Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Projeto de Lei vai transformar a Procissão de Corpus Christi em Patrimônio Imaterial do Estado

O empresário Claudionor Moreira [foto] e o Frade Capuchinho Frei Gilson Baldez, pároco da cidade de Capanema, região nordeste do estado do Pará, escolheram o deputado José Soares – PMDB para solicitar junto à poderosa Assembleia Legislativa Estadual que transforme a Festividade de Corpus Christi, maior evento religioso da região, em Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado.

A solicitação foi encaminhada no dia 01 de dezembro e remetida ao gabinete da governadora Ana Júlia Carepa - PT, no dia 9 do mesmo mês, para ser sancionada.

Quando for sancionada pela governadora como Patrimônio Imaterial Histórico e Cultural do Estado do Pará, a Procissão de Corpus Christi, que acontece todo mês de junho, no período da páscoa, constará no calendário turístico do estado, conforme expresso no artigo 2ª do Projeto de Lei.

“A norma disposta no artigo 1º desta lei incumbe ao estado oficializar a presença da Procissão no calendário turístico do Estado”.

No parágrafo único diz que “caberá ao estado apoiar a realização da romaria no domingo de Páscoa anual”.

Na defesa do Projeto de Lei do deputado José Soares – PMDB, aos colegas de parlamento, no dia 9 de dezembro, o parlamenta disse que “Compete ao estado estimular, apoiar, preservar e divulgar as manifestações culturais, religiosas, expressões artísticas, bem como as iniciativas populares, utilizando as potencialidades dos municípios paraenses, dando ênfase ao turismo”.

No final do seu pronunciamento, Soares reforçou que “A festividade de Corpus Christi em Capanema tem destaque todos os anos na mídia nacional, difundindo uma das maiores manifestações religiosas do estado do Pará, quiçá do Brasil, daí o porquê considero oportuno essa romaria ser Patrimônio, Histórico e Cultural ao Estado do Pará”, finalizou na sua defesa o parlamentar.

Para Claudionor Moreira, que vem de família tradicionalmente católica em Capanema, disse que o reconhecimento da Procissão de Corpus Christi como Patrimônio Imaterial projeta ainda mais o município no cenário nacional.

“Capanema recebe todos os anos milhares de pessoas vindas de todas as partes do país para celebrar a Procissão de Corpus Christi em nossa cidade. As ornamentações com serragens espalhadas pelas ruas e avenidas são reconhecidas nacionalmente. Todas as emissoras de TVs do país transmitem a nossa Procissão. A comunidade católica ficará feliz em saber do reconhecimento do estado”, disse Claudionor.

Considerado pela comunidade católica do município como “Dia Santo”, a Procissão de Corpus Christi é conhecida há 33 anos por ornamentar suas ruas com serragens coloridas, tampas de refrigerantes e outros produtos recicláveis.

Ornamentação

A ornamentação das ruas iniciou em 1976, quando Frei Hermes Recanatti estava à frente da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A primeira rua enfeitada foi a 2 de junho que passa ao lado da igreja matriz. A partir daquele dia transformou-se em data sazonal, o qual é reconhecido pela comunidade católica no Brasil.

A Procissão de Corpus Christi é uma festa móvel da Igreja Católica que celebra a presença real e substancial de Cristo na Eucaristia.

É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma festa de 'preceito', isto é, para os católicos é de comparecimento obrigatório participar da Missa neste dia, na forma estabelecida pela Conferência Episcopal do país respectivo.

A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico que determina ao Bispo diocesano que a providencie, onde for possível, "para testemunhar publicamente a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo.”



Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

0 comentários: