Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Comentário para reflexão

Realmente há comentários que merecem ser destacados na frente do blog e acredito que esse repercuta, pois há consistência nos fatos narrados. Creio até que pode virar o primeiro editorial do Programa Bastidores do Poder deste sábado [27].

Esse foi postado no mural de recados do blog.

Sugiro ainda que vocês internautas leiam com atenção e façam uma profunda análise da questão levantada pela internauta.

Ela se remete exclusivamente para os capanemenses.

Confira

De:
Ana

Para: Capanemenses

Capanema – “País” da Estúrdia

Mesmo sabendo que o mundo é cíclico, que conflitos, regimes políticos, moda, música, fenômenos da natureza, crises no mercado financeiro... Tendem a se repetir, ainda surpreendo-me, com a forma absurda com que as pessoas encaram determinadas situações, principalmente nesse país chamado Capanema.

Sou obrigada a acreditar que esse município é totalmente estúrdio e que está cheio de loucos ou no mínimo alienados, que não conseguem perceber que Capanema hoje vive um misto de ditadura e cangaço, onde forasteiros disfarçados de mocinhos exercem sua arrogância e prepotência sem mais se importar com a opinião alheia. Desejar ser líder e não está preparado ao menos pra receber críticas da população é inadmissível!

Nos últimos dias tenho acompanhado esse clima nada amistoso entre prefeito e imprensa e agradecendo a Deus por Capanema não ter câmara de gás. Do contrário, poderíamos ser testemunhas de um “jornalisticídio”.

Atitudes como expulsar um repórter, criar uma redoma (secretaria) para enclausurar um contista só pra alardear seus feitos no intuito de fazer uma lavagem cerebral na população (coisa que ele já faz utilizando todos os outdoors da cidade) fez-me lembrar de um conhecido ditador (Hitler) que maculou a história com feitos absurdos como esses. Não esqueçamos que é de maus líderes que nasce um ditador.

Algumas questões óbvias devem ser levantadas, visto que, assim como eu a população também parece atônita com o rumo que esse governo tomou.

Então eu pergunto:

- Não deveria ele governar com o povo e para o povo?

- Será que o Sr. Prefeito ainda não entendeu que esse cargo é passageiro?

- Saberia ele que está prefeito não é ser perfeito?

- Desconheceria ele o fato de que o povo tem o direito sim de reivindicar, fiscalizar, exigir... Porque o povo é o patrão e fazendo isso está exercendo nada mais que seu papel de cidadão/patrão?

- Será que Capanema merece um ditador no poder?

Existem muitas perguntas que não querem calar...

Posso afirmar apenas que toda essa algazarra entre governo e imprensa, fomentada por sua intolerância, maus modos e ao que me parece total falta de preparo para um cargo público é no mínimo assustadora. Resta saber se o senhor prefeito partilha da teoria de alguns que preferem serem temidos a serem respeitados. Se for esse o caso, aconselho que aproveite esse governo pra exercitar sua sede de poder, porque dificilmente será reeleito em Capanema.

A nós capanemenses só nos resta rezar...

“... livrai-nos Deus... Nosso Senhor... Dos nossos inimigos...”

1 comentários:

Anônimo disse...

Na política existe um enunciado lógico de ordem prática que diz: o inimigo do meu inimigo é meu amigo(ou aliado). Só essa afinidade pode justificar uma verdadeira pérola que foi o texto defendendo a imprensa (leia-se: "repórter Pedro Paulo), e demonizando a imagem do prefeito, sugerindo que por causa deste, Capanema é uma terra cheia de loucos e alienados que vivem sem perceber, uma misto de ditadura e cangaço,...até "poderíamos ser testemunhas de um “jornalisticídio”"

Considerando esse texto, fiquei surpreso e não menos estarrecido em ver o referido repórter em seu costumeiro programa de ataque à administração, brandir um terçado sobre a mesa. Fiquei sem entender o que esse apresentador quer mostrar com essa atitude. Com qual finalidade um profissional chega a um programa munido com um terçado.Argumento de força?
Aí é que a diferença faz a diferença. O devido preparo que deve ter uma pessoa para exercer uma atividade profissional.

Nesse caso, a pérola de texto, "país" da Estúrdia,pelo seu bom nível, não se encaixa de maneira favorável ao referido "profissional",lembra, na verdade, uma frase proferida por Jesus Cristo que diz:

"Não lanceis pérolas aos porcos"