Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

O braço ausente do Estado

Por Onofre Ribeiro

Pela segunda vez Colniza aparece no mapa da violência no Brasil. Desta vez junto com Juruena e Itanhangá, municípios localizados na Amazônia noroeste de Mato Grosso. É fácil apontar a situação e, mais fácil, ainda crucificar quem vive lá. No ano passado estive na região fazendo palestras para o Sicredi-Univales, sediado em Juína, que faz parte da mesma região e conheci bem a região.

Toda a culpa do que vem acontecendo ali é do Estado. Tanto federal quanto estadual. E não é de hoje! Começou com o Incra, que atraiu gente sem terras e sem recursos do Brasil inteiro, principalmente do Nordeste, no começo da década de 80, para povoar o Território Federal de Rondônia e dar-lhe condições de se transformar em estado da federação. Critério, nenhum! O Incra, todo mundo conhece. Esse pessoal foi usado e jogado em Rondônia, depois do fim do regime militar. Grande parte voltou até Cuiabá e ajudar a favelizar a capital, já que nem condições de voltarem à sua terra tinham mais. Pegaram sucessivas maleitas, envelheceram, enfraqueceram e acabaram num canto qualquer de Cuiabá.

Outros, foram para o Noroeste de Mato Grosso onde ocuparam terras da União, reservas indígenas e parques, invadiram, juntaram-se a grupos do MST ou ficaram mesmo avulsos vivendo do extrativismo vegetal ou da extração de madeira. O Incra continuou ausente dessas ocupações e da confusão fundiária que se montou em toda a região Noroeste, até próximo de Alta Floresta, já no Nortão. Basta olhar o mapa e ver a faixa da confusão. Já o Ibama, reconhecidamente um órgão incompetente, sempre fez vistas grossas ou participou de corrupção na questão da extração da madeira tanto em áreas federais, privadas ou de reservas indígenas.

A falta de estradas entre uma sede paupérrima de município como é Colniza, e o Distrito de Guariba a 150 km, no meio da floresta, torna fácil de entender como se resolvem os conflitos. É com a justiça possível que se tem à mão, e ela vem armada por quem tem mais poder.

A conclusão , então, é:

1 – o governo atraiu essa gente, hoje sem pátria e sem futuro, de suas regiões nas décadas de 70 e 80 para ocupar a Amazônia e para povoar Rondônia. Depois os abandonou;

2 – O Incra nunca tomou conhecimento deles e nem da confusão fundiária que se armou em toda a região Noroeste e parte da região Norte de Mato Grosso, do Sul do Amazonas e de Rondônia. Hoje vive-se ali uma babilônia fundaria, irregular e violenta;

3 – A extração da madeira ajudou, assim como os garimpos de ouro e de diamante. Serviu para sustentar aquela gente pobre e empobrecida. De repente, caído do céu, o Ibama desceu lá com seus helicópteros cheios de burocratas travestidos de fiscais e pôs o mundo abaixo, às vezes com a ajuda de policiais federais;

4 – A confusão social, fundiária, os conflitos com as etnias indígenas, a falta de infra-estrutura produziram o que está lá.

Não adianta encher páginas de jornais e a mídia com denúncias de violência. Tinha que se denunciar antes coisa pior que motivou isso: o abandono daquele gente!

Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

TCU suspende obras de abastecimento e infra-estrutura em Juína (MT)

O Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu, por medida cautelar, execução e pagamentos de contratos da Prefeitura Municipal de Juína (MT), para execução de serviços de melhoramento na rodovia BR - 174, pavimentação urbana e sistema de abastecimento de água. O tribunal identificou irregularidades na licitação, financiada com recursos do DNIT e da Funasa.

Auditoria encontrou indícios de sobrepeço e superfaturamento de R$ 2,9 milhões nas obras da rodovia, realizadas entre a Prefeitura e DNIT. Constatou-se também falta de projeto básico e de previsão de recursos para as despesas e restrição à competitividade.
Nas obras de abastecimento de água, o Tribunal apontou serviços não executados ou realizados em quantidade inferior à medição indicada na licitação, além de contratação por preços acima do permitido. Houve também a subcontratação da empresa J.J.

Indústria e Comércio, por R$ 1.578.947,36, sem previsão no edital ou no contrato.
O TCU determinou que DNIT e Funasa suspendam repasse de recursos, até que as irregularidades sejam resolvidas. Os responsáveis têm 15 dias para prestar esclarecimento. O ministro Benjamim Zymler é o relator do processo.

Fonte: Conlicitação

Entrou areia na licitação

Por Fábio Campana

Estranho, muito estranho. A Enterpa, empresa que participa da licitação da dragagem do Canal da Galheta, na baía de Paranaguá, pôs a boca no trombone e garantiu ao mundo que o processo licitatório está sob suspeição. A principal queixa da empresa é sobre a exigência do edital da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) que limita o número de participantes e, por isso mesmo, estaria ferindo o princípio básico de qualquer licitação pública.

Acontece que o edital exige das empresas interessadas na licitação um equipamento com capacidade de dragagem de 10 mil metros cúbicos, o que limita a participação de empresas nacionais. Ora, pois, em momentos como este o nacionalismo do Requião é dragado por outra lógica.

A Enterpa garante que a utilização de duas dragas com capacidade de dragagem de cinco mil metros cúbicos executa a retirada de areia no Canal de Galheta com a mesma eficiência de um único equipamento. Diante disso, a empresa se considera apta para participar da licitação e, se necessário, vai recorrer à Justiça para fazer valer seus direitos.

Eduardo Requião, o irmão superintendente do porto de Paranaguá, passou a tarde de ontem distante da discussão sobre a licitação da dragagem. Estava em Cascavel, acompanhado de assessoria, em visita ao prefeito Lysias Thomé para conversar sobre a Ferropar. Eduardo, pelo visto, também dá pitacos sobre o transporte ferroviário.

Entre os projetos desenvolvidos pela Enterpa, na área de dragagem, estão obras de dragagem do Porto de Santos (em São Paulo), bacia de evolução e costável do terminal privado de Sepetiba (no Rio de Janeiro), porto de Suape, porto de Ilhéus, Terminal da Alumar no Maranhão, entre outros.

Atenção! Novo e-mail

Estamos fazendo mudanças no blog, dentro de pouco tempo o novo formato já estará no ar. As mudanças iniciam pelo novo endereço eletrônico da redação. Para quem deseja enviar correspondência eletrônica, favor enviar para o novo endereço.

Veja ao lado direito do blog, em [Fale com a Redação].

Pela atenção,

Paulo Zildene
Jornalista

Cartões corporativos de Lula

A charge do dia


Autor: Sponholz

Governo planeja ações para 2008

O governo do Estado chega a uma etapa importante na definição das ações prioritárias para 2008 com a reunião do Conselho de Governo realizada no dia (29). A governadora Ana Júlia Carepa e os secretários de Estado refinaram o conjunto de atividades que será apresentado a todos os gestores da administração direta e indireta no próximo dia 13 de fevereiro e, em seguida, divulgado à sociedade.

Na concepção da proposta, que vem sendo pactuada no âmbito das câmaras de políticas setoriais da Secretaria de Governo (Segov), está a integração das ações entre os órgãos do Executivo, para que as demandas da população de todas as regiões sejam atendidas com mais eficiência.

Ações prioritárias - Também foram discutidas as propostas para políticas sociais, defesa social, desenvolvimento sócio-cultural, infra-estrutura e transportes, gestão e ações estruturantes para a região metropolitana de Belém, que precisa estar preparada para sediar grandes eventos, como o Fórum Social Mundial, em 2009, e possivelmente jogos da Copa de 2014.

Fonte: Ascom

Pesquisa de emprego e desemprego retorna em 2009

A partir de 2009, o Pará volta a ter a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), extinta em 1998. Este ano será criado um grupo pelo governo do Estado e a regional do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) para discutir a metodologia e as equipes de trabalho. A pesquisa foi pauta de audiência, na tarde de ontem, (30), entre a governadora Ana Júlia Carepa, o presidente nacional do Dieese, João Cayres, e diretores regionais da instituição.

Relatório - Na audiência, os representantes do Dieese entregaram à governadora cópia do segundo relatório do Observatório do Trabalho, criado em junho, com dados sobre a conjuntura e o balanço do emprego formal, distribuição dos postos de trabalho no Estado, setores econômicos de destaque no crescimento do emprego formal em 2007, quadro demonstrativo da flutuação de postos de trabalho no setor formal, cenários da economia e do emprego para o primeiro semestre de 2008 e a trajetória do emprego formal nos últimos 10 anos.

Fonte: Ascom

Sem Requião, "Escola de Governo" vai ao ar em tom ameno

Na última terça-feira (29), a TV Educativa do estado do Paraná voltou a veicular o programa "Escola de Governo", que retornou a grade da emissora em um tom mais ameno.

Sem a presença do governador Roberto Requião, que está em viagem oficial a Cuba, o programa foi apresentado pelo vice Orlando Pessuti que apresentou projetos e obras do governo.

De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo, o programa volta ao ar após ser suspenso pelo próprio Requião. O governador o retirou da programação da TV Educativa poucos dias depois da determinação do juiz federal Edgard Lippman Jr. que o proibiu de utilizar o "Escola de Governo" para atacar adversários e se autopromover.

Fonte: Port Imp

Tiro no pé: Brasil chegou "ao limite" na tolerância a impostos, diz jornal

Publicado em 28 de Janeiro de 2008 às 12h35

O Brasil está chegando ao limite da tolerância a impostos, segundo artigo publicado nesta segunda-feira pelo jornal americano "The Wall Street Journal".

O jornal cita a derrota da CPMF no Congresso, no mês passado, como um sinal de que a classe política "está finalmente acordando para o fato de que o governo não pode continuar espremendo o público para sempre".

"A morte de qualquer imposto, em qualquer lugar do mundo é uma boa notícia econômica, mas em um país como o Brasil é apenas um pouco menos impressionante do que foi a queda do Muro de Berlim para o leste europeu", diz o texto.

O diário lembra que os impostos sobre a produção do setor privado no Brasil são "extraordinariamente altos e estão diretamente relacionados ao baixo crescimento econômico crônico do período pós-ditadura militar". "Se Brasília estiver começando a temer que o aumento de impostos traz custos políticos, uma mudança épica pode estar a caminho."

Para o "Wall Street Journal", no entanto, o fim da CPMF não significa ainda que o Brasil esteja caminhando para uma economia liberal em breve.

"Mas o golpe contra os impostos contradiz o argumento de que a maior economia da América Latina esteja indo pelo caminho socialista dos satélites de Cuba e Venezuela, como a Bolívia, Argentina e Equador. O Brasil, na verdade, está tendendo à modernidade apesar das amarras do grande governo. Só é pena o ritmo."

O jornal americano afirma que o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou manter a CPMF com o argumento de que seus recursos seriam utilizados na busca por maior igualdade social, mas "uma visão mais cínica é de que esta é a escola de caudilhos fora de moda, que se agarram ao poder distribuindo clientelismo".

Nos países em que uma boa parte dos eleitores é de classe média, que têm mais a perder do que a ganhar com políticas fiscais que punem aspirações econômicas, o aumento de impostos já atingiu um limite, diz o jornal.

"Se os brasileiros estão acordando para o problema pode ser porque, depois de anos de hiperinflação, a estabilidade monetária parece ter finalmente se estabelecido, fazendo maravilhas para o poder de ganho e de poupança de milhões. Isso, somado ao crescimento global das commodities, está produzindo uma classe média emergente que agora está se impondo politicamente."

O "WSJ" ainda comenta a complexidade do sistema fiscal brasileiro, afirmando que ele serve a um propósito político: "Todas as complicações no sistema produzem novos empregos no setor governamental e, pelo menos, o mesmo número de oportunidades para garantir favores especiais por um preço. Isso significa que a simplificação do sistema pode reduzir a corrupção como um todo --mas também significa que os esforços para simplificá-lo provavelmente vão enfrentar resistência".

Para o jornal, no entanto, um problema ainda mais fundamental é que a esquerda brasileira parece não perceber que um sistema fiscal simplificado aumentaria os incentivos para que ele funcionasse e fosse aplicado, e provavelmente aumentaria a arrecadação.


Autor: Folha Online

Nota à imprensa em relação à matéria veiculada hoje na Agência Brasil

Em relação à matéria veiculada hoje na Agência Brasil, com o título "Governo deve enviar ao Congresso projeto de lei que reduz jornada de trabalho", o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, esclarece que não há nenhuma decisão de envio ao Congresso de projeto de lei ou de qualquer outra medida relativa à questão.

Em reunião realizada hoje com dirigentes das centrais sindicais, os trabalhadores apenas informaram ao governo que estão promovendo uma campanha em prol da redução da jornada de trabalho. O ministro Dulci afirmou que o governo respeita a mobilização e que esse é um assunto do movimento sindical e do Congresso Nacional.

O ministro Dulci esclarece ainda que os dirigentes das centrais sindicais foram informados que o governo deve enviar ao Congresso proposta de ratificação das convenções 151 e 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e que será constituído um grupo de trabalho para debater a participação de um representante dos trabalhadores nos conselhos de administração das empresas estatais federais.


Assessoria de Comunicação

Secretaria-Geral da Presidência da República

A guilhotina do TRE-PA está em ritmo acelerado

A guilhotina mais afiada de todos os TREs do país está no Pará. No total já são 11 vereadores que perderam a cabeça no estado por infidelidade partidária. Ontem a fila ficou mais extensa. Foram mais três vereadores: Manoel Odinaldo da Silva, o 'Tonelada', do município de Marapanim que trocou o Partido Verde (PV), pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB); Maria Vanda do Nascimento Costa, do município de Portel que perdeu o mandato por ter saído do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) e se filiado ao PMDB e João Cunha de Oliveira, do município de Acará que trocou o Partido Progressista [PP] pelo Partido Social Cristão (PSC).

A grande novidade do momento é que os vereadores Armênio Moraes e Bispo Rocha, que migraram para o PMDB foram cassados, mas ainda participam das sessões na Câmara Municipal de Belém. Me parede que deu amnésia ou não foram notificados pela justiça.

Tramitam na Justiça Eleitoral, 8.595 ações para cassar infiéis, desse total, 137 são do Pará.

A lista completa da região Amazônica é a seguinte entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e deputados estaduais:

Acre: 9
Amazonas: 326
Amapá: 49
Maranhão: 290
Mato Grosso: 476
Rondônia: 78
Tocantins: 520
Pará: 137
Roraima: 52

Os deputados federais que estão na mira da guilhotina totalizam somente 13.

Na região amazônica, os únicos estados que figura na lista é o Amazonas, onde o deputado federal Carlos Souza trocou o PP pelo PRB. E no Maranhão, onde o deputado Davi Alves Júnior trocou o PDT pelo PSC.

Vale lembrar que a lista foi atualizada pelos TREs no dia 27/01/2008


Fonte: AG. CF
Autor: Jornalismo Político

União européia suspende a importação de carne brasileira

A União Européia informou nesta quarta-feira que está suspensa, indefinidamente, a importação de carne bovina brasileira. A decisão foi tomada após autoridades européias e brasileiras não conseguirem chegar a um acordo sobre o número de fazendas que poderiam receber certificação para vender o produto ao bloco. A lista deveria conter a indicação de 300 propriedades (3% das 10 mil registradas no passado), no entanto, o Ministério da Agricultura brasileiro apresentou uma lista com cerca de 2.600 fazendas.

O Brasil exporta 515 milhões de toneladas por ano, o equivalente a 22% do consumo de todo o bloco, representando divisas de US$ 1,3 bilhão.

Fonte: AG - P
O ato de sair do Fórum para realizar uma inspeção, antes de dar um parecer sobre a situação de 502 famílias carentes residentes em uma área de manancial no Jardim Scaff, em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista, fez com que o juiz da 7ª Vara Cível do município, Gersino Donizete do Prado, recebesse indicação para o Prêmio Nobel da Paz.

A iniciativa partiu da Central de Atendimento aos Moradores e Mutuários do Estado de São Paulo (Cammesp), órgão que atua na defesa dos direitos de moradores e mutuários e também em ações relacionadas à cobrança indevida de taxas, reajustes de planos de saúde e revisão de aposentadorias.

"Fico feliz em saber que meu trabalho está sendo reconhecido", afirma Gersino Donizete do Prado. A ação que motivou a indicação foi a suspensão do processo de reintegração de posse dos moradores do Jardim Scaff - a desapropriação havia sido solicitada para a construção do trecho sul do Rodoanel. "Nunca no Brasil um juiz saiu para fazer uma inspeção no local para emitir um parecer como esse. No caso citado, não se trata de uma questão jurídica, mas sim social. Afinal, existem pessoas que moram no local há mais de 30 anos", informa o magistrado.

Fonte: AG - P

Representantes revêem desmatamento em Mato Grosso

"Thomé, homem de pouca fé, que acreditou só por que viu"
Diferente da governadora do Pará, Ana Julia Carepa [PT] que não divulgou uma linha de satisfação a imprensa e ao governo sobre o desmatamento na Amazônia, o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi resolveu pedir ao governo federal que revesse imediatamente os dados emitidos pelo Inpe – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, para verificar o desmatamento no centro-norte de Mato Grosso.

Para tanto os ministros Marina Silva, do Meio Ambiente, Guilherme Cassel, do Desenvolvimento Agrário, Tarso Genro, da Justiça, Enzo Martins, interino da Defesa, e o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Silas Ribeiro, fazem hoje (30) um sobrevôo na região.

Está prevista também a presença do governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, além de representantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Casa Civil, Polícia Federal e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

A comitiva deixa Brasília às 7h e desce na Base Aérea da Serra do Cachimbo, onde embarca em helicóptero para sobrevoar a área. Inicialmente, faz uma parada no município de Macelândia, onde o governador Blairo Maggi se integra à comitiva. Depois do sobrevôo, todos se reunirão no município de Sinop.

Fonte: Jornalismo Político e AG - BR
Autor: Jornalismo Político

Ele sempre foi drogado

O ator global Fábio Assunção sempre foi usuário de droga. Durante a gravação do filme Mad Maria, que retratava os tempos áureos da ferrovia Madeira-Mamoré, em Rondônia, o ator foi internado estado grave de overdose, por abuso de cocaína.

Segundo o site de notícias, Rondoinagora, o ator foi internado no hospital de Base na capital Porto Velho.

Para tristeza da imprensa local e nacional, a Rede Globo deu um telefonema para o médico plantonista para que não passasse informações.

Agora ele é pego pela Policia Federal com 30 gramas de pasta base de cocaína.

Vale lembrar que o ator sempre fez comercial condenando o uso de drogas.

Pura ironia do destino. Ele é um dos grandes usuários de cocaína, e provavelmente irá se internar para curar do vício.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Caloteiro

O empresário do ramo de comunicação no Pará, Rômulo Maiorana Júnior, é um dos péssimos pagadores de condomínio e IPTU no município de Ananindeua, região metropolitana de Belém.

Rômulo deve de condomínio no residencial Lago Azul mais de R$ 117 mil e de IPTU R$ 48.926.17. Para quem fatura alguns milhões de reais por mês, o caloteiro milionário provoca indignação na vizinhança que paga todos os impostos em dia.

Para tirar proveito da situação, o único concorrente de peso nas comunicações paraense, leia-se [Barbalho], estampa a notícia em seu jornal.

A briga é antiga.

A charge do dia


Autor: Sponholz

Equipamento facilita controle e prevenção da malária

Foram definidos, ontem (29), os detalhes do convênio de cooperação entre a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e a Prefeitura de Anajás, para o repasse de equipamento de comunicação via satélite voltado para a notificação dos casos de malária em Anajás.

Em 2007, Anajás registrou 8 mil casos de malária. No Estado, foram 75 mil casos. No município, atuam de forma permanente cerca de 80 profissionais entre agentes comunitários de saúde, técnicos da 8° Centro regional de Saúde e técnicos da Sespa.

Para o Prefeito de Anajás, Edson Barros, a ajuda chega em boa hora. "Queremos que este processo seja feito de forma rápida, porque precisamos nos comunicar melhor com nossas vilas de ribeirinhos e este equipamento ajudará exatamente nisto". A entrega do equipamento dependerá de trâmites na sede do Sipam, em Brasília.

Equipamento - O RDSS (Radio Determination Satellite Service) é um equipamento de comunicação via satélite que permite ao usuário transmitir mensagens de texto, receber informações climáticas, e permite a identificação do percurso e da velocidade de deslocamento usuário.


Fonte: Sespa

Turismo cresceu no Pará em 2007

O número de turistas que visitou o Pará em 2007 foi 6,75% superior a 2006, segundo os indicadores de turismo, elaborados pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur), por meio do Núcleo de Planejamento (NUP), com base na ocupação dos meios de hospedagem. Segundo os dados, foram 520.926 hóspedes brasileiros e estrangeiros em 2006, enquanto que em 2007 o número de turistas chegou a 555.835.

O crescimento do turismo receptivo no Pará gerou um aumento no faturamento em 2007 de R$ 781 milhões, enquanto que em 2006 foi de 710 milhões. Todos esses fatores resultaram no aumento da geração de empregos no setor de turismo. No ano passado 76.157 empregos foram gerados, em 2006 o número de pessoas que conseguiram emprego no setor de turismo foi de 71.374.

Segundo o estatístico da Paratur, Admilson Alcântara, o aumento no fluxo de turistas no Estado tem origem na política estadual, somado à inauguração do Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, que alavancou o turismo de negócios e eventos do Estado.

Fonte: Paratur

Hoje é o dia do jornalista

Felicitações a todos os colegas que fazem da comunicação desse país um instrumento de democracia e evolução social.

Paulo Zildene
Jornalista

Reforma tributária não avança porque ameaça interesses


O Estado brasileiro é concentrador de riqueza, o que historicamente tem contribuído para que a discussão sobre a reforma tributária não avance. Essa é a opinião do filósofo, integrante do colegiado de gestão do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), José Antônio Moroni.

Em entrevista hoje (29) ao programa Notícias da Manhã, da Rádio Nacional, ele disse que a polêmica em torno da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF), travada no final de 2007 no Congresso, e os impasses que se delineiam com a notícia do encaminhamento da proposta de reforma tributária depois do recesso legislativo fazem parte de uma lógica que privilegia os interesses econômicos.

Moroni considera que os detentores do poder econômico acabam concentrando também o poder político e isso acaba por impedir uma mudança na tributação. “Quem quer promover a reforma tributária é quem quer mexer nessa lógica (...) Aí, entra a questão do poder político. Quem tem voz na grande mídia, na imprensa, é justamente quem tem poder econômico. E para entender isso, tem que entender os mecanismos que o Estado brasileiro vem adotando ao longo dos anos, desde o início da sua formação. O estado serve como instrumento de concentração de riqueza e não de distribuição de riquezas”, disse.

Fonte: AG - BR

Juros do cheque especial chegam a 138,1% em dezembro

No mês de dezembro, os juros do cheque especial chegaram a 138,1% ao ano, valor abaixo dos 138,7% registrados em novembro, mantendo a trajetória de queda. Antes de novembro, o menor valor alcançado pelos juros do cheque especial havia sido em dezembro de 1999 (138,8%).

A taxa de juros do crédito pessoal, incluindo a modalidade com desconto em folha, ficou em 45,8% ao ano, com queda de um ponto percentual em relação a novembro (45,8%). Os juros anuais do financiamento para a compra de veículos, no entanto, ficaram mais altos, passando de 28,5% em novembro para 28,8%.

Fonte: AG - BR

Fábrica busca melhorar renda de produtores de castanha-de-caju no Pará

"Por que sermos os maiores produtores de castanha-de-caju do Pará e termos que vender a nossa produção por 50 centavos o quilo?" A pergunta do agricultor Marcos Oliveira, do município de Ipixuna, no nordeste do estado, é repetida por outros agricultores de 2,2 mil famílias, de 15 assentamentos da região, que produzem a castanha in natura e a vendem para indústrias de beneficiamento. Uma fábrica, cuja construção começou ontem (28), pode mudar a situação.

A fábrica para beneficiamento de castanha, principal produto da região, está sendo construída em Ipixuna, e a previsão é que atenda, além dos agricultores do município, os vizinhos de Paragominas e Aurora do Pará. As obras devem terminar em maio. O projeto resulta de uma parceria entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

Hoje, o produtor – que trabalha a terra, cultiva, colhe e retira a castanha – recebe, muitas vezes, o equivalente a 2% do preço final. Os mercados vendem o produto ao consumidor por até R$ 25 o quilo.

Fonte: AG - BR

A charge do dia


Autor: Sponholz

Sespa divulga dados preliminares sobre focos de Dengue em Belém

Ontem, (28), técnicos do Departamento de Controle de Endemias da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) apresentaram para técnicos da Sesma (Secretaria Municipal de Saúde de Belém) os dados preliminares sobre possíveis áreas de reprodução do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, na capital. O levantamento foi realizado numa parceria entre a Sespa, o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e o Corpo de Bombeiros, e se baseou em videofotografias aéreas de imóveis localizados nos bairros de Batista Campos, Jurunas, Nazaré, São Brás e Cremação.

Na avaliação preliminar do Sipam, existem 622 imóveis com possíveis focos de proliferação do vetor da dengue, como piscinas, terreno baldios e caixas d’água abertas.

O levantamento foi promovido a partir da preocupação do Governo do Pará com os altos números de dengue em Belém, que no ano passado registrou 15.026 casos, sendo 56 de dengue hemorrágica e 15 óbitos. Neste ano, já foram registrados no município 224 casos da doença. Existem, hoje, na capital 27 áreas com maior índice de infestação predial do mosquito, de acordo com informações da Sesma, no qual o bairro de Batista Campos se destaca como o mais preocupante.

Fonte: Sespa

Eleições na UFMT (final)

Por Onofre Ribeiro

Primeiro, corrijo a data. A eleição da próxima administração está definida para abril. Segundo, no tópico “Como a reitoria é vista pela UFMT”, a pesquisa do Instituto Prodata de Pesquisa conclui: “O reitor Paulo Speller é bem visto pela comunidade acadêmica, embora tal aprovação encontre menor intensidade entre os alunos. No geral, ao mesmo tempo em que as pessoas elogiam o reitor, fica claro que há muita insatisfação quanto ao trabalho da reitoria. São diversas as negatividades, localizadas e específicas, mas que apontam para uma gestão insatisfatória”. No corpo da pesquisa, são anotados 11 pontos positivos e 11 negativos.

Sobre as eleições de 2008, a pesquisa diz: “A comunidade está muito atenta em relação às eleições para reitoria da UFMT em 2008. (...). Para o ano de 2008, os nomes mais conhecidos, na condição de candidatos, são os de João Valente e Maria Lúcia Cavali”.

O ítem seguinte da pesquisa traz o perfil desses e dos demais possíveis candidatos, segundo a percepção do meio acadêmico e dos estudantes. O professor João Valente, aparece no tópico de conclusão como “Pode se concluir, por diversas razões, a partir deste trabalho, que seu nome é o que apresenta as melhores condições para ser o vencedor nas eleições para a reitoria em 2008”. É lembrada a sua formação acadêmica desde estudante dentro da UFMT, e “que não surgiram pontos de resistência ao seu nome”.

Aparece em seguida o nome do Professor Tabajara, tido como pouco conhecido na comunidade acadêmica, com pontos a favor e pontos contra. A professora Maria Lúcia Cavali é sintetizada como: “Trata-se de um nome bastante conhecido na comunidade acadêmica. Entretanto, apesar de gerar bastante simpatia, não parece despertar entusiasmo como reitora, sobretudo, pela não evidente capacidade administrativa. Seu nome é associado ao continuísmo”. Aparecem algumas negatividades e algumas positividades.

O professor Elias Alves é citado como “Dos nomes investigados neste trabalho, é o que herda grande parte da insatisfação para com a gestão Paulo Speller”. Tem algumas negatividades. Já o professor Valfredo, “o nome menos conhecido dentre os investigados neste estudo. Apesar disso, ficou claro que há uma disputa por espaço entre Valfredo e Tabajara, o que é ruim para ambos. Sua participação na gestão Luzia foi lembrada”.

O perfil ideal para ser reitor ficou resumido assim:“Ter experiência administrativa”. Outras qualidades foram lembradas como “ter doutorado, honestidade, ter bom relacionamento político, não ter envolvimento direto com partidos políticos e bom trânsito entre os diversos setores da universidade”. Os ex-reitores Gabriel Novis e Eduardo Delamônica foram lembrados como referência positiva.

Já o apoio do atual reitor, Paulo Speller, a um candidato é bem controverso. Há os que aceitam e há os que condenam com receio da barganha de cargos em troca de apoio na eleição e de perseguições políticas posteriores. Uma eleição de ferro e fogo é o que está se desenhando no cenário da UFMT.


Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

Jabor tem razão

O clima continua tenso no comércio

Desde que foi fechada por causa da retirada dos camelôs do centro comercial de Belém, a Avenida Presidente Vargas continua tomada por policiais militares da tropa de choque e a guarda municipal de Belém. A avenida, também, permanece fechada para trânsito de veículos.

A resistência em não sair da avenida vem provocando um clima tenso na região central da capital. Pelo menos 150 policiais vigiam a avenida e as transversais para que os camelôs não voltem com seus produtos para as calçadas. Pelo menos 90% do comércio permaneceram com as portas fechadas. Alguns lojistas ainda abriram meia porta para que os clientes entrassem nos estabelecimentos.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

CMB vira o samba do crioulo doido

O presidente da Câmara Municipal de Belém nunca sabe se vai amanhecer no cargo. Uma hora é deposto do cargo por força judicial, em outra empossado sem ao menos sair do seu lugar. É assim que vive Zeca Pirão, desde que tomou posse com sua diretoria na CMB. Pelas contas já é a 5ª vez que ele vira angu.

No último capitulo da novela, o juiz em exercício da 3ª Vara da Fazenda Pública da Capital, Marco Antônio Castelo Branco acatou mandado de segurança para retirá-lo. Mas por ironia do destino, o próprio juiz suspendeu o efeito da sentença emitido por ele mesmo.

A sessão de hoje [28] foi relâmpago devido o impasse. Após iniciar foi automaticamente encerrada em questão de segundos. Todo o alvoroço é por causa do impasse jurídico que existe acerca das decisões da Justiça sobre a eleição da Mesa Diretora da Casa. Apesar de não ter sido notificada oficialmente pelo Tribunal, a Mesa tem conhecimento de uma sentença de afastamento proferida pelo juiz Marco Antônio Castelo Branco, mas que se contrapõe a decisão anterior, em instância superior, na qual a desembargadora Maria Helena Ferreira determina que nenhum juiz se manifeste sobre o processo, até a decisão dela sobre o agravo. A Mesa já entrou com recurso no TJE.

Fonte: AI – CMB
Autor: Jornalismo Político - Secom

PA-320 finalmente sai do papel

Com investimento de R$ 28 milhões - recursos liberados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a rodovia PA-320, que liga os municípios de Castanhal a Igarapé-Açu, finalmente sai do papel e trará mudanças significativas à população da região.

No último domingo (27), o secretário de Estado de Transportes, Valdir Ganzer, vistoriou a estrada antes da inauguração. Segundo ele, os 43 quilômetros reconstruídos vão valorizar a produção da região, refazendo o trajeto da antiga estrada de ferro Bragança/Belém.

Ganzer disse que ainda este ano a Setran pretende completar o trecho até Nova Timboteua, reduzindo em 30 quilômetros a distância entre Belém e Salinas - uma das praias mais procuradas do Estado.

Segundo secretário, a Setran acrescentou ao projeto original as placas que indicam as agrovilas, povoados e balneários ao longo da estrada.

Fonte: Secom

Editora da Uepa lança três títulos no próximo dia 31

A Editora da Uepa lança, no próximo dia 31, três títulos. Religiosidade, métodos de pesquisa e produção científica são os temas abordados nos livros ABC do Santo Daime, da professora Bethânia Barbosa; Avaliar pela Pesquisa, dos professores Renato da Costa Teixeira e José Wagner Muniz; e Produção Científica na Universidade, das professoras Maria Teles Condurú e Maria da Conceição Ruffeil

Para marcar o evento será oferecido um coquetel para os convidados. De acordo com o coordenador da Eduepa, Manoel Gionovaldo, os lançamentos enriquecem a produção de conhecimentos nas áreas e tornam-se mais uma fonte de pesquisa para os acadêmicos. "O livro Produção Científica, por exemplo, é um dos mais didáticos que já vi. É bem simples e tem o mérito de tirar dúvidas para quem está fazendo pesquisa e pode ser usado por estudantes de graduação, mestrado e doutorado".

Fonte: Ascom - Uepa

Eleições na UFMT (1)

Por Onofre Ribeiro

Recebi no correr da semana uma pesquisa qualitativa, feita pelo Instituto Prodata de Pesquisa, com uma primeira abordagem sobre a eleição da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso que se realizará em março próximo. Foram abordados seis pontos: visão sobre a UFMT, positividades e negatividades da atual reitoria, as eleições 2008, o perfil ideal para ser um bom reitor, apoio do reitor Paulo Speller e algumas conclusões e sugestões.

Não dá para abordar todos os pontos em um único artigo, razão pela qual na próxima terça-feira o assunto terá continuidade. Mas ficaram claras algumas coisas e percepções:

1 – a sensação entre professores e o quadro administrativo é de que a UFMT já foi mais poderosa e mais entrosada com a sociedade e com as necessidades do estado;

2 – os quadros de pessoal administrativo e de professores está envelhecido. Todos guardam boas memórias do tempo que já passou e sonham com uma retomada de poder e de articulação da instituição com a nova realidade estadual;

3 – a auto-estima é muito baixa entre professores, pessoal administrativo e estudantes. Porém, a pesquisa sintetiza o conceito de que a UFMT é vista com “orgulho e com afeto”.

4 – a administração do reitor Paulo Speller é bem avaliada, mas todos assinalam receios de “continuísmo”, porque desejam que a universidade se rearticule com a nova realidade e temem ligações e influências partidárias dentro da universidade;

5 – os quadros de professores, estudantes e administrativos questionam a qualidade do ensino oferecido e também o ambiente físico. Os administrativos são os mais satisfeitos com a instituição, e os professores são os que mais sugerem mudanças. Entre os alunos, diz a pesquisa, “se percebe o maior grau de decepção com relação à UFMT, já que ao passarem no vestibular, esperavam entrar em uma universidade com melhor estrutura de ensino”.

Num dos pontos da pesquisa, “Como a UFMT imagina que a sociedade vê a UFMT”, a comunidade acadêmica pensa que ela é um mito para a sociedade externa. E admite também que “para a maioria da população, ingressar na UFMT é algo sonhado, mas é justamente para os mais pobres que esse sonho fica muito distante da realidade, e o resultado é que o acesso passa a ser visto como algo inatingível. Dessa forma, a universidade não é inteiramente compreendida pela sociedade mato-grossense”.

Na questão dos candidatos a reitor na próxima eleição, além dos nomes até agora colocados, pesam muitos dois pontos: o receio do continuísmo administrativo, e a independência dos candidatos. O apoio do atual reitor Paulo Speller aos candidatos é motivo de receio justamente para evitar o continuísmo, mesmo bem avaliado. O que se quer dos candidatos e quem são eles, será tema do próximo artigo.

Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

A charge do dia


Autor: Sponholz

Licitações serão abertas a empresas estrangeiras

A contratação de empresas estrangeiras de dragagem, atualmente adotada nos portos de Suape (PE), Fortaleza (CE) e Aratu (BA), será estendida a todos os portos brasileiros. A informação foi dada ontem (27) pelo ministro da Secretaria Especial de Portos da Presidência da República, Pedro Brito. Ele abriu as comemorações oficiais dos 200 anos de abertura dos portos brasileiros nacionais às nações amigas.

Segundo Brito, todas as licitações a serem lançadas até o final deste semestre permitirão a presença de empresas internacionais.

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) prevê R$ 1,4 bilhão até 2010 para as obras de dragagem (remoção do solo para aumento da profundidade) em portos. Isso representa pouco mais da metade dos R$ 2,7 bilhões previstos para o setor portuário no PAC.
Para o ministro, a modernização dos portos é essencial para aumentar a presença do Brasil no comércio mundial. “Até bem pouco tempo, a participação do Brasil era inferior a 1% das exportações e, até o final deste ano, deve chegar a 1,5%. Mais de 90% desse comércio passa pelos portos”, alega.

Fonte: AG – BR

Ministro da Saúde critica postura da Igreja

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje (27) que a Igreja Católica está mais uma vez equivocada em relação às ações do governo federal sobre métodos anticonceptivos. Ao participar no Rio de Janeiro do lançamento da campanha de prevenção à aids no carnaval, Temporão criticou a decisão da Arquidiocese de Olinda (PE) de entrar na Justiça para impedir a distribuição no carnaval do anticoncepcional de emergência conhecida como pílula do dia seguinte.

Para o ministro, essa atitude da Igreja Católica é "lamentável", pois cada vez mais afasta os jovens das paróquias. De acordo com a prefeitura de Olinda, a pílula do dia seguinte ficará disponível em dois postos de saúde da cidade, mas só será prescrita pelos médicos de plantão em casos de estupro ou de relações sexuais indesejadas pelas mulheres.

Por meio da assessoria de imprensa, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) informou que a entidade não vai se manifestar sobre a declaração de Temporão. A entidade também informou que, apesar de acompanhar o andamento do processo de autoria da Arquidiocese de Olinda, essa posição não será seguida em nível nacional. Ou seja, caso a arquidiocese perca na Justiça, não caberá à CNBB recorrer da decisão.

Fonte: AG – BR

Temporão lança campanha nacional de prevenção à aids no carnaval

A campanha nacional de prevenção à aids no carnaval deste ano já está nas ruas. Lançada ontem (27) pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, no Centro Cultural Cartola, no Rio de Janeiro, a campanha tem o lema "Bom de cama é quem usa camisinha" e é voltada para as mulheres de 13 a 19 anos de idade.

Até quarta-feira de cinzas, 6 de fevereiro, serão oferecidas 100 mil bandanas, 100 mil tatuagens temporárias e 19,5 milhões de camisinhas, 8,5 milhões a mais do que no carnaval de 2007. A distribuição se concentrará em Salvador , Recife, Olinda (PE) e Rio de Janeiro. A campanha também prevê a exibição de um filme de 30 segundos na televisão.

"O papel do Ministério da Saúde neste caso é pedagógico, ou seja, temos que chamar a atenção da sociedade para a importância da prevenção”, disse Temporão. Segundo ele, a preocupação do governo neste ano é com as mulheres. “Uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde constatou que 80% dos rapazes dizem que usam camisinha nas relações, mas apenas 40% das mulheres dizem exigir a camisinha", acrescentou o ministro.

De acordo com Temporão, o número de casos de aids está estável no Brasil e os medicamentos estão aumentando a sobrevida dos portadores do vírus. Segundo ele, atualmente há no país 200 mil pessoas em tratamento da doença e cerca de 600 mil portadores do HIV.


Fonte: AG – BR

Lobão Filho assumirá vaga no Senado nesta semana

O empresário Edison Lobão Filho (DEM-MA) assume na semana que vem a vaga aberta no Senado com a nomeação do pai, Edison Lobão (PMDB-MA), para o cargo de ministro de Minas e Energia. A informação é da assessoria de Lobão Filho, que acrescenta que ele chegará a Brasília amanhã (28) e apresentará à Mesa Diretora do Senado os documentos necessários para assumir o mandato de senador.

A assessoria informou também que Lobão Filho se desligará do DEM antes de tomar posse, o empresário ainda avalia a qual partido se filiará.

Segundo o presidente do DEM, deputado federal Rodrigo Maia (RJ), não há nenhuma conversa prevista com Lobão Filho. Para Maia, é natural o pedido de desfiliação do suplente do ministro, uma vez que o partido se caracteriza pela oposição ao governo federal.
Sobre o suplente de Edison Lobão pesam as acusações de ter usado “laranjas” e de ser sócio oculto de uma distribuidora de bebidas no Maranhão que teria sonegado R$ 42 milhões nos últimos oito anos. O filho do ministro de Minas e Energia também é suspeito de ter se envolvido no funcionamento de uma emissora clandestina de televisão no interior do estado.

Fonte: AG – BR

Governo inaugura retransmissora em Castanhal

As comemorações pelo 76º aniversário do município de Castanhal será diferente. Na próxima segunda-feira (28) a cidade será a segunda a inaugurar o novo retransmissor da Funtelpa, a exemplo da inauguração ocorrida no último domingo (20) deste mês, em Abaetetuba. Castanhal, vilas e distritos próximos receberão a programação completa da TV Cultura do Pará, atualmente exibida na Região Metropolitana de Belém.

A população castanhalense poderá acompanhar, pelo canal 8, os programas produzidos na própria região, bem como a programação de outras tevês educativas e produtoras independentes que tem parceria com a emissora paraense.

O Jornal Cultura desta segunda-feira (28), que começa às 18h30, será transmitido direto de Castanhal. Duas câmeras vão estar na praça da Maria Fumaça para não perder um flash das apresentações de carimbó, de um grupo de crianças carentes de flauta doce e de um memorialista, que farão a festa no aniversário da cidade.

Investimentos - Até dezembro de 2007 foi investido R$1,4 milhão na estruturação das 13 retransmissoras e ainda serão investidos outros R$3,2 milhões na compra de equipamentos, que vão melhorar a qualidade da imagem da TV Cultura e beneficiar a Cultura FM para uma excelente transmissão dos programas da Rádio.

Esse projeto que é uma das metas da Funtelpa para este ano, já está no ponto de partida para uma nova era de cultura, educação e informação para o público paraense. As 13 cidades beneficiadas serão Abaetetuba, Bagre, Bragança, Capanema, Castanhal, Curua-Una, Igarapé-Miri, Monte Alegre, Óbidos, Salinópolis, São Félix do Xingu, São João do Araguaia e Tomé-Açu.

Fonte: Ascom – TV Cultura

Plano Piloto com Geoprocessamento para Controle da Dengue

O Departamento de Controle de Endemias da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) apresentará o Plano Piloto com Geoprocessamento para Controle da Dengue nos bairros do Jurunas, Batista Campos, Nazaré e São Brás. Vão estar presentes técnicos do Controle de Endemias da Sespa e da Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma).

Fonte: Secom

Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela na Ceasa

Como medida preventiva, a Ceasa (Centrais de Abastecimento do Pará S.A.) e a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica (DVE), promoverão uma campanha de vacinação contra febre amarela, para imunizar principalmente os ribeirinhos, os funcionários da Central, permissionários (comerciantes), demais servidores do mercado e usuários. A vacinação será nos dias 29 e 30 de janeiro, no horário comercial, no hall do prédio da Ceasa.

Fonte: Secom

O planeta ligado na ALLTV AMAZÔNIA - PARÁ

video

HISTÓRIA DA ALLTV

Criada no Brasil em 06 de maio de 2002 pelo jornalista Alberto Luchetti Neto, a allTV é a primeira emissora de televisão no formato "crossmedia" do Brasil, trazendo o conceito "Conteúdo de Jornal, Agilidade de Rádio, Imagem de TV e Interatividade da Internet" aliada a tecnologia mais moderna e atual.

A principal característica da allTV é a interatividade dos seus internautas/expectadores" com os apresentadores da emissora através de uma sala de bate-papo (chat) em toda a programação ao vivo 24 horas por dia, sete dias por semana. Além do chat, a allTV inova na interatividade com o Linha Direta, uma forma de interagir com o programa mandando uma mensagem instantânea sem a necessidade de entrar na sala de bate-papo.

Sua grade de programação tem programas segmentados para todos os gostos e gêneros.
Na allTV, sua forma de difusão de áudio e vídeo é atraves de streaming, onde som e imagem são transformados, codificados em formato de dados para trafegar na internet e pode ser assistido no computador do usuário final pelo seu player de mídia.

Fonte: Jornalismo Político

Autor: ALLTV

Santarém terá centro de convenções e recebe pólo da FCG

Santarém, município do oeste do Pará, receberá cerca de 20 milhões de reais para a construção de um centro de convenções. O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (24), pela governadora Ana Júlia Carepa, durante o lançamento do Programa Estadual de Microcrédito Solidário, o CredPará, que vai liberar recursos para pequenos empreendedores em todo o Estado.

O espaço que se pretende construir na cidade deverá ter cinema e teatro. A prefeita Maria do Carmo agradeceu e disse que o futuro centro será um grande presente ao município. “Santarém merece um centro de convenções, um espaço onde a população terá a oportunidade de receber muitas manifestações culturais”, destacou a governadora.

Cultura – Santarém terá um pólo da Fundação Carlos Gomes para o ensino de música e desenvolvimento de projetos artísticos na região. Um convênio assinado entre o diretor da Fundação, Antônio Carlos Braga, e a prefeita Maria do Carmo garantiu a parceria entre Estado e município.

Fonte: Secom

Eleição para o Sindiporto trás um alerta

A disputa para a presidência do Sindiporto – Sindicado dos Portuários do Estado do Pará e Amapá trás um alerta para os eleitores: a vida pregressa dos candidatos que disputam à presidência.

Refrescando a memória: Durante a operação Galiléia, desencadeada pela Polícia Federal, em 2005, abalou a estrutura da CDP – Companhia das Docas do Pará. A PF constatou um desvio de mais de R$ 40 milhões em esquemas fraudulentos de licitação, envolvendo funcionários de carreira e de assessores com cargos comissionados dentro da Companhia.

A sangria nos cofres públicos envolveu nomes como de Ademir Andrade, ex-senador, ex-presidente da CDP e presidente do PSB no estado do Pará, algemado pela PF. Nelson Simas ex-diretor da Companhia que foi pego em grampos telefônicos que faz arrepiar até quem está morto.

Antes dos eleitores escolherem o nome certo para administrar a categoria no estado, uma analise minuciosa deve ser feita, para que nomes como estes não estejam envolvidos no escândalo que quase faliu a CDP e que querem voltar a sangrar os cofres da Companhia infiltrados de cordeiro de Deus.

Candidato

Um dos nomes que o Blog teve acesso que disputa à presidência foi de Amarildo Vilhena, que é funcionário efetivo há 20 anos na Companhia das Docas do Pará, e que luta para afastar os nefastos que ainda não foram exonerados do cargo por terem sido pegos nos esquemas fraudulentos de licitação.

Um dos trabalhos de grande importância que exercer dentro da companhia é de auditor fiscal, cargo esse que trás algumas inimizades, já que ele é o responsável por apurar os atos ilegais de funcionários da Casa e afasta-los para que a corregedoria da CDP julgue o envolvido em esquemas fraudulentos.

A Chapa 3 encabeçada pelo candidato Amarildo Vilhena enviou ao signatário uma parte da sua plataforma de trabalho para a próxima administração, se eleita.

“A CDP terá a obrigação de garantir os procedimentos administrativos para o financiamento da casa própria de seus empregados, mantendo um setor permanente encarregado de recolher os documentos necessários para dar entrada junto ao Sistema Financeiro de Habitação, sendo a CDP fiadora, mesmo com restrição de credito, uma vez que o salário da maioria deles não é suficiente para aprovação do cadastro junto às instituições de financiamento”.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Sistema de Proteção da Amazônia vai ajudar a combater a dengue em Belém

Os resultados do Projeto Piloto de Mapeamento do Potencial do Risco da Dengue no Município de Belém serão apresentados hoje (25). Desenvolvida pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), a ação foi realizada com o objetivo de tornar mais eficaz o trabalho de erradicação de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, na capital paraense.

A equipe do Centro Técnico e Operacional do Sipam em Belém, com apoio do Corpo de Bombeiros, gravou imagens aéreas de cinco bairros da capital: Jurunas, Batista Campos, Cremação, Nazaré e São Brás.

Com isso, foram mapeados pontos considerados críticos, como caixas d´água sem tampa no alto de prédios, locais com lixo acumulado e áreas alagadas. As imagens foram captadas e analisadas este mês. Segundo informações do Centro Gestor e Operacional do Sipam, o trabalho permitirá que equipes de saúde tenham o endereço certo das áreas críticas e atuem com exatidão para erradicar potenciais focos do mosquito.

Fonte: AG-BR

Meio ambiente: Nota de esclarecimento sobre desmatamento

O Governo do Estado de Mato Grosso discorda da forma como estão sendo interpretados dados divulgados pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) a respeito do desmatamento de novas áreas na Amazônia brasileira, e especificamente em Mato Grosso, no período de agosto a dezembro de 2007, uma vez que a metodologia utilizada, como reconhecem os próprios técnicos do INPE, não é precisa para determinar cálculo de área e tampouco estatísticas para comparação de dados de desmatamento, podendo incorrer em erros e apresentar discrepâncias de números quando comparada com dados de metodologias semelhantes.

A metodologia Deter (Detecção de Desmatamento em Tempo Real), que utiliza imagens detectadas pelo sensor Modis dos satélites norte-americanos Terra e Acqua e pela qual foram obtidos os dados divulgados, se caracteriza pela maior freqüência de cobertura (de três a cinco dias), mas apresenta resolução bem mais baixa, de 250 metros - enquanto imagens do satélite Landsat têm resolução de 30 metros - e, portanto, não pode ser adotada como referência confiável para aferir área desmatada, como reconhece o próprio INPE.

Mesmo quando é utilizada metodologia semelhante, como é o caso do SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento), utilizada pelo Imazon (Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia), há grande discrepância de números em relação a áreas desmatadas quando comparados com os dados do Deter, como mostra o quadro abaixo, comprovando sua baixa confiabilidade:

Área Desmatada (em km2) - Outubro a dezembro de 2007
DETER - 2007 Em km2
Outubro 238,00
Novembro 707,00
Dezembro 538,00

SAD - 2007 Em km2
Outubro 383,68
Novembro 570,62
Dezembro 1,55

Por outro lado, o INPE divulga seus dados tomando como base apenas imagens de satélite, carecendo sempre de aferição em campo. Em 113 pontos de áreas desmatadas indicados pelo Deter no período de abril a setembro de 2007 em Mato Grosso, por exemplo, aferidos em campo em operação conjunta da Sema (Secretaria de Estado do Meio Ambiente de Mato Grosso) e do Ibama, 80,53% revelaram-se ser de áreas abertas antigas que não sofreram corte raso no período apontado pelo Deter.

Por fim, o Governo de Mato Grosso reitera seu compromisso de continuar envidando todos os esforços, na medida das suas possibilidades e responsabilidades legais, no sentido de coibir o desmatamento ilegal.

Fonte: Governo do Mato Grosso

Carrefour supera pão de açúcar e assume liderança em supermercados

Após o investimento de 1 bilhão de dólares na compra da rede Atacadão, a rede Carrefour assume a liderança do setor supermercadista no Brasil, com uma diferença de apenas R$ 80 milhões em relação ao Grupo Pão de Açúcar.

Ontem, a empresa divulgou, na França, seus resultados, que mostram que as vendas no País cresceram 53,1% no quarto trimestre, para 2,1 bilhões de euros (R$ 5,55 bilhões), e 40,2% em 2007, para 6,7 bilhões de euros (R$ 17,72 bilhões).

Segundo informações do Pão de Açúcar, a rede fechou 2007 com faturamento de R$ 17,64 bilhões. Em 2008, o desempenho em vendas por loja será fator determinante na disputa pela liderança.

O resultado consolidado da maior varejista da Europa registra crescimento nas vendas do quarto trimestre de 10%. A receita global aumentou para 25,57 bilhões de euros (US$ 37,3 bilhões) nos três meses até o fim de dezembro, segundo comunicado da companhia.

O resultado superou a estimativa mediana de 12 analistas ouvidos pela Bloomberg News, que previam 25,35 bilhões de euros.

O Carrefour ofereceu descontos maiores na tentativa de reconquistar consumidores franceses por ter perdido negócios no quarto trimestre do ano anterior, quando as concorrentes, como a E. Leclerc, aumentaram as promoções. Para compensar a estagnação das vendas na França, o Carrefour abriu lojas na Polônia, Brasil e alguns países da Asia.

Fonte: Boletim Rep.

A charge da semana


Autor: Paulo Zildene
Charge modificada do original

A charge do dia


Autor: Sponholz
Autorizado para o blog

Mais atraso em Capanema

Realmente o blog acertou na mosca ao publicar, ontem, que Marli Vieira seria eleita conselheira de saúde do município de Capanema, região ao norte do Pará.

Para mostrar os dentes antes mesmo de assumir o cargo, Marli já emplacou nas barbas do “salvador da pátria” da saúde no município, Valry Moraes, cargos estratégicos e com salário de fazer inveja qualquer órgão público federal.

Segundo relatou agora pouco um funcionário da saúde, alguns pupilos de Marli estão com contracheque de R$ 3 mil.

Trabalhando em beneficio próprio, os eleitores que optaram por Marli terão a administração que merecem.

Antes mesmo de assumir o cargo na câmara municipal de Capanema no lugar do soneca [Antônio Maria] que será cassado por infidelidade partidária, Soraya, filha de Marli Vieira já dá arrepio no prefeito Alexandre Buchacra [PT] só de pensar no que vai acontecer no final da reta da sua administração na saúde do municipio.


Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Emater e Incra iniciam obras de agroindústria comunitária em Ipixuna

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará) lançam, neste sábado (26), a pedra fundamental das obras da agroindústria comunitária a ser construída no município de Ipixuna do Pará a partir de um convênio assinado, no dia 19 de dezembro de 2007, entre as duas instituições.

O convênio Incra-Emater destina quase R$ 800 mil para a construção da agroindústria, que, pronta daqui a três meses, servirá para o beneficiamento de espécies frutíferas, em especial do caju, principal cultura do município. Serão contempladas 2.180 famílias agricultoras familiares, de mais de 15 assentamentos da região. Comunidades de Paragominas e Aurora do Pará, municípios vizinhos, também se capacitarão e usufruirão da estrutura. Prevê-se que, concluída a instalação, haverá pelo menos 50 empregos diretos, sobretudo voltados a mulheres, na extração da castanha de caju e produção de doces de frutas.

Fonte: Emater

Kassab sanciona lei das calçadas

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab sancionou ontem a lei 14.675, de autoria da vereadora Mara Gabrilli, que cria o Programa Emergencial de Calçadas - PEC. A nova lei, com data de 23 de janeiro, foi publicada no Diário Oficial de hoje, quinta-feira, 24.

Depois da transformação visual da nossa cidade, incentivado pelo Programa Cidade Limpa, agora são as calçadas que vão fazer a diferença. Além da estética, o mais importante é a acessibilidade. Se já é difícil circular na maioria dos passeios públicos de São Paulo, imagine para quem tem uma deficiência ou mobilidade reduzida - como idosos, mães com carrinhos de bebê, obesos ou pessoas com uma perna quebrada, por exemplo?

São Paulo tem 30 milhões de metros lineares de calçadas

Como a Prefeitura será a responsável pelas reforma das calçadas, ao munícipe caberá a manutenção delas. Para se ter uma idéia, desde 2005 a Prefeitura aplicou mais de 8 mil multas aos cidadãos que não conservaram sua calçada. Para estipular um novo valor de multa - na verdade, um "incentivo" para que o munícipe cuide da nova calçada -, esta lei altera a Lei 10.508/88, que dispõe sobre limpeza de imóveis, passeios públicos e dá outras providências. Segundo a antiga legislação, o valor da multa aos munícipes era de R$ 200 reais por metro linear de calçada, corrigido anualmente pelo IPCA. A partir da aprovação do PEC, a multa será de mil reais pelo mesmo metro linear.


Fonte: AG-P

Ministros anunciam plano de ação integrada para reverter desmatamento

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, participa neste momento de entrevista coletiva no Palácio do Planalto junto com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, o ministro da Justiça, Tarso Genro, e o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Gilberto Câmara. Eles anunciam um plano de ação integrada envolvendo os órgãos e suas autarquias para reverter o quadro de desmatamento registrado pelo sistema de Detecção em Tempo Real do INPE.

Fonte: AG-P

Sobre Mestre China e Cuiabá

Por Onofre Ribeiro

Sobre esse artigo, publicado no último domingo, recebi o e-mail abaixo, da jornalista Martha Baptista, contendo o artigo “Exister um lugar”, que reproduzo a seguir, tanto pela pertinência, quanto pelo carinho que tenho por ela:

“O jornalista Onofre Ribeiro escreveu um artigo para o último dia 20 recheado de lembranças do Mestre China e da Cuiabá de antigamente. Gosto especialmente dos artigos do Onofre que fogem a temas de política, talvez por estar cada vez mais descrente dessa outrora nobre arte.

Mas, apesar de ter apreciado o ar saudosista do amigo, senti-me compelida a fazer algumas ponderações sobre a Cuiabá atual, já que pouco ou nada conheci dessa capital do passado. Cuiabá é uma cidade que me surpreende sempre. Moro aqui há cinco anos, procedente do interior do estado, porém com as lembranças que trouxe da infância, adolescência e parte da maturidade vividas no Rio de Janeiro.

Talvez por sentir tantas saudades do Rio que adotei como cidade ainda pequena, vinda de Corumbá (MS), e pela memória afetiva da cidade natal onde vivi tão poucos anos, eu me meto a buscar na capital mato-grossense todo e qualquer tipo de afinidade com minhas origens. Seja o clima quente, a irreverência e a apregoada hospitalidade do povo cuiabano. Mas, que povo cuiabano? Hoje Cuiabá é uma mistura de sotaques, tons de pele, ritmos e culturas, e tenho dificuldades para encontrar na lista de amigos algum que seja cuiabano de ‘tchapa e cruz”, como dizem.

Mas, retomando o fio da meada, encontrei em Cuiabá alguns lugares onde me sinto quase em casa: o Parque Mãe Bonifácia, o Sesc Arsenal com sua infinidade de opções culturais – das apresentações de músicos como Ebinho Cardoso às oficinas de dança de Rodinei Barbosa -, o Tom Chopin com seu visual deslumbrante e a música sempre de qualidade e, finalmente, o Choros & Serestas.

O Chorinho, como é mais conhecido, é um bar no Jardim Tropical, meio escondidinho, mas que revela surpresas inacreditáveis: dos tipos que a gente costuma ver nas gafieiras da Lapa, reduto da boêmia no Rio, aos cantores que disputam o microfone – alguns mais profissionais, outros nem tanto – nas rodas de samba de quarta-feira e sábado. Tudo sob o comando sereno do cearense Antônio Marinho de Souza Fortaleza, o Marinho e seu inseparável violão de sete cordas. O Chorinho, principalmente aos sábados, é sempre uma festa: Cartola, Chico Buarque, Paulinho da Viola, Nélson Cavaquinho e Gonzaguinha são alguns dos compositores revisitados; sambas-enredos inesquecíveis, marchinhas e outros ritmos sempre atuais animam o ambiente e, o que é mais legal, tem cada vez mais gente jovem no pedaço, tocando um instrumento, cantando ou apenas se divertindo.

Imagino que Cuiabá tenha outros redutos interessantes como esse, mas de qualquer maneira percebo uma falta de maior circulação de informações nesse aspecto. Por isso quis dar meu depoimento (como freqüentadora do Chorinho) e contribuir para tornar Cuiabá mais aprazível para todos de modo que possamos reunir cada vez mais lembranças agradáveis desta cidade e ter bons motivos para crônicas como a do nosso amigo Onofre”.


Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

MPF pede remarcação da prova da UFPA para inclusão de cotistas

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou nesta quarta-feira, 23 de janeiro, ação civil pública com pedido urgente para que a Justiça determine que a Universidade Federal do Pará (UFPA) respeite o sistema de cotas na seleção dos candidatos aprovados para disputar a terceira fase do Processo Seletivo Seriado (PSS). Para que essa correção seja realizada, a procuradora regional dos direitos do Cidadão, Ana Karízia Teixeira, pede que a UFPA seja obrigada a adiar a prova da terceira fase, marcada para domingo, 27 de janeiro.

Apesar de a universidade prever que 50% das vagas do PSS serão destinadas a estudantes que cursaram escolas públicas - o chamado sistema de cotas -, a seleção não está seguindo esse critério. Ao calcular a pontuação para participação na terceira etapa do PSS, fase em que são permitidos apenas três candidatos por vaga, a UFPA soma as vagas dos cotistas às dos não-cotistas, denuncia a procuradora.

Como exemplo das distorções provocadas por essa irregularidade, é citado na ação o resultado da seleção para a terceira etapa da disputa ao curso de medicina. Entre os candidatos não-cotistas, mais de 1,4 mil foram incluídos na disputa, enquanto que o total de cotistas ficou em menos de 500 candidatos.

Na ação também é pedido que os candidatos não-cotistas que foram habilitados para a terceira fase, por erro da UFPA, sejam mantidos na disputa, em respeito ao princípio da boa-fé objetiva, já que a irregularidade foi cometida pela universidade e não por eles.

Fonte: MPF-PA

Governo lança Programa Estadual de Microcrédito

O Banco do Estado do Pará lança, em Santarém, no oeste do Pará, na quinta-feira (24), a nova política de microcrédito solidário do Estado e na sexta (25) divulga o programa Ambiente Amigo, dentro da programação da Semana de Mobilização para o Fórum Social Mundial 2009.

A governadora Ana Júlia Carepa e o presidente do Banpará, Edílson Rodrigues de Sousa, lançam o CredPará, uma linha de crédito voltada para o segmento da sociedade que não tem acesso a recursos bancários para o seu empreendimento.

O lançamento do CredPará acontece às 18h (horário de Santarém), na Casa da Cultura de Santarém, com teleconferência para Belém no Centro Integrado de Governo, às 19h, e em Marabá, na sede do Incra.

Fonte: Banpará

Excelente notícia: Se Buchacra ajudar, eles receberão

Se houver interesse do prefeito de Capanema, reigão ao note do Pará, as cooperativas não organizadas de catadores de material reciclável, receberão ajuda financeira do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)..A instituição financeira fornecerá recursos às prefeituras para que reestruturem esses grupos de catadores.

Das 244 cooperativas identificadas no país, metade (122) receberão apoio por meio das prefeituras, que são responsáveis pela coleta e pelo tratamento do lixo nas cidades.

As entidades que receberam apoio das prefeituras podem receber auxílio direto do banco nos próximos editais de seleção de projetos.

Agora basta saber se a tartaruga do prefeito Buchacra vai ao menos se informar sobre o assunto para ajudar os catadores de material reciclável de Capanema

A informação foi obtida pelo blog no site do BNDS

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

TRE-RO anula processo que cassou 1º mandato de vereador por infidelidade partidária

O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia decidiu na noite de terça-feira [22] anular o processo que cassou o mandato do vereador de Buritis Lourival Pereira de Oliveira (PV) por infidelidade partidária. Este havia sido o primeiro caso de retirada de mandato por esse motivo.

Segundo informações da diretoria-geral do Tribunal, o processo foi anulado por uma falha na petição, que teria sido assinada por um dirigente partidário, e não por um advogado.

Eleito pelo PSDB, Lourival mudou para o PV alegando que sofria perseguição política dentro da antiga legenda. O pedido de devolução do mandato foi feito pelo PTB - que conseguiu eleger suplentes na coligação com o PSDB.

Fonte: AG - Folha
Autor: AG – Folha

Boa notícia: Microcápsulas radioativas tratam com eficácia câncer no fígado

Minúsculas cápsulas radioativas inseridas diretamente no fígado, pelo sangue, interromperam o crescimento de tumores espalhados pelo órgão em 71% dos pacientes testados que fizeram parte de pequeno estudo clínico, conforme relato de pesquisadores da Clínica Mayo de Jacksonville, na Flórida. Segundo eles, a técnica parece oferecer uma opção de tratamento a pacientes que desenvolveram múltiplos tumores no fígado, a partir de uma metástase de câncer.
Fonte: AG-P

Dirceu vai contestar credibilidade de Jefferson

O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, réu no processo aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o caso do mensalão, já desenhou a estratégia para se defender das acusações de corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Dirceu, que irá depor amanhã na Segunda Vara Criminal da Justiça Federal em São Paulo, pretende contestar mais uma vez a credibilidade do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), que incluiu seu nome nas denúncias referentes ao caso.

Fonte: AG-AE

Diretoria da Embrapa é reconduzida para mais três anos de mandato

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, reconduziram a diretoria da Embrapa para um mandato de três anos. O ato foi publicado no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira (23).

O diretor-presidente, Silvio Crestana, e os diretores-executivo, Kepler Euclides Filho, José Geraldo Eugênio de França e Tatiana de Abreu Sá assumiram a diretoria da Empresa em 2005, com a proposta de dar ênfase às ações estratégicas, entre elas, consolidar a liderança da Embrapa no domínio do conhecimento e tecnologia agropecuária para o mundo tropical.

Para os próximos três anos (2008-2010), a diretoria propõe ações de fortalecimento e crescimento da empresa. A encomenda foi feita pelo próprio presidente Lula durante o lançamento do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) da Ciência e Tecnologia, em novembro do ano passado.

A proposta inclui ações de ampliação do quadro de pessoal para 10.200 empregados e do orçamento em R$ 500 milhões.


Fonte: AG-P

A moral indo pelo ralo

A Polícia Federal em Belém, em conjunto com a policia militar do estado do Pará e a guarda municipal ficou sem moral. O comentário é inevitável, pois os camelôs retornaram a principal Avenida de Belém, a Presidente Vargas, com os seus produtos pirateados e contrabandeados.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

A lista vai ficando extensa

Mais três decapitados pela guilhotina do TRE-PA por infidelidade partidária. A bola da vez ficou com os vereadores José Antônio Coelho Rocha, o Bispo Rocha [de Belém]; Wilson Ferreira da Silva [Curionópolis] e Márcia Lopes Nascimento [Rio Maria].

Os vereadores do município de Capanema, Marcelo Pierre, que trocou o PP pelo PMDB e Antônio Maria [Soneca] que debandou para o partido do prefeito, Alexandre Buchacra, PT, devem engrossar a fila da guilhotina do TRE-PA, o mais tardar na semana que vem.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Eleição para o conselho de saúde

Acontece hoje, às 17h, no município de Capanema, região norte do Pará eleição para conselheiro municipal de saúde. Até o presente momento só existe um candidato. Marli Vieira.

Conhecida na cidade como “carne de cabeça”, a candidata já emplacou alguns cargos dentro da saúde do município com salário de até R$ 3 mil. Pelo que tudo indica o prefeito já começou a andar com o tridente no pescoço. Segundo relatou um funcionário da secretária de saúde.

Segundo informações, as unhas começaram a aparecer desde que o vereador Antônio Maria migrou para o PT, e entrou na grande lista dos futuros cassados por infidelidade partidária.

Os leitores de vem esta se perguntando: o que tem haver uma coisa com outra? Bom, o suplente do Soneca [Antônio Maria] é a filha de Marli, Soraya.

Marli é tida como linha dura, e Buchacra deve enfrentar muitas dificuldades pela frente, já que a futura conselheira [caso eleita hoje] não perdoa erros administrativos. "Dos outros, claro!" [sic]

Outro que deve ter um calo permanente no pé é o secretário de saúde, Valry Moraes, que surpreendeu a todos como excelente administrador. Marli deve colar igual carrapato no pé do “salvador da pátria”.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Politicamente correto: Rio grande do sul imuniza 51,7% do rebanho

O resultado parcial da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul, só na primeira quinzena de janeiro, aponta a imunização de 51,7% do rebanho de bovinos e bubalinos, que é de 13,2 milhões de animais. Até o próximo dia 31 de janeiro, todos os produtores do estado devem procurar uma das 251 unidades locais ou dos 123 postos, instalados nas prefeituras conveniadas, para vacinar os animais.

A declaração de vacinação deve ser entregue até 30 dias, após o fim da campanha que, de acordo com o chefe do Serviço de Sanidade Agropecuária (Sedesa), Bernardo Todeschini, o prazo não será prorrogado.

Fonte: AG-P

Pará recebe mais verbas

A INFRAERO promete destinar aos municípios de Santarém e Altamira, no Pará R$ 16 milhões. A verba deve ser creditada até o final de 2009.

Quem leva a fatia maior dos R$ 16 milhões é o aeroporto de Santarém, R$ 8,5 milhões. Também pudera, o vice-governador Odair Correia é mocorongo.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

A charge do dia




Autor: Sponholz
Autorizado para o blog

Governo destinou R$ 16,5 bilhões ao PAC em 2007

Lançado há 12 meses como plano estratégico do governo federal para, num prazo de quatro anos, recuperar a infra-estrutura e aumentar o ritmo de expansão da economia, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) completa seu primeiro ano apresentando resultados significativos.

Em 2007, o governo federal destinou R$ 16,5 bilhões do Orçamento Geral da União para investimentos no PAC. Deste total, 16 bilhões, ou seja, 97%, foram empenhados com as ações do programa até 31 de dezembro.

Do exercício do ano, foram pagos R$ 4,5 bilhões, ou 27% da dotação. As despesas pagas de anos anteriores somaram R$ 2,8 bilhões, ou 70% da dotação dos restos a pagar.

A execução financeira dos recursos ganhou agilidade ao longo do ano. Na comparação com o primeiro quadrimestre, a dotação cresceu 73%, os empenhos aumentaram 733% e os pagamentos, 18.646%.

Os investimentos em geração e em transmissão de energia elétrica, em petróleo e gás das empresas estatais e privadas alcançaram R$ 40,9 bilhões, dos R$ 56,8 bilhões previstos para o período. No setor de petróleo e gás foram aplicados R$ 30,4 bilhões; e em geração e transmissão de energia, R$ 10,5 bilhões.

Fonte: AG-P

CONAB leiloa milho, arroz e feijão

Mais uma rodada de venda de milho, arroz em casca e feijão será realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quinta-feira (24), em Brasília. Serão ofertadas 86 mil toneladas de arroz em casca, 35,1 mil toneladas de milho e 4,5 mil toneladas de feijão anão preto e cores. Os produtos estão armazenados nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Do total milho ofertado, 30 mil toneladas se destinam ao segmento de avicultura, suinocultura, bovinocultura de leite, cooperativas de criadores de aves, de suínos e de bovinos de leite; indústria de ração, indústrias de insumo para ração animal estabelecidos, exclusivamente, nas regiões Norte e Nordeste, norte de Minas Gerais e no Espírito Santo.

Esplanada dos Ministérios, Bloco D - 8º Andar - 70.043-900 - Brasília / DF - Tel: (61) 3218- 2203/2204 - Fax: (61) 3322- 2880
imprensa@agricultura.gov.br


Fonte: AG-P

Corante à base de açaí identifica placa dental e previne cárie

Um corante natural, produto à base de açaí, para identificar a placa dental de forma mais saudável e eficaz, será apresentado no 26º Congresso Internacional de Odontologia, em São Paulo, entre os dias 25 e 29 de janeiro. A tecnologia foi desenvolvida pela unidade Amazônia Oriental da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e pela Universidade Federal do Pará (UFPA).

O produto pode prevenir a cárie e controlar doenças bucais, pela identificação da placa dental no início; não tem contra-indicação, tem baixo custo e é mais eficaz do que os similares sintéticos.

Esplanada dos Ministérios, Bloco D - 8º Andar - 70.043-900 - Brasília / DF - Tel: (61) 3218- 2203/2204 - Fax: (61) 3322- 2880 imprensa@agricultura.gov.br

Fonte: AG-P

PAC é uma "vacina" para a crise externa

Na opinião da ministra da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é "uma vacina" contra a turbulência externa que está assombrando o cenário econômico do mundo por causa das hipotecas dos Estados Unidos. "O PAC acelera a demanda interna, protegendo e imunizando o País", disse a ministra.

Para o ministro da Fazenda, Guido Mantega, há um consenso de que o País está, hoje, muito menos vulnerável a uma crise externa do que esteve no passado. "Nunca o País esteve tão sólido para enfrentar uma crise desta magnitude. Temos solidez nas constas externas", afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A economia brasileira cresceu 5,3% nos três primeiros trimestres de 2007 se comparado ao mesmo período de 2006. Este desempenho projeta um crescimento anual maior que 5%, acima da meta estabelecida pelo PAC para o ano.

Fonte: AG-Pauta

A Corte está mudando

Por Onofre Ribeiro

A posse do presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, no próximo dia 31, traz algumas novidades de caráter sócio-cerimonial. Aliás, representam uma significativa mudança nos hábitos da corte governamental. O conselheiro Antonio Joaquim, que tomará posse na presidência, aboliu o tradicional jantar que se segue à solenidade. Esses jantares são usados em todas as instâncias mais altas da corte governamental.

Vale até falar um pouco sobre a corte, antes de avançar sobre a novidade do Tribunal, que certamente dará muito o que falar. A corte é uma tradição de Cuiabá. Antes, nos clubes Feminino, Dom Bosco e outros, depois no 7° andar do Palácio Alencastro, que foi sede do governo até o começo dos anos 70, se davam as grandes comemorações oficiais. Não havia bufês em Cuiabá. Música requintada, jantar típico politicamente correto, senhoras alinhadíssimas, senhores engalanados em seus ternos de missa. Uísque bom, boa prosa. Mas a corte era muito seleta. Ser admitido à liturgia do poder, era reservada a poucos. Falava-se baixo, bebia-se moderadamente, as senhoras abusavam das jóias com seus vestidos finos e recatados.

Essa corte durou nesses moldes até 1986, quando terminou o governo Júlio Campos. No governo Carlos Bezerra, faltou articulação à corte. Houve ali uma primeira quebra do poder tradicional. Depois dele veio Jaime Campos que não conseguiu restaurar a corte, por falta de articulação social. Seguiu-se Dante de Oliveira, com todo o discurso da esquerda, que abominava a corte e suas manifestações de poder. Mas aos poucos cedeu e a corte retornou com pompa e circunstância.

Blairo Maggi ignorou a corte e nunca fez festas. Até sua filha que se casou em 2007 teve uma festa discreta, em Rondonópolis. Então, a corte migrou para as festas dos poderes. Os tribunais de Justiça e de Contas têm sido os mais generosos. Com o fim do jantar solene no Tribunal de Contas, a corte perdeu um dos últimos pontos de resistência. Resta-lhe agora, sobreviver nas festas particulares de casamento, de bodas e aniversários das pessoas melhor posicionados financeiramente, mesmo assim, sob um filtro diferente daquele critério político-partidário tradicionais.

O presidente do Tribunal de Contas resolveu patrocinar cultura, trocando a festa com apoio ao projeto "Cantos do Brasil", da Orquestra de Câmara de Mato Grosso, cuja encenação terá a participação do trio Pescuma, Henrique e Claudinho. O evento executará músicas clássicas e regionais, em especial da cultura mato-grossense. A apresentação ocorrerá às 18h30m do dia 31 de janeiro, na Praça das Bandeiras, vizinha do tribunal, e aberta ao público. Atendendo ao desafio-proposta do maestro Leandro Barbosa, da orquestra, o presidente revolveu apoiar a produção do evento, cujo resultado será a gravação de DVD com 16 músicas e informações/vídeos sobre o TCE, e assuntos como cidadania, fiscalização popular, etc. A primeira prensa, de 5 mil cópias, será distribuída gratuitamente pelo Tribunal. A segunda será colocada no mercado, com 33% da receita para o Fundo de por questão de responsabilidade social, e sem nenhuma crítica àqueles que optam pela festa de posse, patrocinar um evento cultural tem mais relação com a sua filosofia a visão que tem do Tribunal de Contas, que deve funcionar sempre como um instrumento de cidadania.

Novos tempos. Resta perguntar: em que porto a corte irá aportar se todas as festas sociais seguirem a mesma trajetória politicamente correta para os dias atuais?

Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

Piada: Lula consulta uma vidente

A vidente se concentra, fecha os olhos e fala:

- Vejo o senhor passando numa avenida, num carro aberto e uma multidão acenando.

Lula sorri e pergunta:

Essa multidão está feliz?

- Sim, feliz como nunca!

E eles estão correndo atrás do carro?

- Sim, por toda a volta do carro.

Aplaudindo ou vaiando?

- Aplaudindo muito e os batedores estão tendo dificuldades em abrir caminho.

Eles carregam bandeiras?

- Sim, bandeiras do Brasil, e faixas com palavras de esperança e de um futuro melhor.

Eles gritam, cantam?

- Gritam frases de esperança: "Agora sim!!! Agora, o Brasil vai melhorar!!!"

E eu, como estou reagindo?

- Não dá pra ver.

E por que não?

- Porque o caixão está lacrado...
Fonte: Internauta

Proposta fixa valor da anuidade do representante comercial

A Câmara analisa proposta de fixação do valor das anuidades e taxas pagas pelos representantes comerciais, pessoas físicas e jurídicas, aos conselhos profissionais regionais da categoria. De acordo com o Projeto de Lei 1756/07, do deputado Paulo Henrique Lustosa (PMDB-CE), a anuidade para pessoas físicas será de até R$ 350, enquanto a taxa de registro não poderá ser maior que R$ 150.

Já a anuidade para as pessoas jurídicas será fixada de acordo com o capital social da empresa. O valor poderá variar entre R$ 350, para empresas com capital de R$ 1 (um real) a R$ 10 mil, e R$ 1,3 mil para empresas com capital acima de R$ 500 mil.

O projeto altera a Lei 4.886/65, que regula as atividades dos representantes comerciais autônomos.

Taxas

Ainda segundo a proposta, as taxas por serviços prestados pelos conselhos regionais, relativos à emissão de documentos e outros atos administrativos, custarão até R$ 50. Já a taxa de registro para as pessoas jurídicas será de até R$ 200. Os valores serão corrigidos anualmente pelo índice oficial de preços ao consumidor.

O projeto também estabelece descontos de 10% para o pagamento da anuidade feito até o dia 31 de março de cada ano; de 15% até 28 fevereiro; e de 20% até 31 de janeiro. As anuidades que forem pagas após o vencimento terão multa de 2% e juros de mora por mês de atraso de 1% , além de atualização monetária pelo índice oficial de preços ao consumidor.

Fonte: Boletim dos Representantes

A charge do dia




Autor: Sponholz
Autorizado para o Blog

Justiça eleitoral leva cidadania a municípios nordestinos

A Justiça Eleitoral intensifica a campanha de esclarecimento ao eleitor com a criação do projeto "Seu voto, Sua voz", que consiste na divulgação itinerante de mensagens sobre a importância do voto consciente e da participação do brasileiro na escolha, em outubro próximo, de novos prefeitos e vereadores em todo o país.

O projeto começa pelo nordeste que é o segundo maior colégio eleitoral do Brasil com 34.278.784 inscritos, o que representa 27,063% de todo o eleitorado. A região foi escolhida como ponto de partida por concentrar o maior número de eleitores analfabetos 12,39%, daí a necessidade de intensificar as ações educacionais naquela região.

O objetivo do projeto é disseminar a mensagem do voto consciente, que tem o poder de fiscalizar, promover mudanças e que não pode ser trocado por benefícios imediatos ou favores pessoais. Com a série de reportagem, a Justiça eleitoral se aproxima ainda mais do cidadão e fortalece a mensagem da importância do voto consciente como instrumento de transformação.

Fonte: AG – Pautas

Secretaria da pesca executou 95% do orçamento de 2007

A Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (SEAP) executou 95% do seu orçamento em 2007. Dos R$ 157 milhões destinados ao órgão, R$ 148,3 milhões foram empenhados e cerca de R$ 1,6 milhão serão pagos neste começo de 2008. Os recursos foram investidos na estruturação e desenvolvimento do setor pesqueiro e aqüicola nacionais, que ganharam um novo impulso a partir da criação da Secretaria, em 2003.

A meta para 2008 é manter a execução em alta e, a partir disso, melhorar as condições de crescimento e geração de emprego e renda do setor. O País produz mais de 1 milhão de toneladas de pescado por ano, conta com uma força de trabalho de mais de 500 mil pescadores registrados na Seap e trabalha para atender o crescimento da demanda interna e externa por pescados, aproveitando o potencial de suas águas para captura ordenada e criação.

Apenas em terminais pesqueiros públicos, foram aplicados mais de R$ 15 milhões ao longo do ano. Houve investimentos na construção ou modernização de terminais como Sants (SP), Cabedelo (PB), e Jacundá (PA).

Fonte: AG - Pautas

Combate à impunidade leva governo a recorde de expulsões

O combate à corrupção e, sobretudo, à impunidade na Administração Pública Federal levou o governo federal a aplicar, em 2007, o número recorde de 437 penas expulsivas a agentes públicos envolvidos em irregularidades. Desse total, as demissões somaram 386 casos, as destituições de cargo, 22 e as cassações de aposentadorias, 29.

Desde 2003, o número de punições expulsivas chegou a 1.622. Entre elas, 1.421 demissões, 108 destituições de cargo e 93 cassações de aposentadorias.

Motivos

O uso do cargo para obtenção de vantagens para si ou para terceiros foi o principal motivo das punições, com 779 casos; a improbidade administrativa vem a seguir, com 474; os casos de abandono de cargo chegaram a 242; os de recebimento de propina a 141 e os de lesão aos cofres públicos, 140. Um total de 511 casos foi classificado como "outros". (A soma dos casos pelos respectivos motivos excede o total de 1.622 porque, em muitas situações, o punido incorre em mais de um ou dois motivos para a punição).

Para viabilizar a intensificação dessas ações nos diversos ministérios, o governo criou o Sistema de Correição da Administração Federal, com uma unidade em cada ministério e uma coordenação central na CGU. Além disso, lançou um programa de capacitação em Processo Disciplinar, que já treinou, desde 2003, 4.697 servidores do país inteiro, de modo a que os gestores não contribuam para a impunidade, deixando de instaurar os processos que se recomendam, por falta de pessoal qualificado. Em 2007 o número de servidores capacitados chegou a 1.255.

Fonte: Controladoria Geral da União