Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Ctbel desvia trânsito na Avenida Júlio César

A partir desta segunda (28) o trânsito na Avenida Júlio César será desviado no trecho localizado próximo às obras da Avenida Independência. O desvio temporário deve durar até o próximo dia 1º de julho e irá alterar o tráfego de veículos na via no horário entre meia noite e quatro da manhã.

Segundo a engenheira responsável pela fiscalização das obras, Lucianna Moreira, a intervenção é necessária para que os operários do projeto Ação Metrópole executem o serviço de içamento do escoramento das vigas, com o auxílio de um guindaste. "O procedimento faz parte da construção de uma das etapas da área estrutural da alça, que interligará as Avenidas Júlio César e Independência.No trecho em questão só será possível o tráfego de veículos com altura máxima de 5 metros", explica.

De acordo com Luciana durante o horário de meia noite às quatro da manhã, um trecho da Avenida Júlio César próximo ao canteiro de obras, no sentido Aeroporto/Almirante Barroso, funcionará em dois sentidos para garantir a fluidez do trânsito. Agentes de trânsito da Companhia de Transportes de Belém (Ctbel) estarão na área para orientar os motoristas.

Quem trafegar pela Avenida Júlio César no sentido Almirante Barroso/Aeroporto deverá desviar pelo acesso, aberto próximo ao tapume das obras, passar pelo retorno e, em seguida, retornar novamente à avenida.

No sentido contrário, Aeroporto/Almirante, o trânsito deverá seguir pela passagem Santo Amaro, passar pela rua da Assembleia e, em seguida, entrar na rua do canal São Joaquim para voltar a Júlio César.

Projeto - As obras na Avenida Independência, que passará a se chamar Dalcídio Jurandir, será prolongada a partir da rodovia Augusto Montenegro, até a Júlio César, e terá 4,8 quilômetros de pistas, com três faixas por sentido, rede de drenagem e ciclovias. A obra será entregue até o final de setembro deste ano.

Além desta obra o Ação Metrópole executa outras que fazem parte da primeira etapa do projeto: a revitalização de 13,8 quilômetros da rodovia Arthur Bernardes; obras de compensação ambiental do Parque Ecológico de Belém; drenagem e pavimentação das ruas da Pratinha; e construção das praças da Pratinha e Sacramenta.

Realizado pelo governo do Estado, o projeto é a maior intervenção já feita nos últimos 20 anos nos sistemas viário e de transporte público da Região Metropolitana de Belém. A abertura de novas vias e a criação do Sistema Integrado de Transporte beneficiarão 2 milhões de habitantes da Grande Belém, melhorando as condições de mobilidade entre as áreas de expansão e o centro da capital.


Fonte: Ação Metrópole
Autor: Ação Metrópole

0 comentários: