Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Diminui inferno astral de Eduardo Costa

Por Paulo Zildene

O deputado Eduardo Costa – PTB/PA estava passando por um inferno astral. E que inferno astral! Após quase se espatifar na pista de pouso do município de Viseu ao tentar pousar com um monomotor, e o trem de pouso ter quebrado ao se chocar com o solo, e ter seu registro de candidatura negado pelo TRE-PA por não comprovar o pagamento de mais de R$ 100 mil por duas multas eleitorais [uma por propaganda em outdoor e outra por veiculação em jornal], agora o candidato que concorre à reeleição no legislativo estadual pode respirar um pouco aliviado. Digamos assim.


A Corte eleitoral do Pará julgou “procedente” o recurso impetrado pelo advogado da campanha de Eduardo, Júnior Dias.

Para entender melhor o caso

Ao ser multado por propaganda eleitoral antecipada, Eduardo Costa preferiu parcelar o débito pela divida ativa da União que pagar a vista pelo TRE.

Como não constava o pagamento dos R$ 106 mil, no TRE-PA, a Corte suspendeu o registro de candidatura imediatamente.

“Será que o deputado estava fazendo uma vaquinha para arrecadar essa bolada toda?” [sic].

Como o “embargo de declaração foi reconhecido” pela Corte paraense, os mesmos “deferiram” a candidatura de Eduardo Costa, o homem de seis vidas, já que uma delas ficou na pista de pouso de Viseu.

“Vou contratar o deputado para meu novo filme: Difícil de se livrar”. [sic] he he he he!

Repercussão

Como o registro de candidatura foi negado, a época pelo Tribunal Eleitoral, os comentários de bastidores se espalharam pelos quatro cantos da região nordeste. Reduto eleitoral de Eduardo.

Muitos eleitores acreditavam que ele não viria mais candidato, pois concorrentes partidários levaram a notícia de casa em casa para avisar que ele estava fora da corrida eleitoral.

Faltando menos de oito semanas para as urnas serem abertas para a votação, Eduardo terá mais uma tarefa árdua para dissipar a penúltima nuvem escura do inferno astral que paira sobre sua campanha.

Isso mesmo. Penúltima.

Eduardo terá a missão de avisar aos quatro cantos da região nordeste do estado do Pará que é candidato a reeleição.

A última nuvem do inferno astral ficará para os eleitores.

Eduardo Costa – PTB terá que convencer os eleitores que ele é uma das opções da região para renovar a carteira de trabalho na Assembleia Legislativa do Estado do Pará, até lá ainda lhe resta oito semanas para assediar os votantes.

Confira o tramite do registro de candidatura de Eduardo Costa.

PROCESSO: RCAND Nº 109438 - Registro de Candidatura UF: PA - TRE
Nº ÚNICO: 109438.2010.614.0000

MUNICÍPIO: BELÉM - PA
N.° Origem:
PROTOCOLO:
86722010 - 05/07/2010 20:27

REQUERENTE: PARTIDO TRABALHISTA BRASILEIRO - 14

CANDIDATO: JOSE EDUARDO PEREIRA DA COSTA, CARGO DEPUTADO ESTADUAL, NÚMERO 14444

ADVOGADO: ANTONIO DIAS DOS SANTOS JÚNIOR

RELATOR (A): JUIZ JOSÉ RUBENS BARREIROS DE LEÃO

ASSUNTO: REGISTRO DE CANDIDATURA - RRC - CANDIDATO - ELEIÇÕES GERAIS 2010 - CARGO – DEPUTADO ESTADUAL

LOCALIZAÇÃO: SAR-SEÇÃO DE ACÓRDÃOS E RESOLUÇÕES

FASE ATUAL: 18/08/2010 11:10-Enviado para CPRO. Para certificar

Andamento Distribuição Despachos Decisão Petições Todos

Andamentos

Seção
Data e Hora
Andamento

SAR
18/08/2010 11:10
Enviado para CPRO. Para certificar decurso de prazo após publicação em sessão.

SAR
18/08/2010 11:00
Publicação em 17/08/2010 Publicado em Sessão . Acórdão nº 23272 de 17/08/2010 do(a) E.Dcl. no Rcand nº 1094-38.2010.6.14.0000.

SAR
18/08/2010 10:55
Recebido

CARJ
18/08/2010 09:27
Enviado para SAR. Para certificar publicação do acórdão

CARJ
17/08/2010 19:52
Julgado E.DCL. NO Rcand Nº 1094-38.2010.6.14.0000 em 17/08/2010. Acórdão nº 23272 Conhecido e provido

CARJ
17/08/2010 15:34
Recebido

GABJM
16/08/2010 17:46
Enviado para CARJ. Para registro

GABJM
13/08/2010 17:14
Recebido

CPRO
11/08/2010 17:44
Enviado para GABJM. Conclusos a(o) Juiz(a) Relator(a)

CPRO
11/08/2010 17:42
Conclusos a(o) Juiz(a) Relator(a)

CPRO
11/08/2010 17:42
Juntado Parecer da Procuradoria Regional Eleitoral (...) o PRE manifesta-se pelo recebimento do documento faltante e por conseqüência, o deferimento do registro de candidatura do recorrente.

CPRO
11/08/2010 17:42
Recebido

Dr. Junior Dias
Advogado


Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

0 comentários: