Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Senadores trocam acusações no cafezinho do plenário

O senador Humberto Costa (PT-PE), líder do PT na Casa, e o senador Mário Couto (PSDB-PA) trocaram acusações no plenário e no cafezinho do Senado.

Diante do clima exaltado, assessores atuaram para evitar agressões físicas entre os congressistas.

O desentendimento começou após a fala do tucano no plenário a favor da criação da CPI da Corrupção.

A oposição quer a abertura da comissão parlamentar de inquérito para investigar denúncias de irregularidades em ministério do governo da presidente Dilma Rousseff.

"Calem-se deputados! Calem-se, senadores! Não assinem a CPI! A Dilma vai liberar uma fortuna para vossas excelências", ironizou Couto em referência à liberação de recursos para emendas parlamentares.

Na tribuna do Senado, Humberto Costa voltou a criticar a CPI. "A presidenta Dilma está tratando esse tema com a seriedade que a sociedade brasileira deseja. E, como tal, não precisamos de uma CPI para dar palanque àqueles que não têm compromisso com o Brasil, mas apenas o compromisso com o seu histrionismo", disse Costa.

Couto voltou a fazer críticas ao governo e o petista reclamou com a mesa: "O nosso partido já foi chamado aqui de partido de bandidos, de vagabundos. E não há um pronunciamento da mesa desta Casa em relação a esse tipo de prática. Ninguém aqui se levanta contra esse tipo de prática porque dizem: 'Não, trata-se de um louco, de um débil mental'", afirmou em referência ao tucano.

Pouco depois, Costa se dirigiu ao cafezinho dos senadores, e Couto se dirigiu ao local em seguida. As acusações entre ambos então continuaram.

"Você já respondeu processo, você é um dos corruptos! É por isso que defende a corrupção", acusou Couto. "Não sou moleque", protestou o petista.

Da Folha Online

0 comentários: