Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

“Rios de Saúde” prossegue no atendimento aos moradores de Portel

O agricultor José Pereira da Silva, de 60 anos, terminou o sábado (13) com óculos novos. Ele foi o primeiro dos 50 pacientes de oftalmologia a ser atendido pelo "Rios de Saúde" em Portel, terceiro dos cinco municípios incluídos na oitava etapa dessa parceria entre Estado e Marinha.

"Vou ser eternamente grato à nossa governadora por esse presente. Tava de passagem pelo comércio, soube que o ‘Rios de Saúde' tava aqui e fui logo pra fila, bem cedo", disse o agricultor, residente na estrada Portel-Tucuruí.

Já para a estudante Emilly Duarte Pacheco, 7 anos, os novos óculos trarão menos preocupação para a mãe, Lúcia Pacheco, e mais desempenho na escola Paulino de Brito, onde cursa a primeira série do Ensino Fundamental. "Ela agora não vai ter mais desculpa pra ter preguiça de ler. Os óculos vieram numa boa hora, visto que gastamos muito em casa com material escolar", diz a mãe da menina.

A entrega dos óculos fabricados, que marca o final da rotina diária dos servidores estaduais que compõem a expedição, também selou um dia intenso para Portel, que recebeu o programa "Rios de Saúde" pela segunda vez em menos de dois anos.

"Eu só tenho a dizer muito obrigado por vocês, do Estado e da Marinha, terem vindo. Portel ainda precisa e muito", declarou o prefeito da cidade, Pedro Barbosa, na ocasião em que recebeu no seu gabinete, entre outros servidores estaduais, uma das coordenadoras do "Rios de Saúde", Auxiliadora Cabral, e o comandante do navio Pará, André Silveira Guimarães.

No encontro, Auxiliadora lembrou o prefeito sobre a dinâmica de atendimento que prosseguirá em Portel até a terça-feira, 16, e o comandante André Guimarães ressaltou o trabalho de cobertura de eixos em embarcações locais, que pode ser feito no navio Pará com o objetivo de diminuir os acidentes causados por motor descoberto.

Escalpelamento - Também na ocasião foi lembrado que em Breves, a partir do dia 19, ocorrerá uma grande mobilização organizada pelo Quarto Distrito Naval e governo do Estado em torno dos acidentes com escalpelamento causados justamente por embarcações que ainda não têm proteção de eixo do motor.

Essa mobilização, que envolverá também outros navios da Marinha que estão vindo de Belém para o evento, reforça já em Portel a reorganização do Núcleo Municipal de Combate ao Escalpalmento, que deve ocorrer nesta segunda-feira, em local ainda a ser confirmado, sob a liderança da enfermeira Iraquelma Nascimento, integrante do Departamento de Educação e Saúde da Sespa e engajada nessa luta há mais de dois anos.

A programação do "Rios de Saúde" terá, além dessas palestras, uma intensa articulação de pescadores da área no que se refere ao financiamento pesqueiro, assunto da palestra de João Arlindo, técnico da Sepaq destacado pra atuar na expedição.

De forma paralela, prosseguirão, até a terça-feira, 16, todos os tipos de atendimento à população, desde a distribuição de senhas sempre a partir das sete da manhã, passando pelas consultas, exames, vacinação e, pela tarde, a entrega de resultados do preventivo ao câncer do colo do útero (PCCU) e de óculos fabricados aos pacientes da oftalmologia.

Incubadora - Outra grande ocasião em Portel será quando uma das coordenadoras do programa, Auxiliadora Cabral fará a entrega de uma incubadora neonatal de transporte, com temperatura de 39 graus, ao município. A solenidade vai acontecer nesta segunda-feira, 15, no hospital municipal de Portel, com assinatura de termo de responsabilidade por representante da gestão local.

O equipamento, doado pela Sespa e com documentação já assinada pela secretária estadual de Saúde, Sílvia Comaru, seguiu de Belém junto com toda a tripulação do "Rios de Saúde". Outras duas incubadoras ainda serão entregues aos gestores de Melgaço e Breves, que serão as próximas paradas da expedição.

"Essas incubadoras de transporte, como o próprio nome sugere, vão possibilitar que esses municípios, que já têm profissionais treinados no assunto, possam enviar com mais segurança bebês prematuros para tratamento na Santa Casa de Misericórdia, em Belém", afirma Auxiliadora Cabral.


Fonte: Sespa
Autor: Sespa

0 comentários: