Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Prefeitura contrata a peso de ouro agência de publicidade

Pela segunda vez, o prefeito de Capanema, Eslon Aguiar – PR  [foto] abriu os cofres públicos para contratar a peso de ouro, ou melhor, dispensando licitação, para firmar contrato comercial com empresa de publicidade.

O valor do contrato: R$ 650 mil.

O que questionamos é que se realmente a prefeitura necessita ou não gastar tanto dinheiro com agência de publicidade.

Fica o questionamento.

Confira

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31757 de 22/09/2010

PARTICULAR

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPANEMA

Número de Publicação: 159267


PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPANEMA

DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 7/2010-1608001

Interessada: Prefeitura Municipal de Capanema, Fundo Municipal de Saúde, Educação e Assistência Social.

Objeto: Contratação de uma agência de propaganda para executar os serviços de comunicação e marketing em geral.

Valor: R$ 650.000,00 (Seiscentos e cinquenta mil reais), Anual.

Contratado: Verodesign Serviços de Comunicação Ltda - ME

Fundamento legal: Art. 24, inciso V, da Lei nº 8.666/93 e suas alterações

Data da assinatura: 27/08/2010 - Período do Contrato: 31/12/2010.

Rubens Gomes de Souza Junior - Presidente da CPL


Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

18 comentários:

Anônimo disse...

UAUAUAUA PEGA FOGO, CABARÉ!

Anônimo disse...

E ele ainda vai pedir votos pro Jatene. Essa eu pago pra ver.

Santa Teixeira Cristina

Rubens Gomes de S. Junior disse...

Aqui quem fala é o Rubens Junior, realizamos a dispensa porque publicamos por duas vezes consecutiva tomada de preço melhor técnica e menor preço ambas foram desertas, ou seja, sem participantes. Portanto, estamos amparado na lei 8.666/93 e no que diz respeito ao valor do contrato, não significa dizer que vamos gastar este montante e sim que podemos efetuar despesas até esse valor.

Jornalismo Político disse...

Senhor Rubens Júnior,

Realmente seria necessário essa contratação?

Forte abraço,

Paulo Zildene

Rubens Gomes de Souza Junior disse...

Com certeza jornalista, como iriamos efetuar os pagamentos da comunicação em geral da prefeitura, como por exemplo: camapanha de vacinação, entre outros....Ou os meios de comunicação de Capanema trabalham de graça. Se vc trabalha por favor nos avise.

Jornalismo Político disse...

Prezado pregoeiro Rubens Júnior,

De graça ninguém trabalha, mas já que você tocou no assunto, onde foi empregado todo o montante? Qual empresa de comunicação foi ou foram contempladasw

Forte abraço,

Paulo Zildene
Jornalista

RUBENS GOMES DE SOUZA JUNIOR disse...

Caro jornalista! O montante ainda não foi aplicado, uma vez que a dispensa é recente. Quanto as empresas de comunicação locais comtempladas serão de acordo com o interesse público, mas vc pode ter certeza que será bem empregado.

Jornalismo Político disse...

Caro Pregoeiro,

Você não respondeu minha pergunta.

Qual ou quais empresas firmaram contrato de publicidade com a prefeitura no ano passado, já que a segunda licitação que é realizada para contratação de empresa de publicidade.

Você sabe me dizer, Sr. Rubens Júnior quem faturou no ano passado? Alguma empresa noticiosa de Capanema conseguiu contratar com a empresa vencedora?

Rubens Gomes de Souza Junior disse...

Caro Jornalista!!!!!!!!!
Vc perguntou agora sobre o ano passado.....Mas várias empresas de Capanema prestaram serviço para a Prefeitura, somos de uma administração que valoriza as empresas locais e diga-se de passagem tudo com licitação, diferente de muitos que recebiam na gestão passada sem processo algum. Inclusive............

Jornalismo Político disse...

Rubens Júnior,

Realmente você não tem como nominar uma única empresa, não é? Uma pena, para quem diz um governo transparente esse esta indo de vento e popa...

Anônimo disse...

Vendo os diálogos dos jornalista Zildene e do Rubens Júlio, pude perceber que o segundo não tem como nominar, mesmo porque não existe empresa alguma que forneceram para a prefeitura algum tipo de contratacao com a agencia de publicidade que ganhou.

Por isso o senhor Júnior esta se descabelando para achar umazinha, e até agora nada.

Outro ponto que merece destaque e que o Júnior deve dar explicação é como uma empresa que vende generos alimentícios vai fornecer asfalto para a prefeitura.

Como o senhor analizou o contrato dessa empresa, senhor Júnior?

Você sabe onde ela funciona e como é?

Abraços,

Rita de Cássia.
ritac@gmail.com

Rubens Gomes de Souza Junior disse...

