Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Um futuro sem Ana Júlia

Do blog de Parsifal Pontes - PMDB

Recebi um comentário na postagem "Pedaço de Prosa", escrito em 23.02.10, no qual um comentarista responde a outro que dizia estar à governadora ainda arrumando a casa.

Pela propriedade do texto, tomei a liberdade de, mantendo a essência, adaptá-lo para postar aqui.

Eis o texto:

Ana passou quatro anos arrumando a casa. Que casa? A dela? Ou a dos seus amiguinhos?

O Pará precisa mais do que a tentativa de arrumar uma casa: precisa de um governo de comprometimento, competência e experiência.

Ana Júlia é mal assessorada, sem pulso, sem coragem, sem inteligência.

Estão se passando 4 anos e ela ainda continua tentando arrumar a casa. Eu tenho pena é do seu sucessor, esse sim irá ter o trabalho de arrumar a casa fazendo uma varredura, pois tem muita gente incompetente no governo.

Eu acompanhei o governo Almir, Jatene e agora Ana. O dela foi sem dúvida o pior: a impressão que dá é que ela se elegeu neste exato momento e que ainda vai governar.

Nas suas atuais caminhadas pelo estado, os discursos são os mesmos de 4 anos atrás: sempre prometendo.

A única diferença é que se a gente olhar antes e agora, com certeza o Pará está pior agora.

Algumas das características de Ana Júlia:

1. Desvalorização do funcionário público;

2. Tem amnésia: esquece todos os compromissos eleitorais e os acordos políticos;

4. Não mantém a palavra: nomeia e exonera em curto espaço de tempo;

5. Nomeação de amigos, parentes, vizinhos, namorados, colegas de bar, cabeleireira, manicure, garçom etc.;

6. Não tem postura de governante: é simplesmente vulgar;

7. Pensa 24hs no empréstimo de R$ 336 milhões, mas ainda não prestou conta do último;

8. Falta de credibilidade junto ao governo federal: perdemos a Copa e o Grand Prix de atletismo.

Espero um futuro sem Ana Júlia.

Postado por Parsifal Pontes às 00:22

PARA REFLETIR: "Espera-se, na biografia de uma pessoa que se mete em trapalhadas, uma certa sequência lógica nos percalços”.

(Dora Kramer, jornalista).

0 comentários: