Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Castanhal garante Hospital Regional

Os principais investimentos previstos pelo governo do estado para os 17 municípios do nordeste do Estado, que contemplam a região denominada “Guamá”, uma das 12 de integração do estado, foram conhecidos na manhã desta sexta-feira (22), durante a terceira audiência pública que discute o Plano Plurianual (PPA), realizada no município de Castanhal. Estão previstos recursos de quase R$ 1,3 bi para a execução das obras prioritárias, como a construção do Hospital Regional de Castanhal em 2012.

Ainda para a cidade modelo, estão contidos no plano a ampliação e reforma de escolas, a instalação de unidades habitacionais e a construção de nove pontes em madeira nos principais rios que cortam o município. Em Colares, Curuçá, Igarapé-açu, Inhangapi e Magalhães Barata as prioridades estão na pavimentação das ruas urbanas e melhoria no sistema de abastecimento de água. No município de Marapanim, foi anunciada a adequação das instalações portuárias e a ampliação das escolas estaduais. Em São Caetano de Odivelas, o tão esperado trapiche e a as instalações portuárias sairão do papel.

Participação popular

Após a apresentação do PPA para a região do Guamá, feita pelo secretário de Estado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Estado do Pará, Sérgio Bacury, o público que acompanhou a audiência, pode participar da elaboração do plano, dando suas sugestões. “Acho muito importante essa oportunidade que estamos tendo em poder participar do plano. É assim que se faz política, com a participação do povo”, disse o líder comunitário João Claudio Ferreira, morador do município de São Caetano de Odivelas.

Com uma receita total estimada em cerca de 70 bilhões durante os próximos quatro anos para os 17 municípios, a participação da população na construção do PPA é um dos pontos mais importantes do plano. “Precisamos ouvir o que essas pessoas têm a dizer para que o plano seja amarrado com as necessidades principais das regiões. O nosso objetivo é reduzir a pobreza e a desigualdade que ronda esse estado”, enfatizou Bacury. O secretário reconheceu que nem tudo o que for solicitado pela população poderá ser feito, porém, segundo ele, é necessário trabalhar com as prioridades.

Com vergonha de falar em público, a dona de casa Izabela Gonçalves, não quis expor sua sugestão para todos ouvirem, porém, escreveu em um pedaço de papel alguns de seus anseios. “Precisamos de mais escolas e mais professores em Igarapé-Açu. Espero que minha sugestão seja recebida com carinho. Estou confiante de que as coisas podem melhorar”, disse.

Recursos previstos para os 17 municípios da região “Guamá”:
Saúde – R$ 178 milhões
Educação – R$ 734 milhões
Segurança – R$ 85 milhões
Transporte – R$ 197 milhões
Saneamento -R$ 99 milhões

Demais setores – R$ 396 mil

-   Programas  e benefícios (2012-2015)
- Programa desenvolvimento sustentável da agropecuária – Previsto o atendimento de seis mil produtores com oito mil propriedades rurais
- Desenvolvimento sustentável l - pesca e aquicultura – 4.200 pescadores atendidos, 24 empreendimentos implantados no setor da pesca e aquicultura
- Floresta sustentável – 68 projetos aprovados e a implantação de quatro unidades de conservação ambiental.
- Inclusão digital (Navegapará ) - 4 cidades digitais, 24 infocentros
- Agricultura familiar – 5 mil famílias beneficiadas
- Transporte – Manutenção 1022 km de rodovias e Recuperação de 242 pontes
- Habitação – construção de 564 unidades habitacionais
- Saneamento – 44 mil novas ligações de água
- Educação – 77 escolas reformadas
- Renda e trabalho – 14.600 novas vagas de trabalho - 4 mil trabalhadores qualificados
- 1 hospital regional
- 3 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs)
- Pró-Paz integrado – Com atendimento estimado em 4.200 pessoas
- Projovem – Com atendimento estimado para 16.100
- Propaz nos bairros – Atendendo 2 mil pessoas

Fonte: Secom

0 comentários: