito termina amanhã. Neste domingo, os paraenses irão às urnas decidir se querem que o Estado se divida e dê origem a mais outros dois: Carajás (sudeste) e Tapajós (oeste).

0 comentários: