Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Polícia prende suspeitos de matar líderes extrativistas no Pará

Folha de São Paulo
Suspeitos de serem os assassinos dos líderes extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva, os irmãos José Rodrigues Moreira e Lindonjonson Silva Rocha foram presos na manhã de hoje em Nova Ipixuna (PA) durante uma operação das polícias Civil e Militar do Pará.

O casal foi morto no dia 24 de maio atingido por vários tiros quando passava por uma ponte no caminho da comunidade rural onde moravam.

Segundo o governo do Estado, os suspeitos foram encontrados em um barraco no meio de uma mata fechada. Eles estão sendo levados para Belém. Foram achados três revólveres calibre 38 e uma espingarda.

A prisão foi decretada em julho. O suspeito Alberto Lopes do Nascimento continua foragido.

Segundo denúncia do Ministério Público, Moreira é o dono de terras no assentamento onde o casal morava. Ele é acusado de ter sido o mandante das mortes. Irmão de Moreira, Lindonjonson é suspeito de atirar no casal.

AMEAÇAS

Desde o crime, familiares do casal têm relatado ameaças de mortes. O Ministério Público Federal já pediu inclusive que eles sejam protegidos pela Polícia Federal.

A Procuradoria também solicitou a federalização do crime. Para os procuradores, o assassinato está diretamente ligado à comercialização ilegal de terras da União.

Em novembro, José Claudio Ribeiro da Silva disse durante uma palestra que vivia "com uma bala na cabeça" por denunciar madeireiros da região.

"A mesma coisa que fizeram com o Chico Mendes e a irmã Dorothy [Stang], querem fazer comigo", afirmou.

Ele e a mulher viviam no Assentamento Agroextrativista Praialta Piranheira, onde faziam artesanato a partir de recursos naturais e cultivavam frutas, como açaí.

0 comentários: