Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Mais de 190 traficantes presos em 2009 no oeste do Pará

Mais de 190 traficantes presos e 83 pontos de produção e venda de entorpecentes desarticulados. Esses dados fazem parte das ações realizadas pela Polícia Civil, na região do Baixo e Médio Amazonas, oeste do Pará, em 2009, divulgados neste sábado, 9. O balanço foi apresentado nesta semana, em Santarém, durante avaliação operacional do ano. O delegado Jardel Guimarães, superintendente regional, reuniu-se com diretores das Seccionais Urbanas de Santarém e de Itaituba, e as chefias de Operação da Superintendência e de Seccionais, para fazer a avaliação dos trabalhos de Polícia Judiciária e de ações operacionais. Para o delegado, houve um avanço substancial em diversas frentes em relação aos anos anteriores.

Como diferencial no ano de 2009, destaca Guimarães, está a ampliação das atividades policiais planejadas de forma diferenciada dos modelos aplicados em anos anteriores. Após estudo das particularidades da região do Estado pela Delegacia-Geral, Diretoria de Polícia do Interior e pela Superintendência, foi elaborado um novo formato de atuação, de avaliação das atividades e no dimensionamento de efetivo e a modificação de formas de trabalho.

Com uma distribuição equilibrada de atividades nos municípios da circunscrição, a Superintendência passou a atuar de forma presente nos 18 municípios da região. "A equipe policial implantou novos modelos operacionais, principalmente, um novo formato de atuar, simultaneamente, naqueles municípios que possuem ligação com os demais. Nessas áreas, os crimes envolvem articulação de pessoas e de meios de transporte, como é o caso do tráfico de drogas, dos furtos e estelionatos, da pedofilia, do tráfico humano, dos crimes ambientais e das atividades do crime organizado", salienta o delegado.

Ao todo, em 2009, as operações policiais resultaram em 1.045 pessoas presas. Destas, 194 por tráfico de drogas. Houve a desarticulação de 83 "bocas de fumo" e apreensão de 144 armas de fogo. Conforme o levantamento, 85 operações de pequeno, médio e grande porte foram realizadas na região pela Polícia Civil.

Entre as ações está o combate aos bandos de roubo a banco com atuação em outros Estados. "Tivemos a desarticulação do núcleo de uma quadrilha de assaltantes com a prisão dos indivíduos conhecidos por ‘Bin-Laden' e ‘Perneta', que comandavam o planejamento de roubos a banco na região. Eles escolheram Santarém para montar a base de atuação", explica Guimarães. Os dois foram identificados por levantamentos de inteligência em parceria com o Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e colaboração dos Estados do Tocantins e Minas Gerais. Ainda, segundo ele, com os bandidos foram apreendidos veículos usados nos crimes e armamento de alto poder de fogo, além de equipamentos e materiais de sobrevivência e despiste de ações.

Durante as investigações, os policiais prenderam outro bando de assaltantes, na zona rural de Itaituba, entre as cidades de Trairão e Rurópolis, com equipamentos e farto armamento. Eles se preparavam para roubar um banco na região. Com a prisão do bando, foram frustrados planos criminosos de roubos a banco e, por isso, não foi registrada qualquer ocorrência do tipo em 2009, na região. Para o delegado Jardel Guimarães, o ano de 2009 registrou avanços em outras áreas, como na aquisição de novos equipamentos de proteção individual, com a substituição de todos os coletes balísticos por novos.

Também houve renovação das munições de trabalho, aquisição de novas viaturas policiais, ampliação de equipamentos de informática e da rede digital, que é interligada por meio do sistema policial de registro e acompanhamento de ocorrências pela Internet. Outra evolução foi na área do conhecimento científico, onde 27 policiais civis adquiriram formação em nível de pós-graduação em Gestão de Segurança Pública na Sociedade Democrática, com ênfase em diversas áreas do conhecimento. Entre as ações, vale destacar a forma como foram executadas as ações dentro do modelo planejado pela Delegacia-Geral, através do delegado-geral Raimundo Benassuly, e da Diretoria de Polícia do Interior, sob coordenação do delegado Miguel Cunha.

"Com o rigor no combate ao crime e respeito ao cidadão, promovemos ações de parceria e cooperação com todos os órgãos ligados à Segurança Pública e outros relacionados com atividades essenciais e de suporte direto das ações de Polícia Judiciária. Destacamos a cooperação de ações com Poder Judiciário e Ministério Público, bem como, com a Polícia Militar, Polícia Federal, Ibama, órgãos da administração municipal e sociedade como um todo, que colaborou de forma decisiva às ações, confiou nos trabalhos desenvolvidos e participou de forma ativa no combate ao crime, repassando informações e presenciando os resultados das denúncias", concluiu Guimarães.


Fonte: Polícia Civil

0 comentários: