Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

PMDB debate plano B e Dornelles pode substituir Sarney

Com a possibilidade de uma eventual renúncia de José Sarney (PMDB-AP) ao cargo de presidente do Senado, os líderes aliados e de oposição começam a discutir, em conversas reservadas, um plano B, que passa pela escolha de um nome que possa substituir o peemedebista no comando da Casa. A cúpula do PMDB no Senado já avisou que não abrirá mão da vaga para o PT. Com dificuldades para encontrar um nome na bancada de 19 senadores do partido, a direção do PMDB já estaria cogitando ceder o cargo para o senador Francisco Dornelles (PP-RJ).

Além de aliado fiel de Sarney, Dornelles tem a seu favor o amplo trânsito com oposição e governistas. Seu nome não enfrentaria resistências de tucanos e democratas. Também é bem visto pelos petistas. Com perfil moderado e considerado um bom negociador, ele é tido “como parte da bancada do PMDB”, na definição de um dirigente do partido. Único senador do PP, a sigla forma um bloco com o PMDB do Senado, o que ajuda a credenciá-lo como substituto de Sarney.

Aos 74 anos, Dornelles tem currículo extenso e, em 50 anos de vida pública, não foi alvo de denúncias ou esteve envolvido em escândalos. Sobrinho do ex-presidente Tancredo Neves, Dornelles foi ministro do Trabalho de Fernando Henrique Cardoso, ministro da Fazenda de Sarney e secretário da Receita Federal de João Figueiredo.


Fonte: AE

PMDB ameaça retaliar Virgílio com até 4 representações

A guerra deflagrada entre o PSDB e o PMDB na apresentação de representações no Conselho de Ética do Senado não deve terminar tão cedo. A presidente em exercício do PMDB, deputada Íris Araújo (GO), e o líder do partido no Senado, Renan Calheiros (AL), anunciaram ontem, formalmente, que vão entrar com representação contra o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), no início da próxima semana. A ideia é protocolar de três a quatro ações por falta de decoro parlamentar. “Vão ser de três a quatro representações”, explicou o senador Wellington Salgado (PMDB-MG), um dos integrantes da tropa de choque de Sarney.

Por sua vez, Virgílio estuda encaminhar nova denúncia, desta vez contra Renan. Ele avalia que o líder peemedebista feriu o decoro ao ameaçar denunciá-lo ao conselho, caso o PSDB insistisse em pressionar pela saída de José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado. “Não podemos esquecer que ele ia ser cassado por corrupção e depois ficou no plenário implorando por votos para se salvar”, disse ontem Virgílio. Sarney é alvo de 11 ações no conselho: cinco representações (duas do PSOL e três do PSDB) e seis denúncias - quatro só de Virgílio e duas assinadas pelo tucano e pelo senador Cristovam Buarque (PMDB-DF).

“A partir do momento que o PSDB assinou embaixo as representações contra o presidente Sarney, não deixou outro caminho ao PMDB a não ser protocolar as ações contra o Arthur Virgílio”, disse ontem Renan, ao argumentar que a quantidade de ações contra Sarney “é a marcha da insensatez”. Segundo Renan, o PMDB entrará no conselho apenas contra o líder tucano. A presidente em exercício do PMDB disse que a assessoria jurídica do partido estuda a melhor forma de encaminhar as acusações.


Fonte: AE

ONG de filho de Sarney é suspeita de desvio de recursos

O Ministério da Cultura (MinC) estuda pedir ao Tribunal de Contas da União (TCU) tomada de contas especial para apurar indícios de desvio de dinheiro público pelo Instituto Mirante, organização não-governamental (ONG) presidida pelo empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A entidade, segundo o jornal "O Globo", teria usado irregularmente os recursos, no montante de R$ 220 mil, captados junto à estatal Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobrás), com base na Lei Rouanet.

As irregularidades estão detalhadas em relatório de análise financeira, de outubro de 2008, sobre a prestação de contas final, entregue ao ministério pelo instituto. A ONG entregou sua defesa e o ministério deve concluir a análise dentro de duas semanas.

Conforme o relatório, boa parte da verba - R$ 116 mil, 52% do total captado - foi parar nas contas de empresas e ONGs ligadas à família Sarney. A TV Mirante, veículo líder do grupo, teria ficado com R$ 67 mil. Outra parte, segundo o documento, ficou com a Rádio Mirante e a Gráfica Escolar, ligadas ao grupo, além da Associação dos Bons Amigos das Mercês, uma ONG dirigida pela família.

O Centro Brasileiro de Produção Cultural (CBPC), mais uma entidade suspeita de ser comandada pelo grupo, obteve R$ 27 mil. As notas fiscais anexadas à prestação de contas revelam que a entidade tem por endereço o prédio onde funcionam a TV Mirante e o jornal "O Estado do Maranhão", da família. Fernando Sarney não respondeu às ligações para comentar a denúncia. O escritório do advogado Eduardo Ferrão, que defende a família Sarney, disse desconhecer o teor do relatório.


Fonte: AE

CNJ vai investigar atos secretos em tribunais do País

O ministro Gilson Dipp, corregedor nacional de Justiça, informou ontem que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai promover uma varredura nos atos internos de todos os tribunais do País. A decisão foi tomada a partir da divulgação sobre atos reservados no Tribunal de Justiça de Minas. “Vamos cobrar todos os tribunais em relação à transparência dos atos “, declarou Dipp.

“É preciso divulgar todos os atos. Não se pode admitir atos secretos no Judiciário. Em lugar nenhum, é regra na administração pública. E no Judiciário com mais razão porque é o guardião, em tese, de toda a moralidade administrativa.”


Fonte: AE


Um fato irracional

Por Sidney Mendonça

Cada dia que passa eu me surpreendo mais com o ser humano (!). Como alguém pode ter coragem de um ato tão monstruoso com seu próprio filho?

Isso tem que acabar, não pode continuar...
Não consigo entender, nem imaginar o que se passa na cabeça de uma mulher assim...

Lucinda Ferreira Guimarães, 40 anos, deverá ser indiciada por tentativa de homicídio, sob a acusação de dar à luz e enterrar vivo um menino recém-nascido em um terreno baldio próximo ao bairro São Miguel, em Laranjeiras do Sul, no Paraná.

Segundo informações a criança só sobreviveu por estar enterrada em pé tendo um cachorro cavado um pouco a terra ao redor de sua cabeça, deixando-a descoberta e por causa do calor da terra que manteve a temperatura corporal.

Os policiais foram acionados através de uma denúncia anônima para darem atendimento a uma ocorrência de abandono de criança enterrada num matagal. Segundo as primeiras informações uma senhora teria retornado para a residência ao entardecer com as vestes sujas de sangue o que chamou a atenção de vizinhos que observaram as ações da suspeita que estaria grávida até então.

Para surpresa dos moradores locais depois de uma busca nas proximidades encontraram numa toca de tatu no matagal, um recém-nascido que estava cheio de bichos e moscas sob sua pele. Já se passavam 24 horas do provável aborto e os moradores então acionaram a polícia, pois achavam que o recém-nascido estaria em óbito.

Ao chegarem, os policiais perceberam que ele estava vivo, tiraram os restos de terra da boca e imediatamente o encaminharam ao Hospital. No local uma equipe policial levantou informações da localização da mãe e a encontrou num bar a algumas quadras do local e deu voz de prisão a infratora. No hospital o recém-nascido recebeu os cuidados médicos necessários e passa bem.

A mãe está na Delegacia de Polícia Civil e até o momento não pode ser ouvida sobre os motivos que a levaram a cometer tal atrocidade pelo estado de choque em que se encontra. O recém-nascido deve ser observado pelos próximos dias no hospital e possivelmente não ficará sob os cuidados da genitora. É um menino e nasceu com 08 meses...

A senhora Lucinda é mãe de 4 filhos e esta era a 5ª gravidez. Estava casada pela 2ª vez e o filho não era deste último.



Prazo de filiação partidária pode ser reduzido para seis meses

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5238/09, do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que reduz para seis meses antes do pleito o prazo de filiação partidária e de obtenção do domicílio eleitoral. A proposta altera a Lei das Eleições (9.504/97).

Atualmente a lei determina que a filiação e o domicílio, ambos obrigatórios para concorrer às eleições, devem ocorrer no prazo de um ano antes do pleito - ou seja, até outubro do ano anterior.

Prazo irreal
O deputado Eduardo Cunha avalia que esse prazo está descolado da realidade política. De acordo com ele, é difícil para um candidato conhecer o quadro político da sua base eleitoral um ano antes das eleições, período sujeito a mudanças na orientação partidária, na configuração dos demais candidatos e das coligações.

Ao tornar o prazo de filiação mais próximo da eleição, o político terá mais informações para decidir o partido por meio do qual vai enfrentar o pleito, argumenta Cunha.

Tramitação
O projeto tramita em regime de prioridade apensado ao PL 2211/07, do deputado Rogerio Lisboa (DEM-RJ). Antes de ser votado pelo Plenário, ambos serão analisados pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.


Fonte: AG - Câmara

Diário Oficial publica regulamentação das profissões de motoboy e mototaxista

A Lei 12.009, que regulamenta o exercício da atividade dos mototaxistas, está no Diário Oficial da União de hoje (30). O texto abrange, além dos profissionais que transportam passageiros em motocicletas, os motoboys, que usam esse meio de transporte para entregar de mercadorias ou realizar serviços comunitários de rua. A norma altera a Lei 9.503, de 1997 – que institui o Código de Trânsito Brasileiro – para dispor sobre regras de segurança dos serviços de transporte remunerado de mercadorias (frete).

De acordo com a lei publicada hoje, o condutor precisa ter no mínimo 21 anos de idade e ser habilitado há pelo menos dois anos na categoria. Além disso, deve usar colete de segurança dotado de dispositivos retrorrefletivos e capacete, nos termos da regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Do profissional de serviço comunitário de rua serão exigidos também carteira de identidade, título de eleitor, cédula de identificação do contribuinte (CIC), atestado de residência, certidões negativas das varas criminais e identificação da motocicleta utilizada.



Fonte: AG - BR

Repasses ao FPM caem em julho mas serão maiores em agosto, segundo CNM

O repasse de verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) neste mês deverá ficar 11% abaixo do de julho do ano passado, mas poderá crescer 31% em agosto, na comparação com este mês, chegando a R$ 4 bilhões. Os dados foram divulgados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

De acordo com a instituição, os repasses são condicionados ao desempenho da economia do país, refletindo a arrecadação dos impostos de Renda (IR) e sobre Produtos Industrializados (IPI).

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, disse que a queda no repasse mensal do fundo neste mês deve levar o governo a buscar mais suplementação orçamentária para repor a perda, segundo prevê a Medida Provisória 462/09, que instituiu o apoio financeiro aos municípios. Por isso, Ziulkoski afirma que é imprescindível o presidente Lula encaminhar rapidamente ao Congresso Nacional pedido de recursos adicionais. No momento, o fundo só tem R$ 38 milhões em caixa. Neste mês, foram repassados ao fundo R$ 3,083 bilhões, contra R$ 3,464 bilhões transferidos em junho.

Com base em cálculos do Tesouro Nacional, a Confederação Nacional dos Municípios informa que, em agosto, deverão ser repassados ao FPM cerca de R$ 4 bilhões. Nos sete primeiros meses deste ano, o governo federal repassou R$ 27,5 bilhões, com queda de 905 milhões sobre o mesmo período de 2008, quando a economia estava mais aquecida e foram transferidos ao funco R$ 28,405 bilhões.

Segundo a confederação, neste ano, apenas nove estados terão direito a recursos complementares do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb), que recebe repasses do FPM, para custear o piso salarial do magistério estadual e municipal. Com isso, somente 18% das prefeituras do país receberão a complementação, conforme definido em portaria do Ministério da Educação, assinada em maio passado.

Os estados que poderão apresentar pedido de recursos suplementares para o magistério são: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.


Fonte: AG - BR

Severino Cavalcanti deixa UTI do Hospital do Coração

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti deixou nesta tarde a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Coração (Hcor), em São Paulo, onde estava internado desde a noite do dia 17 de julho. Segundo a equipe médica que trata do ex-parlamentar e atual prefeito de João Alfredo (PE), ele passa bem e tem previsão de alta para próxima semana. Boletim médico divulgado hoje informou que Severino foi submetido na manhã de ontem a um implante de válvula aórtica.

Severino foi presidente da Câmara em 2005, cargo ao qual renunciou após acusações de corrupção. Em 2006, não conseguiu se reeleger deputado federal, quando decidiu entrar na disputa à prefeitura do seu município natal, no agreste pernambucano.


Fonte: AE

TJ pode multar Igreja Universal por barulho em Minas

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais proibiu a Igreja Universal do Reino de Deus, na Zona da Mata mineira, de contribuir com a poluição sonora. A ação foi movida um empresário que mora nas proximidades da igreja, no bairro Palmeiras. Ele e outros moradores se sentiram incomodados com o barulho diário dos cultos religiosos. A igreja se instalou na região há pouco mais de um ano.

A partir de agora, a igreja não pode emitir sons durante os cultos excessivos em níveis sonoros superiores a 70 decibéis durante o dia e 60 decibéis durante a noite. Se a igreja não respeitar a decisão ela será multada em R$ 1 mil por cada descumprimento. Entre fevereiro e março deste ano, fiscais de posturas do município compareceram ao local munidos de um decibelímetro e constataram que os sons produzidos pela igreja chegaram a 81,40 decibéis.


Fonte: AE

MPF alerta órgãos públicos do prazo para resposta a sindicância de combate ao nepotismo

O Ministério Público Federal (MPF) no Pará enviou recomendação a órgãos públicos federais alertando que os responsáveis pelas instituições terão que informar seus chefiados sobre decreto presidencial de combate ao nepotismo. Publicado na semana passada, o decreto 6.906 obriga os ocupantes de cargos especiais e de direção a apresentarem à Controladoria-Geral da União (CGU) declaração acerca da existência de vínculo matrimonial, de companheirismo ou de parentesco com ocupantes de cargos em comissão ou funções de confiança.

Na recomendação, encaminhada pelos procuradores da República Alan Rogério Mansur Silva e Daniel César Azeredo Avelino a instituições sediadas em Belém, Castanhal e região, também é solicitado aos chefes de órgãos públicos que tomem todas as providências necessárias para possibilitar que as informações sejam apresentadas à CGU até 21 de setembro deste ano, prazo determinado pelo decreto.

A recomendação do MPF destaca a obrigatoriedade do cumprimento da súmula vinculante (mecanismo que impede juízes de instâncias inferiores de decidir de maneira diferente do Supremo Tribunal Federal nas questões nas quais este já tenha firmado entendimento definitivo) número 13, que fechou a posição do Judiciário contra o nepotismo.

O MPF também requisitou aos órgãos públicos federais a apresentação, dentro de 30 dias, da relação de todos os ocupantes de cargos especiais e de direção.

“O nepotismo viola os princípios constitucionais da moralidade, impessoalidade e eficiência, beneficia parentes em prejuízo da qualificação técnica e faz com que se utilize da Administração Pública para se obter favorecimento e vantagens a familiares, em detrimento de todo o restante da população”, ressalta o procurador da República Alan Rogério Mansur Silva.

O MPF solicitou aos órgãos públicos que informem o nome dos servidores que se recusarem a prestar informações à CGU, para que os procuradores da República possam tomar as providências cabíveis.

Exemplo da recomendação encaminhada:
http://tinyurl.com/combate-nepotismo

Súmula Vinculante nº 13, do STF, que veda o nepotismo:
http://tinyurl.com/Sumula-13

Decreto 6906, que estabelece a obrigatoriedade de prestação de informações sobre vínculos familiares pelos agentes públicos:
http://tinyurl.com/decreto-6906

Alguns dos órgãos que estão sendo notificados:
Universidade Federal do Pará, Universidade Federal Rural da Amazônia,
Instituto Federal do Pará, Advocacia-Geral da União, Procuradoria da
Fazenda Nacional, Agência Nacional de Transportes Terrestres, Agência
Nacional de Telecomunicações, Agência Nacional de Aviação Civil, Agência
Nacional de Saúde Suplementar, Agência Nacional de Transportes
Aquaviários, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Departamento
de Polícia Federal, Delegacia Regional do Trabalho, Agência Brasileira
de Inteligência, Banco Central do Brasil, Ministério da Fazenda,
Defensoria Pública da União, Secretaria de Controle Externo do TCU/PA,
Controladoria-Regional da União no Pará, Ibama, INSS, Incra, DNPM e
Receita Federal do Brasil.

Devem responder ao MPF as unidades dos órgãos federais localizadas nos seguintes municípios:

Municípios sob a jurisdição da Justiça Federal em Belém: Abaetetuba,
Acará, Afuá, Anajás, Ananindeua, Bagre, Baião, Barcarena, Belém,
Benevides, Breves, Bujaru, Cachoeira do Arari, Cametá, Chaves, Colares,
Concórdia do Pará, Curralinho, Igarapé Miri, Limoeiro do Ajuru,
Marituba, Melgaço, Mocajuba, Moju, Muaná, Oeiras do Pará, Ponta de
Pedras, Portel, Salvaterra, Santa Bárbara do Pará, Santa Cruz do Arari,
Santa Izabel do Pará, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas,
São Sebastião da Boa Vista, Soure, Tailândia, Tomé-Açu e Vigia.
Municípios sob a jurisdição da Justiça Federal em Castanhal: Augusto
Correa, Aurora do Pará, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capanema,
Capitão Poço, Castanhal, Curuçá, Garrafão do Norte, Igarapé-Açu,
Inhangapi, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Magalhães Barata,
Maracanã, Marapanim, Nova Esperança do Piriá, Nova Timboteua, Ourem,
Paragominas, Peixe-Boi, Primavera, Quatipurú, Salinópolis, Santa Luzia
do Pará, Santa Maria do Pará, Santarém Novo, São Domingos do Capim, São
Francisco do Pará, São João da Ponta, São João de Pirabas, São Miguel do
Guama, Terra Alta, Tracuateua, Ulianópolis e Viseu.


Fonte: MPF-PA

Microusinas de assentamentos em Santarém foram compradas sem licitação

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça que a construção de seis microusinas hidrelétricas em assentamentos de Santarém, no oeste do Pará, foi feita pela prefeitura sem licitação. O valor da obra, em 2005, foi de R$ 2,2 milhões. Caso condenados, o secretário municipal de Planejamento, Everaldo de Souza Martins Filho, integrantes da comissão de licitação e empresários podem ser punidos com até cinco anos de detenção.

O convênio para a construção das microcentrais, que produzem energia a partir de igarapés, foi assinado em 26 de outubro de 2005 entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a prefeitura de Santarém. Pelo acordo, o Incra repassou R$ 1,8 milhão à prefeitura, que ficou responsável por um complemento de R$ 300 mil e pela construção das seis microusinas nos assentamentos Mojú I e II e Corta Corda.

No entanto, em 6 de outubro daquele ano, antes mesmo da assinatura do convênio, a secretaria municipal de planejamento instaurou uma comissão de licitação. Sete dias depois a comissão já havia concluído que a licitação não era obrigatória naquele caso, apesar de a procuradoria do município não ter concordado.

A empresa Almada, Almada e Sousa foi a escolhida. Segundo a comissão, essa era a única empresa que fabricava as turbinas em Santarém e que tinha experiência na instalação desses equipamentos. Em declaração anexada à dispensa da licitação, o gerente administrativo da associação comercial e empresarial do município, Raimundo Roberto Leal do Rosário, concordou com a conclusão da comissão.

Nas investigações do caso, o MPF conseguiu levantar nomes de diversas outras empresas que poderiam ter feito o trabalho. Empresas sediadas tanto em Santarém quanto em outros municípios.

“Assim, verifica-se que a inexigibilidade de licitação tinha por finalidade atender a interesses dos próprios denunciados, os quais, necessariamente, não coincidiam com o interesse público, na medida em que existiam outras empresas, na região oeste do Pará, em condições de participar, ao menos em parte (em caso de fracionamento), da licitação”, argumentam na ação os procuradores da República Marcel Brugnera Mesquita, Nayana Fadul da Silva e Cláudio Henrique Dias.

“Em virtude do elevado valor do convênio, a modalidade de licitação exigida era a concorrência, razão pela qual as exigências para a inexigibilidade não podiam estar limitadas aos fornecedores da região, devendo alcançar todos aqueles que, no país, dispunham da tecnologia necessária para atender o objeto da licitação”, complementam os procuradores.

Prefeita processada por improbidade

Além da denúncia criminal, encaminhada à Justiça Federal em Santarém no último dia 17, o MPF também ajuizou, na mesma data, ação por improbidade administrativa contra os responsáveis pela contratação irregular, com pedido liminar (urgente) de indisponibilidade de bens dos denunciados e da prefeita de Santarém, Maria do Carmo Martins Lima.

Na última sexta-feira, dia 24, o juiz federal José Airton Portela negou o pedido do MPF. Na decisão, ele ressaltou que encontrou na ação “consistentes indícios da prática de atos de improbidade, residentes, principalmente, no malferimento aos princípios que regem a administração Púbica, notadamente a moralidade administrativa.” Mesmo assim, o juiz entendeu não haver necessidade de tornar indisponíveis os bens dos requeridos. O processo continua tramitando na Justiça Federal em Santarém até a publicação de sentença sobre o caso.

A prefeita Maria do Carmo não foi denunciada criminalmente pela procuradoria da República em Santarém porque denúncias criminais contra prefeitos só podem ser feitas ao Tribunal Regional Federal (TRF), em Brasília. A atribuição de ajuizar denúncias no TRF é da Procuradoria Regional da República na 1ª Região, a quem os procuradores da República em Santarém encaminharam informações.

Caberá aos procuradores regionais da República, em Brasília, a análise desses dados e, caso entendam que seja pertinente, o ajuizamento de denúncia contra a prefeita.

Acusados:
Everaldo de Souza Martins Filho - secretário de Planejamento e integrante da comissão de licitação Eunice Maria Moura Sena - integrante da comissão de licitação
Vera Lúcia Corrêa de Sousa - integrante da comissão de licitação
Edinelza Maria Uchôa Gonzaga - integrante da comissão de licitação
Raimundo Roberto Leal do Rosário - gerente administrativo da associação comercial e empresarial de Santarém
Antônio Nazareno Almada de Sousa - sócio da empresa Almada, Almada e Sousa
José Edésio Almada de Sousa - sócio da empresa Almada, Almada e Sousa
José Evaldo Almada de Sousa - sócio da empresa Almada, Almada e Sousa


Fonte: MPF-PA

Um dia especial abençoado por Deus!

Voltamos na quinta [30] com notícias!

Projeto fixa prazo para novos prefeitos concluírem convênios

Tramita na Câmara o Projeto de Lei Complementar 473/09, do deputado Manoel Júnior (PSB-PB), que fixa o prazo mínimo de 90 dias para os prefeitos eleitos concluírem os convênios que não foram realizados a tempo por seu antecessor.

De acordo com o autor, após as eleições, muitos prefeitos se deparam com a impossibilidade de dar prosseguimento a obras e serviços de interesse da população, em virtude de seus antecessores haverem negligenciado a prorrogação de convênios por meio dos quais os recursos seriam repassados aos municípios. Com a medida, afirma, evita-se que a população seja prejudicada pela interrupção de serviços e atividades de seu interesse.

Conforme o projeto, os ex-prefeitos que tenham agido com negligência em relação aos convênios terão as sanções previstas nos casos de improbidade administrativa, como suspensão dos direitos políticos.

Tramitação
A proposta será examinada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.


Fonte: AG - Câmara

Nenês viram atração de reality show

"Telas falam colorido
de crianças coloridas,
de um gênio televisor.
E no ardor de nossos novos santos,
o sinal de velhos tempos:
morte, morte, morte ao amor!"
("Milagre dos Peixes", Milton
Nascimento/Fernando Brant)


Uma estadunidense da California deu à luz oito nenês em janeiro. Acaba de autorizar a participação da filharada num reality show.

Além dos gêmeos, atuarão também os demais rebentos da fulana: seis, todos com idade inferior a nove anos.

A justiça foi acionada. Por incrível que pareça, não defendeu a privacidade dos 14 menores, nem mandou prender quem transforma criancinhas em fonte de renda. Apenas indicou um guardião para zelar pelos interesses financeiros dos óctuplos.

Que efeito terá sobre eles essa exposição tão precoce à repulsiva bisbilhotice da indústria cultural?

Não preciso de nenhuma bola de cristal para antecipar: o pior possível.

Estarão dia e noite expostos como curiosidades num aquário.

Não vão criar laços normais e sadios com as outras crianças.

Serão levados a crer que se tratam de pessoas especiais, diferentes, únicas.

Como consequência, tendem a tornar-se adultos encruados, malresolvidos, qual Michael Jackson.

Se o Sérgio Porto estivesse vivo, certamente encontraria uma definição mais acachapante ainda para a TV. Máquina de fazer doido é pouco.

Se o Paulo Francis estivesse vivo, provavelmente concluiria que, além de pamonha, o inferno agora é também medonho, de tão desumano que ficou.

Quanto mais se acentua a decadência capitalista, mais a indústria cultural cumpre o papel de emporcalhar tudo que há de belo e digno na existência humana. Nem as crianças respeita mais.

Faz-me lembrar o declínio do Império Romano. Sociedades que conseguem impedir a revolução necessária, como Roma fez com a revolta dos gladiadores, condenam-se ao lento apodrecimento.

Ao invés de avançarem para um estágio superior de civilização, desintegram-se, perdendo todas as suas referências -- inclusive as morais. E acabam preparando o advento da barbárie.

É para onde nos conduzem os malditos inutilities shows.


Fonte: BBC Brasil.

Gripe Suína: Perguntas e Respostas


PERGUNTA

RESPOSTA

1.-

Quanto tempo dura vivo o vírus suíno numa maçaneta ou superfície lisa?

Até 10 horas.

2. -

Quão útil é o álcool em gel para limpar-se as mãos?

Torna o vírus inativo e o mata.

3.-

Qual é a forma de contágio mais eficiente deste vírus?

A via aérea não é a mais efetiva para a transmissão do vírus, o fator mais importante para que se instale o vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos) o vírus não voa e não alcança mais de um metro de distancia.

4.-

É fácil contagiar-se em aviões?

Não, é um meio pouco propício para ser contagiado.

5.-

Como posso evitar contagiar-me?

Não passar as mãos no rosto, olhos, nariz e boca. Não estar com gente doente. Lavar as mãos mais de 10 vezes por dia.

6.-

Qual é o período de incubação do vírus?

Em média de 5 a 7 dias e os sintomas aparecem quase imediatamente.

7.-

Quando se deve começar a tomar o remédio?

Dentro das 72 horas os prognósticos são muito bons, a melhora é de 100%

8.-

De que forma o vírus entra no corpo?

Por contato ao dar a mão ou beijar-se no rosto e pelo nariz, boca e olhos.

9.-

O vírus é mortal?

Não, o que ocasiona a morte é a complicação da doença causada pelo vírus, que é a pneumonia.

10.-

Que riscos têm os familiares de pessoas que faleceram?

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão.

11.-

A água de tanques ou caixas de água transmite o vírus?

Não porque contém químicos e está clorada

12.-

O que faz o vírus quando provoca a morte?

Uma série de reações como deficiência respiratória, a pneumonia severa é o que ocasiona a morte.

13.-

Quando se inicia o contagio, antes dos sintomas ou até que se apresentem?

Desde que se tem o vírus, antes dos sintomas.

14.-

Qual é a probabilidade de recair com a mesma doença?

De 0%, porque fica-se imune ao vírus suíno.

15.-

Onde encontra-se o vírus no ambiente?

Quando uma pessoa portadora espirra ou tosse, o virus pode ficar nas superfícies lisas como maçanetas, dinheiro, papel, documentos, sempre que houver umidade. Já que não será esterilizado o ambiente se recomenda extremar a higiene das mãos.

17.-

O vírus ataca mais às pessoas asmáticas?

Sim, são pacientes mais suscetíveis, mas ao tratar-se de um novo germe todos somos igualmente suscetíveis.

18.-

Qual é a população que está atacando este vírus?

De 20 a 50 anos de idade.

19.-

É útil a máscara para cobrir a boca?

Existem alguns de maior qualidade que outros, mas se você não está doente é pior, porque os vírus pelo seu tamanho o atravessam como se este não existisse e ao usar a máscara, cria-se na zona entre o nariz e a boca um microclima úmido próprio ao desenvolvimento viral: mas se você já está infectado use-o para não infectar aos demais, apesar de que é relativamente eficaz.

20.-

Posso fazer exercício ao ar livre?

Sim, o vírus não anda no ar nem tem asas.

21.-

Serve para algo tomar Vitamina C?

Não serve para nada para prevenir o contagio deste vírus, mas ajuda a resistir seu ataque.

22.-

Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?

A salvo não esta ninguém, o que ajuda é a higiene dentro de lar, escritórios, utensílios e não ir a lugares públicos.

23.-

O virus se move?

Não, o vírus não tem nem patas nem asas, a pessoa é quem o coloca dentro do organismo.

24.-

Os mascotes contagiam o vírus?

Este vírus não, provavelmente contagiem outro tipo de vírus.

25.-

Se vou ao velório de alguém que morreu desse vírus posso me contagiar?

Não.

26.-

Qual é o risco das mulheres grávidas com este vírus?

As mulheres grávidas têm o mesmo risco mas por dois, podem tomar os antivirais mas em caso de de contagio e com estrito controle médico.

27.-

O feto pode ter lesões se uma mulher grávida se contagia com este vírus?

Não sabemos que estragos possa fazer no processo, já que é um vírus novo.

28.-

Posso tomar acido acetilsalicílico (aspirina)?

Não é recomendável, pode ocasionar outras doenças, a menos que você tenha prescrição por problemas coronários, nesse caso siga tomado.

29.-

Serve para algo tomar antivirales antes dos síntomas?

Não serve para nada.

30.-

As pessoas com AIDS, diabetes, câncer, etc., podem ter maiores complicações que uma pessoa sadia se contagiam com o vírus?

SIM.

31.-

Uma gripe convencional forte pode se converter em influenza?

NAO.

32.-

O que mata o vírus?

O sol, mais de 5 dias no meio ambiente, o sabão, os antivirais, álcool em gel.

33.-

O que fazem nos hospitais para evitar contágios a outros doentes que não têm o vírus?

O isolamento.

34.-

O álcool em gel é efetivo?

SIM, muito efetivo.

35.-

Se estou vacinado contra a influenza estacional sou inócuo a este vírus?

Não serve para nada, ainda não existe vacina para este vírus.

36.-

Este vírus está sob controle?

Não totalmente, mas estão tomando medidas agressivas de contenção.

37.-

O que significa passar de alerta 4 a alerta 5?

A fase 4 não faz as coisas diferentes da fase 5, significa que o vírus se propagou de Pessoa a Pessoa em mais de 2 países; e fase 6 é que se propagou em mais de 3 países.

38.-

Aquele que se infectou deste vírus e se curou, fica imune?

SIM.

39.-

As crianças com tosse e gripe têm influenza?

É pouco provável, pois as crianças são pouco afetadas.

40.-

Medidas que as pessoas que trabalham devam tomar?

Lavar-se as mãos muitas vezes ao dia.

41.-

Posso me contagiar ao ar livre?

Se há pessoas infectadas e que tosam e/ou espirre perto pode acontecer, mas a via aérea é um meio de pouco contágio.

42.-

Pode-se comer carne de porco?

SIM pode e não há nenhum risco de contágio.

43.-

Qual é o fator determinante para saber que o vírus já está controlado?

Ainda que se controle a epidemia agora, no inverno boreal (hemisfério norte) pode voltar e ainda não haverá uma vacina.

Fonte: Internet