Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Mercantilização da medicina

Há quase tantos hipócritas quanto seguidores de Hipócrates

Por Celso Lungaretti (*)


Pesquisa do Conselho Regional de Medicina que a imprensa está noticiando hoje (31) flagra mais uma repulsiva mazela do capitalismo:

* 48% dos medicos paulistas que são assediados por propagandistas de laboratórios aceitam o suborno disfarçado, indicando a seus clientes os medicamentos que os fabricantes querem impingir;
* na área de equipamentos médico-hospitalares (incluindo órteses e próteses), a subserviência ainda é maior, 71%.

Quando trabalhava em assessorias de imprensa, eu tinha conhecimento detalhado dessa prática vil. As multinacionais farmacêuticas nem sequer se vexavam de divulgar nos seus jornais internos as bocas livres que ofereciam aos médicos, tipo fim de semana a bordo de navio de luxo, com direito a mil regalias.

Os laboratórios clientes das agências nas quais atuei não chegavam ao cúmulo de oferecer dinheiro vivo, só agrados. Mas, que agrados! Dava nó nas minhas entranhas ver as fotos dos doutores barrigudos e suas matronas, embonecados e exultantes nos jantares de gala a bordo, pois sabia que a contrapartida era manipular a clientela em benefício dos anfitrães.

Assim como me repugnava a série enorme de lançamentos que eu precisava comunicar ao mercado, de medicamentos caríssimos que não curavam doença nenhuma, apenas minoravam o sofrimento de pacientes terminais. A retórica era oferecer mais qualidade de vida ao moribundo... depenando-o, e às suas famílias.

Se os recursos dilapidados na pesquisa e desenvolvimento dessas inutilidades fossem investidos na busca da cura de moléstias que podem ser curadas, quantas vidas não seriam salvas e quantas pessoas não passariam a viver melhor!

Mas, claro, o objetivo dos laboratórios é L-U-C-R-O (como dizia o economista Eugênio Gudin) e não servirem à comunidade.


* Jornalista e escritor, mantém os blogues
http://naufrago-da-utopia.blogspot.com/
http://celsolungaretti-orebate.blogspot.com

0 comentários: