Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Simpósio sobre novas regras para transporte de criança

Apesar de já vir desenvolvendo desde o ano passado ações educativas focadas no transporte adequado de criança, o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) vai lançar uma campanha mais intensa sobre o uso de dispositivo adequado para conduzir crianças.

O início da programação ocorrerá na próxima terça-feira (11), quando estará em Belém a coordenadora nacional da ONG Criança Segura, Alessandra Françóia, no Teatro Maria Sylvia Nunes - Estação das Docas, de 9 às 11 horas. Haverá o 1º Simpósio de Educação para o Trânsito - O Transporte de crianças com dispositivo de retenção.

A proposta é fazer uma grande discussão sobre o tema com a participação de pais, educadores, profissionais de saúde (como pediatras e traumatologistas), entre outros.

Resolução do Contran - A partir do dia 9 de junho, o transporte de crianças em veículos automotores passará a ter novas regras. Especificados de maneira mais clara do que os já existentes, os novos parâmetros para a condução dos menores de dez anos estão estabelecidos pela Resolução de número 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) está orientando os pais quanto as novas regras desde junho do ano passado. O órgão vem explicando, entre outros itens, como deve ser feito esse transporte e que tipo de dispositivo de retenção deve ser usado de acordo com o peso e idade.

O Detran vem distribuindo material educativo em ações realizadas nas ruas e dentro do órgão - nesse caso, focando especificamente o cliente que frequenta o órgão em busca de serviços de veículo e de habilitação. Segundo a Resolução, quem não transportar a criança adequadamente arcará com multa no valor de R$ 191,54, registro de sete pontos no seu prontuário da habilitação e retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada (Conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro em seu artigo 168).

Com a nova resolução, ficou definido também que tipo de dispositivo deve ser adotado pelos pais. Isso porque antes, apesar de existir uma outra resolução (de número 15), que já estabelecia as regras para o transporte de criança, não havia explicitamente que tipo de dispositivo era esse.

0 comentários: