Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Dra. Delmira vai esclarecer pendências ao TCM

O Blog Jornalismo Político conversou, no início da tarde de hoje, com a Dra. Delmira Borges Teixeira Lopes, para comentar a notificação do TCM via DOE – Diário Oficial do Estado, edição de ontem [01/02]. Há de se fazer um comentário, no final desse artigo, a respeito da verba que “apareceu” de uma hora pra outra nas contas da secretaria de saúde de Capanema, sem autorização de Delmira Borges.

Dra. Delmira Borges disse ao Blog que a contadora Lurdes Obrai e seu advogado já deram entrada na justificativa de pendências, no mês de fevereiro, cobradas pelo TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, referentes ao exercício de 2001.

“Nós demos entrada em documentos microfilmados e balancetes referentes às contas da secretaria de saúde do exercício de 2001, na sexta-feira passada, dia 28 de fevereiro”, disse Delmira.

Em 2002, Delmira foi notificada novamente pelo Tribunal de Contas a prestar esclarecimento sobre uma pendência de aproximadamente R$ 3 milhões. Todos os documentos apresentados comprovaram que a ex-secretária não devia nada.

“As contas de 2002 já foram aprovadas. Não devo nada referente ao exercício de 2002”, explicou.

Sobre o valor que estão sendo cobrados pelo TCM de R$ R$ 690.060,97, mais juros e multas de R$ 16 mil, Delmira disse que administração a época fez uma proposta para que R$ 300 mil fossem contabilizados nas finanças da secretaria de saúde.

“Fizeram-me uma proposta para que R$ 300 mil fossem contabilizados nas contas da secretaria de saúde, mas não aceitei”, revelou Delmira.

A dúvida que paira no ar é que os R$ 300 mil não foram contabilizados, mas de uma hora pra outra o TCM cobra com juros e correção monetária R$ 706.060,97. Então, de onde saíram esses valores para aparecerem nas contas da saúde municipal, época que Dr. Jorge Costa administrou Capanema?

Pela quantidade de documentos que foram entregues pela contadora de Delmira, esse valor será cobrado de alguém. Resta saber, quem vai arcar.

Há de se indagar também, sobre os valores que foram sacados, segundo informações fidedignas, da conta do Banco do Brasil, na forma de dois cheques sem a assinatura do titular da secretaria de saúde a época. Sendo um de R$ 50 mil e outro de R$ 40 mil.

“Esse dinheiro foi sacado na época das eleições para governo, deputado estadual, federal e senado”, segundo fontes do Blog Jornalismo Político.

Muitos mistérios estão sendo revelados paulatinamente sobre o governo de Jorge Costa.

16 comentários:

Anônimo disse...

Se forem fuçar as contas do Dr. Jorge vai aparecer cabelo em careca. Cego vai enxergar. Mudo vai falar. E o diabo vai pro reio dos céus, e muita gente graúda vai parar na cadeia.

Anônimo disse...

Quem será que desviou essa dinheirama toda?

Anônimo disse...

Ei, Zil, quem sacou esse dinheiro no Banco do Brasil?

Anônimo disse...

Quero ver o espólio do Dr, Jorge ir a pique.

Anônimo disse...

Tem muita coisa por baixo dos panos, jornalista, basta ir atrás que vais achar muita coisa cabeluda. Pode apostar.

Anônimo disse...

Eita batata quente que o deputado Eduardo vai descascar. Quero ver.

Anônimo disse...

Pega fogo, cabaré!

Anônimo disse...

Esse jornalista vai desencavar morto.

Anônimo disse...

Vai sobrar pra alguém pagar a conta. isso vai.

Anônimo disse...

Vamos devolver o dinheiro do povo, isso sim.

Anônimo disse...

Vamos devolver o dinheiro do povo, isso sim.

Anônimo disse...

ESSE GOVERNO SÓ FEZ MERDA EM CAPANEMA.

Anônimo disse...

Confio na honestidade da Dra. Delmira, mas o que aconteceu na saúde foi obra de outras pessoas, e sabemos muito bem quem.

Mesmo porque os saques foram feitos na época das eleição para deputado estadual e sabemos muito bem quem disputou.

Anônimo disse...

Aposto na sua dignidade, Dra. Delmira!

Anônimo disse...

Certamente esse dinheiro foi sacado da conta da Saúde, com o aval do Prefeito Jorge Costa para ser gasto na campanho de seu filho Eduardo Costa . Não só esse como outros recursos também. Ainda tem o Convênio Ministério da Integração que foi Cancelado pelo Ministro Ciro Gomes na Època, obrigando a PMC devolver o dinheiro corrigido. È bomba mesmo! Do Espólio acho que não tem mnais nada! Já tiraram todo patrimônio da família. Vai sobrar pro municiípio. È aguardar!

Anônimo disse...

isso virou sacanagem.