Caro Jornalista! Nós trabalhamos com parceiros éticos, profissionais. Citarei alguns para vc se acalmar: SBT, Mr Mídia, Skema Outdoor, Correio de Capanema, Jornal de Capanema, Carro som do Helinho Carvalho entre outros. No que diz respeito a empresa de asfalto, vc que é expert em licitação não acha que seriamos tolos e ingênuos de fazer compra de asfalto com empresa de gêneros alimentícios. Portanto, não estou me descabelando e sim estamos muito tranquilos no que fazemos.

Jornalismo Político disse...

Senhor Rubens Júnior,

Se o senhor cita as empresas SBT, Mr Mídia, Skema Outdoor, Correio de Capanema, Jornal de Capanema, Carro som do Helinho Carvalho entre outros, isso significa que faturaram toda aquela bolada da primeira licitação o qual ultrapassa a casa dos R$ 500 mil?

Se não gastou tudo isso [espero que não], porque jogar outro montante de R$ 600 mil na contratação de empresa de publicidade? Será que a primeira licitação não serviu de parâmetros para a segunda?

Como você disse: “Não significa que vai gastar todo o valor”, porque o valor tem que ser tão alto? É ausência de estudo econômico para fazer um parâmetro?

Não sei não, senhor Rubens Júnior, dinheiro que poderia ser aplicado em outro lugar, menos no que o povo não quer nem saber, publicidade.

Com relação ao comentário da internauta nos interpelando, vale mesmo a pena solicitar uma cópia da última alteração contratual só para não ficar com dor na consciência, já que nada sai daí de dentro que é solicitado, não é?

Forte abraço,

Do amigo,

Paulo Zildene

PS: Afinal, você lembra alguma aposta que fizemos ou já esqueceu?

Anônimo disse...

Pega fogo, cabaré.........uauauauauauauau

Anônimo disse...

Esse governo não é do novo tempo e sim do novo pomar. uauauauauauauaua

Anônimo disse...

Nada sei, dessa vida....

Anônimo disse...

CHupa, chupa que é de uva, chupa , chupa....

Anônimo disse...

TIRANDO PROVEITO DOS INIMIGOS

O que esse título lhe sugere? Esperteza? Maldade? Imoralidade?

Plutarco, filósofo grego, que entre os anos 75 e 95 depois de Cristo, viveu na Itália, parece ter bebido da mesma água que, muitos séculos mais tarde, iria ser tomada por Nicolau Maquiavel.

Partindo do princípio de que é impossível aos seres humanos não terem inimigos, ele argumentava que só lhes resta desenvolver suas
habilidades para tirar proveito da sua situação.

Mas como fazer isso? Que tipo de habilidades são essas? Na verdade, a receita de Plutarco desemboca em um precioso roteiro de regras morais, ilustradas abaixo.

1. Tendo em vista que os inimigos observam as nossas ações atentamente, diz ele, é importante estarmos atentos a nós mesmos.

2. Os inimigos estão sempre a espreita de nossos erros. Isso nos
obriga a viver de modo virtuoso e irrepreensível, resistindo as
facilidades e afastando a presunção.

3. A auto-vigilância nos ajuda a evitar desacertos e avançar em
relação aos inimigos.

4. Quando os inimigos são concorrentes, o zelo deve ser redobrado. Assim fazendo, somos compelidos a nos aperfeiçoar continuamente. Com isso, desenvolvemos mecanismos automáticos de defesa que são
instigados pelos próprios inimigos (Plutarco, Como Tirar Proveito dos
Seus Inimigos, Ed. Martins Fontes, 1997).

Essa filosofia, que logo completará dois mil anos, prova que os inimigos nos são muito valiosos. Eles prestam serviços raros, que nem mesmo os amigos são capazes de prestar. Veja o Engenhoso exemplo de Plutarco:

Um inimigo censurou o homem por ter mau hálito. Chegando em casa, este perguntou à sua esposa: por quê nunca me falou desse problema? A mulher, que era tão simples quanto casta, respondeu-lhe: "Pensei que todos os homens cheiravam da mesma maneira". Ou seja, ele precisou de um inimigo para saber o que nunca lhe foi ensinado pela pessoa mais amada.

As lições de Plutarco estabelecem as bases para a vida em regime de
competição. Esse regime se fundamenta na liberdade, que é um dos valores mais apreciados pelos seres humanos. Mas ele envolve a
permanente ameaça que é a situação mais detestada por todos nós.

Assim, os conselhos de Plutarco são de utilidade.
No mundo da competição - e das inimizades - temos de aproveitar todos os sinais dos concorrentes para fazer avançar as nossas qualidades.Por isso,não convém desprezar censuras. Elas são didáticas para quem se dispõe
a apreender.