Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Hélio Costa: PT X PT Em Minas

Por: Pettersen Filho

Pondo fim, aparente, à Crise Sucessória em Minas Gerais, a anunciada Candidatura do Ministro das Comunicações Hélio Costa ao Governo do Estado pelo PMDB – Partido da Mobilização Democrática Brasileiro cela, em nível nacional, o apoio do Partido à Candidata Dilma Roussef ao Palácio do Planalto, retirando da disputa um dos mais significativos quadros do PT – Partido dos Trabalhadores, o Prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, declarado Candidato do Partido, no Estado.

Aliança realizada, no entanto, em Brasília, pela Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores, costurada as pressas pela Direção Nacional, e remendada com ataduras de desconfiança política, enquanto corriam a velas soltas boatos de que o Candidato Petista Mineiro, Fernando Pimentel, contrariando a Aliança Nacional do PT fabricava supostos “dossiês” contra a Candidatura Dilma, no Estado, sabotando o Acordo Nacional de composição do Partido com o PMDB, o anuncio da Candidatura Hélio Costa somente se deu com a Intervenção “Branca” Nacional do Partido, em Minas Gerais.

Dona do, inegável, Segundo Maior Colégio Eleitoral do País, somente batido em numero de eleitores por São Paulo, de José Serra, Minas Gerais, tendo por Capital Belo Horizonte, parece ter passado ilesa, ao longo desses últimos oito anos de Administração Lula, sem muita oposição, mesmo diante do Governo, cujo lema “Choque de Gestão Administrativa” do Governador Tucano Aécio Neves, eqüidistante da aparente retórica “Direita x Esquerda”do Governo Petista Luis Inácio, com quem contou com certo apoio, ao realizar um Mandato bastante produtivo, com obras e apoio Federal, mesmo sendo um Governo “Dissidente”, do PSDB, no Macro Plano Nacional, quem, ora, parece rejeitar a Candidatura “Natural”, que o deveria ser, de José Serra à Presidente da República, cujo apoio explicito, ao Tucano, o Governador Aécio Neves, alijado da disputa, também, pelo PSDB Paulista, nunca manifestou, de forma cabal, publicamente.

Abrindo, contudo, inegável ferida, em que os Interesses Regionais do Partido dos Trabalhadores foram subjugados pelos Macros Interesses do PT Nacional, o Ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, dando coro a uma “Natural” Rebeldia Mineira, parece-nos rejeitar o Macro Plano Nacional do Estado de São Paulo, e das suas Oligarquias, encasteladas na Avenida Paulista, e no Palácio do Planalto, representados pelos Nomes Nacionais do Partido, em Brasília, assim como José Eduardo Dutra, Fernando Palocci, José Dirceu e outros, juntamente com a indefinição do Governador Aécio Neves, em apoiar o Candidato Tucano, José Serra, definitivamente, demonstram indicar a “Resistência” desses quadros, no Plano Regional, em ver perpetuar, no Âmbito Nacional, a “Paulicéia Desvairada” das Oligarquias Paulistas, indefinidamente, manuteidas no “Poder”, mesmo diante de todo um Brasil Atônito, ao, mais uma vez, via Política Espúria do Café-com-Leite Partidário, através da Intervenção de Brasília, assistir uma São Paulo, permanentemente, via, seja Serra, ou, seja Dilma, no Poder.

Com a palavra o Ministro Digital das Comunicações, de uma realização só, Hélio Costa, quem deve, em ultima instância, desatar a desvairada Sangria Partidária estabelecida, no Plano Regional, do PT x o PT, em Minas Gerais.

Será ???

OBS: Texto Publicado originalmente em www.paralerepensar.com.br

0 comentários: