Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Lavrador morto em Eldorado não integrava movimentos sociais

Está descartada a possibilidade de que conflitos agrários tenham motivado a morte do lavrador Marcos Gomes da Silva, 33 anos, assassinado na noite da última quarta-feira, 1, na zona rural do município de Eldorado de Carajás, sudeste paraense. Quem afirma é o superintendente regional da Polícia Civil, delegado Alberto Teixeira.

O depoimento do presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri) do Estado do Pará, Dejesus Martins Araújo, e da esposa da vítima, Maria Francisca Silva César, tomados no final da tarde de ontem pelo delegado Alberto Teixeira, em Marabá, corroboram a afirmação do superintendente. A Polícia Civil também já esteve no local onde o crime aconteceu. Lá foi encontrada e apreendida uma espingarda calibre 44, supostamente utilizada no crime. A arma foi encaminhada para a perícia técnica. Novos depoimentos estão previstos para hoje. Dessa vez eles ocorrerão no município de Eldorado dos Carajás. O delegado Elias Jorge de Carvalho, titular da delegacia municipal, preside o inquérito que investiga o crime. Ele ouvirá pessoas que conheceram a vítima.

O caso

Marcos Gomes da Silva, 33 anos, natural do Maranhão, foi assassinado no município de Eldorado de Carajás, sudeste paraense. De acordo com o boletim de ocorrência, registrado às 9h52 da última quinta-feira na delegacia do município, o crime ocorreu às 21 horas do dia primeiro.  Marcos foi baleado duas vezes. A primeira delas na zona rural do município e a segunda, na estrada que liga a área à sede de Eldorado.

0 comentários: