Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Mozarildo pede à Câmara que vote projetos de plebiscito sobre divisão do Pará

O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) pediu a votação, pela Câmara dos Deputados, de três projetos de sua autoria, já aprovados no Senado, que convocam plebiscito para que a população do Amazonas, Mato Grosso e Pará decida se aceita a divisão dos estados. Mozarildo defende a criação dos estados do Solimões, no lado oeste do Amazonas; do Tapajós, a oeste do Pará; e do Araguaia, na parte do norte de Mato Grosso.

O projeto de lei que propõe plebiscito para dividir o Amazonas foi aprovado com substitutivo do então senador Jefferson Peres, que propunha três territórios: São Gabriel da Cachoeira, na parte oeste; Solimões, na área central do estado; e Juruá, na fronteira com o Acre.

Para Mozarildo, a única saída para desenvolver os três estados com vasta extensão territorial é a divisão do território e a formação de novos estados. Como exemplo ele citou os Estados Unidos, país formado por 50 estados, divididos simetricamente, "quase como se fosse por uma régua", para uma população distribuída de forma homogênea de cerca de 300 milhões de habitantes. O senador lembrou que só o estado do Pará tem a mesma área dos sete estados das regiões Sul e do Sudeste do Brasil.

- O Amazonas, o Pará e os dois 'Mato Grosso' [Mato Grosso e Mato Grosso do Sul] representam 50% do território brasileiro e só com a redivisão poderemos desenvolver economicamente uma área gigantesca como essa. Com essa geografia atual, não vamos resolver nada - disse.

O senador fez um histórico do Brasil desde o descobrimento e lembrou que os portugueses, depois de negligenciarem por 30 anos a colônia, resolveram explorá-la, e perceberam que era preciso dividir o território - criando, então, as capitanias hereditárias, que ele classificou como uma "privatização" do território da então colônia.


Fonte: Assessoria de Imprensa
Autor: Assessoria de Imprensa

0 comentários: