Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Acordo pela pecuária sustentável: governo do PA apresenta avanços

O governo do Pará apresentou hoje, ao Ministério Público Federal (MPF), resultados do trabalho feito para cumprir o acordo pela pecuária sustentável, assinado em junho de 2009. Estiveram no MPF o secretário de meio ambiente, Aníbal Picanço, o diretor do Instituto de Terras do Pará, José Benatti, o secretário de agricultura, Cássio Pereira e o secretário de governo, Edilson Rodrigues de Sousa.

Entre os avanços obtidos, o governo relatou que o Cadastro Ambiental Rural chegou a 24 mil 663 propriedades. Os secretários informaram que trabalham agora para que aumente o número de pequenos produtores rurais que entram no Cadastro, já que as maiores propriedades já fizeram o investimento. Com a inclusão no Cadastro, controlado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, o pecuarista fica liberado para vender gado aos 70 frigoríficos, curtumes e marchantes que também assinaram acordo com o MPF.

Outra mudança significativa é a Guia de Trânsito Animal (GTA), que passará a ser eletrônica. Segundo documento entregue pelo governo ao MPF, mais de 95 mil propriedades que desenvolvem atividade pecuária já foram georreferenciadas e entraram no cadastro da nova GTA, que deve ser implantada mais rápido.

O controle de trânsito de animais no Pará até o ano passado era totalmente manual, enquanto que em outros estados, como o Mato Grosso, o procedimento já é feito de maneira eletrônica, o que facilita a fiscalização. Com o avanço do georreferenciamento, o estado fica mais próximo de modernizar esse controle.

O trabalho conjunto de eliminar produtores ilegais e modernizar a cadeia da pecuária teve reflexo na economia. Segundo o governo, houve aumento de 552% na exportação de produtos agropecuários pelo Pará nos últimos 3 anos, passando de US$ 92,5 milhões em 2006 para US$ 511 milhões no ano passado.

Em ofício entregue durante a reunião aos procuradores Alan Rogério Mansur Silva e Daniel César Azeredo Avelino, a governadora Ana Júlia Carepa relatou os vários avanços e pediu mais prazo para uma das cláusulas do acordo, o que prevê licenciamento ambiental para as propriedades rurais. Os procuradores responderam que vão analisar o pedido. Eles também garantiram, respondendo à apelo da governadora, que a pecuária em outros estados da Federação será examinada pelo MPF, a exemplo do que já acontece no Mato Grosso.


Fonte: MPF
Autor: MPF

0 comentários: