Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Renan tem até terça-feira para apresentar defesa sobre caso Schincariol

O presidente do Senado, Renan Calheiros, tem até a próxima terça-feira (4) para apresentar defesa escrita e provas ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar a respeito de processo a que responde no colegiado sob a acusação de ter utilizado seu mandato para beneficiar a cervejaria Schincariol. A informação foi dada nesta sexta-feira (31) pelo relator do processo, senador João Pedro (PT-AM). Ele lembrou que, pelo Código de Ética e Decoro Parlamentar (RES 20/93), é de cinco sessões ordinárias o prazo para responder ao expediente.

Baseada em matéria publicada pela revista Veja, a representação do PSOL solicita ao Conselho de Ética que apure as denúncias de que Renan teria utilizado prestígio político para beneficiar a Schincariolna quitação de dívidas junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e à Receita Federal depois de a cervejaria ter pagado R$ 27 milhões por uma fábrica de refrigerantes de seu irmão, o deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL). Na matéria, Veja afirma que a fábrica estava falida e não valia mais que R$ 10 milhões.

Segundo o Código de Ética e Decoro Parlamentar, caso o representado não apresente defesa no prazo, o presidente do Conselho de Ética nomeará um defensor dativo para oferecê-la, também em cinco sessões.

João Pedro afirmou que defende a celeridade na condução do processo, mas vai aguardar até a próxima terça-feira para decidir os novos rumos que dará à investigação. Questionado sobre a possibilidade de convidar para depor algum representante da Schincariol ou outra testemunha antes de elaborar seu relatório sobre o caso, o senador preferiu não se antecipar.


João Pedro disse também que ainda nesta sexta-feira iria fazer um apelo ao presidente do Conselho de Ética, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), no sentido de solicitar a Renan que ofereça sua defesa no prazo.

Fonte: Agências

Justiça determina indisponibilidade de fazenda grilada no Pará

A Justiça Federal no Pará tornou indisponível a fazenda Novo Horizonte, em Paragominas, no sudeste do Estado, e determinou a suspensão do plano de manejo florestal do imóvel. A área é suspeita de ter sido grilada (transferida para o proprietário mediante falsas escrituras de propriedade) pela quadrilha que criou o personagem Carlos Medeiros e que, em nome dele, alega possuir cerca de 12 milhões de hectares, o equivalente a mais de 1% do território nacional e quase 10% da dimensão do Pará.

A ação civil pública que pediu a indisponibilidade do imóvel foi ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) no Pará em agosto de 2005. O procurador da República Felício Pontes Jr. também requereu que a madeireira Cobra Agropecuária e o comerciante Norberto Antônio Hubner paguem indenização por danos morais e materiais pela exploração da madeira da fazenda.

Hubner cedeu em comodato 250 hectares da área à madeireira. No entanto, o MPF apurou que o comerciante teria "adquirido" o imóvel de Carlos Medeiros, que foi representado por seu "procurador", Flávio Augusto Titan Viegas.

Fazendeiro fantasma - De acordo com o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou a ocupação de terras públicas na Amazônia, que ficou conhecida como a CPI da Grilagem, Carlos Medeiros é um "fantasma" criado por uma quadrilha de grileiros que forjou um inventário do qual faziam parte sesmarias em nome de dois portugueses mortos há mais de 150 anos.

Esse inventário foi dado como desaparecido. Pouco tempo depois, procuradores de Carlos Medeiros pediram a reconstituição do documento, apresentando Medeiros como "herdeiro" das sesmarias.

Um juiz autorizou a operação e, nas últimas três décadas, a quadrilha vem "negociando áreas de todos os tamanhos e espalhando, dessa forma, novos documentos fraudulentos, capazes de prejudicar posseiros tradicionais e proprietários estabelecidos em seus imóveis regularmente adquiridos, além de lesionar o patrimônio dos paraenses", informa o relatório da CPI.
Fonte: AI - MPF-PA

Agenda do Trabalhador

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva coordena hoje (30) reunião ministerial em que serão discutidos o desempenho da economia e o atual momento econômico-financeiro mundial. Os ministros também vão avaliar as políticas sociais implementadas pelo governo e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A reunião começa às 9 horas, na Granja do Torto, e segue até as 14 horas, quando Lula oferece almoço aos seus auxiliares. Este é o segundo encontro ministerial de 2007. O primeiro ocorreu em abril, quatro meses depois de o presidente assumir o segundo mandato.

À tarde, Lula recebe o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Dulci (16 horas), e o advogado-geral da União, José Antônio Dias Toffoli (16h30).

Às 17 horas, no Salão Leste do Palácio do Planalto, o presidente participa da assinatura de convênios que prevêem repasses de recursos federais para o governo do estado de São Paulo. O dinheiro é para a execução das obras da ponte sobre o Rio Paraná (BR-158) e do rodoanel de São Paulo. Participa da solenidade o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.

Às 18h30, Lula recebe o secretário especial de Portos, Pedro Brito (18h30).
Fonte: AI - Presidência

Decreto de um imbecil

O inteligentíssimo senhor presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou decreto criando as novas superintendências de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e da Amazônia (Sudam).

O presidente sem dedo e sem cérebro mandou publicar seu decreto em edição extra do Diário Oficial, que circulou na noite de ontem (28), e estabelece que os dois novos órgãos sejam subordinados ao Ministério da Integração Nacional.

Se não bastassem as roubalheiras do passado, o qual atinge o nobre deputado Jader Barbalho (PMDB-PA), o senhor presidente cumpre pelo menos uma romessa de campanha: A reativação da Sudam e da Sudene.

A volta dos mortos vivos ficará sob os auspicio do Ministro Geddel Quadros Vieira Lima. A verba para abastecer a futura roubalheira vem de incentivos fiscais e os fundos constitucionais e de desenvolvimento (FDNE, FNE, FNO e FDA). O montante destinado para 2007 é de R$ 8,8 bilhões.

Fonte: AI – Ministério da Integração
Autor: Jornalismo Político

ELEIÇÕES 2008: Seis deputados podem ser prefeitáveis

Lira Maia (DEM) deve disputar a prefeitura de Santarém; Wandenkolk Gonçalves (PSDB) almeja disputar a prefeitura de Marituba; Zenaldo Coutinho (PSDB), para disputar a prefeitura de Belém; Asdrúbal Bentes (PMDB) por Marabá; Bel Mesquita (PMDB) por Parauapebas e Wladimir Costa por Barcarena.


Fonte: Site Congresso em Foco
Autor: Jornalismo Político

Subcomissão vai debater produção de biodiesel no Pará

A Subcomissão Permanente de Biocombustíveis, que funciona no âmbito da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), aprovou, nesta quarta-feira (29), dois requerimentos para a realização de audiências públicas. Uma das audiências vai discutir a produção nacional de biodiesel e a outra debaterá a rescisão de contrato de trabalho feita por empresa do Pará. A data das audiências ainda será marcada pelo colegiado.

O outro requerimento aprovado pela subcomissão solicita a realização de audiência pública para debater as condições da rescisão direta do contrato de trabalho de 1.180 empregados da empresa Pará Pastoril e Agrícola (Pagrisa), localizada no município de Ulianópolis, no nordeste do Pará.

Os senadores Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e Kátia Abreu (DEM-TO), autores desse requerimento, justificaram a realização da audiência, afirmando que é importante o envolvimento da sociedade na discussão acerca do mercado e das condições de trabalho.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Senado aprova aumento do FPM

Cem mil almas saíram do purgatório depois da decisão histórica do Senado Federal, ao aprovar ontem, (29), um singelo aumento nos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Atualmente o FPM é composto por 22,5% da arrecadação total da União com o Imposto de Renda (IR) e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), passa, com a PEC, a receber 23,5% de ambas as arrecadações. Calcula-se que o FPM arrecada mais de R$ 1 bilhão.

Mas, para livrarem as cem mil almas do purgatório e mandarem para o céu, houve um acordo com São Pedro: Os lideres dos partidos fizeram uma acordo [para realizar, em seqüência, as cinco sessões extraordinárias para discussão e votação em primeiro turno; a quebra de interstício de três dias entre o primeiro e o segundo turno; e a realização, também em seqüência, de três sessões de discussão em segundo turno, para que então a votação pudesse ser concluída]. Ou você imaginou que seria fácil livrar tudo isso de alma?

A votação, em primeiro turno, teve unanimidade de 58 votos. Em segundo turno, foram 57 votos, todos também a favor. Para sua aprovação, a PEC necessitava de 49 votos. A sessão foi presidida pelo senador Efraim Morais (DEM-PB). A emenda constitucional será promulgada pelas Mesas do Senado e da Câmara, em sessão solene do Congresso Nacional.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

MPF registra questionamentos da população sobre Belo Monte

A reunião pública promovida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis [Ibama], em Altamira, no dia 28, para tratar do projeto de aproveitamento hidrelétrico Belo Monte, teve um grupo que foi a favor e outro contra a construção da hidrelétrica.

As questões apresentadas pela população contribuirão para a elaboração do Termo de Referência, espécie de questionário que orienta e deve ser respondido pelos Estudos de Impacto Ambiental (Eia-Rima). Também serão acrescentadas aos procedimentos administrativos que o MPF mantém para acompanhar o licenciamento de Belo Monte.

Para o procurador da República em Altamira, Marco Antonio Delfino de Almeida, o processo de licenciamento já começa com uma falha grave: não foram ouvidas previamente as comunidades indígenas afetadas pelo projeto.

Hoje, às 19h, haverá outra reunião pública sobre o assunto no município de Vitória do Xingu, que também deve ser diretamente impactado pela hidrelétrica. Durante o dia, representantes do Ibama, Eletrobrás e MPF fazem sobrevôo na volta grande do Xingu, para conhecer o sítio em que estão previstas as obras da hidrelétrica.

Fonte: AI – MPF

Capanema no cenário internacional

O município de Capanema, região nordeste do Pará entra no cenário internacional. Pelo menos no esporte. O clube de futebeol, Jerrá, da primeira divisão da Guiana Francesa vai realizar no Brasil, diversos amistosos. E para ponta pé inicial vai enfrentar a seleção de Capanema.

O técnico Antônio Aviz que comanda a seleção capanemense já está com o time escalado na ponta da caneta para enfrentar o clube da Guiana.

O jogo será realizado no estádio Leandro Pinheiro, em Capanema, no dia 05 de setembro, às 16h.

Autor: Jornalismo Político

Vice-governador prestigia Sabino no TCE

O vice-governador Odair Corrêa prestigiou a posso do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), realizada ontem (28)

Corrêa disse o ingresso de Cipriano Sabino, como membro do TCE, vai ajudar a engrandecer ainda mais aquela Egrégia Corte, pois trata-se de um homem experiente, acostumado a trabalhar e que já exerceu quatro mandatos de deputado estadual, e um de vereador. Portanto, tem conhecimento de causa e pode contribuir bastante para o bom desempenho da Corte.

Fonte: AI – CCS

MEC avalia projeto para Restaurante Universitário da UEPA

Melhores condições de permanência e bem-estar no ensino superior. É assim que o reitor da Universidade do Estado do Pará (UEPA), professor Fernando Palácios, avalia a implantação do Restaurante Universitário (RU) da UEPA, cujo projeto está em fase final de avaliação no Ministério da Educação (MEC).

O projeto é oriundo de uma emenda parlamentar apresentada em 2006 pela ex-deputada Federal Socorro Gomes. A universidade já encaminhou ao MEC as últimas exigências do órgão federal, que deve liberar nos próximos meses os R$ 500 mil de recursos disponíveis para a obra, que também prevê a construção de Centros Acadêmicos para os estudantes. O início dos trabalhos acontecerá ainda no segundo semestre deste ano.


Projeto - O Projeto Arquitetônico do Restaurante Universitário já está pronto e foi idealizado pelo Setor de Engenharia da UEPA. O R.U abrangerá um espaço de 500 metros quadrados, onde atualmente funciona a cantina do campus I e terá capacidade para fornecer até 500 refeições diárias, graças a uma cozinha industrial.


Fonte: AI – UEPA

Jefferson vai pedir impeachment de Lula

A Agência Estado informa em primeira págia que o ex-deputado Roberto Jefferson vai pedir formalmente a cassação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a assessoria do ex-deputado , agora que o caso ganhou corpo de um processo no STF, Bob Jeff planeja entrar com uma denúncia pedindo a abertura de processo contra Lula por crime de responsabilidade, o que pode resultar na abertura de um processo de impeachment.

Na avaliação de Francisco Barbosa, advogado de Jefferson, agora que Zé Dirceu responde formalmente a processo por corrupção ativa e formação de quadrilha, estariam preenchidas todas as lacunas para pedir a abertura de um processo para investigar a eventual responsabilidade do presidente. "Todos trabalhavam para a obtenção da governabilidade. Nenhum deles trabalhou para si mesmo", justificou Barbosa.
Fonte: Agência Estado

Doenças da Próstata

Por Dr. Freitas
A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, localizada abaixo da bexiga e na frente do reto envolvendo a uretra. Sua função é de produzir o líquido seminal e alguns hormônios. Ela pode ser acometida de inflamações, infecções que pode levar a formação de abscesso, aumento de seu volume até ao câncer maligno.

Os sintomas de doenças da próstata estão relacionados, principalmente com sintomas urinários. A glândula pode ser acometida por germes que penetram no organismo através da uretra ou pelo sangue (via hematogênica) causando a prostatite. As DST’s são as mais freqüentes e está representada principalmente pela uretrite gonocócica (gonorréia), entre outras. Os sintomas urinários da prostatite são: dor à micção e polaciúria (vontade de urinar a todo instante).

A próstata pode desencadear sintomas urinários em decorrência do seu aumento de volume, que na maioria das vezes não está relacionado ao câncer nem à infecção, sendo chamada de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB), que em decorrência do seu aumento produzirá sintomas urinários de natureza obstrutiva como dificuldade de urinar e nictúria (urinar muito à noite). A HPB corresponde à maioria das causas de obstrução da via urinária acima dos 40 anos de idade e tem vários fatores desencadeantes, o principal é o hormônio masculino chamado testosterona.

O câncer de próstata é raro antes dos 50 anos e aumenta o risco com o passar da idade. A causa ainda não está bem determinada, tendo como fatores importantes no seu surgimento a raça, a história familiar e a ação dos hormônios masculinos. Indivíduos da raça negra têm o dobro de chance de desenvolver a doença.

O câncer de próstata ainda hoje amedronta muitos homens por falta de informações e por preconceito, correspondendo ainda um tabu a ser quebrado na classe masculina. O diagnóstico pode ser feito através da dosagem de PSA no sangue, ultra-sonografias e o toque retal, que ainda hoje é um dos métodos mais importantes no rastreamento do câncer de próstata.

Os sintomas do câncer aparecem quando o tumor já está avançado, daí a importância de fazer o rastreamaneto com exames, que pode ser considerado o “preventivo” da classe masculina. Os sintomas mais freqüentes são a presença de sangue na urina, jato urinário fraco, demora ao iniciar o ato de urinar e nicturia (urinar muito à noite).
Antônio Freitas é médico ginecologista, em Belém-Pa.

PMDB “congressista”

Por Onofre Ribeiro
Elegante em new look completamente fashion, o deputado federal Carlos Bezerra, presidente regional do PMDB em Mato Grosso, já deu o tom das duas próximas campanhas: municipal em 2008 e geral em 2010. Numa descontraída entrevista que, aliás, não é o seu estilo, ele esbanjou simpatia, bom humor e conhecimento da alma política mato-grossense.

Numa tirada de ímpeto, ele sacou da cartola o nome do vice-governador Silval Barbosa, para candidatar-se à sucessão do governador Blairo Maggi. De certo modo, ele já é candidato natural pela ordem das circunstâncias, já que certamente substituirá o governador em 2010, quando este se desincompatibilizar para concorrer a algum cargo legislativo.

O leitor, então, estará perguntando, onde estaria a esperteza do deputado Carlos Bezerra. Ela é do tipo “atirou no que viu, e acertou no que não viu”. Ao antecipar no nome de Silval Barbosa, lançou-o às cobras, porque ele é um natural substituto na presidência do PMDB regional. Bezerra é dono da capitania do PMDB há décadas e faz do partido nesses anos um importante acessório de sua própria carreira política, e de alguns importantes interesses partidários.

De outro lado, ao lançar as candidaturas de Silval Barbosa a governador, e do deputado estadual Zé do Pátio a prefeito de Rondonópolis, Carlos Bezerra pensou nas eleições, mas sob a sua eterna ótica de coligar-se e coligar-se bem com outros partidos favoritos.

Tem sido assim desde 1994, quando coligou-se com o PDT e elegeu o governador Dante de Oliveira, e ao mesmo tempo elegeu Carlos Bezerra senador. Em 1998, num golpe político bem armado, ele repetiu a candidatura para senador, alegando que Mato Grosso precisaria dele nos próximos quatro anos no Senado Federal. Espertamente, não disse que já era senador. Nessa eleição estava aliado com o PFL de Júlio Campos, seu eterno inimigo político. Foi derrotado, cumpriu os quatro anos restantes de senador e lançou-se novamente candidato e foi derrotado.

Em 2006 apareceu candidato a deputado federal e elegeu-se, recuperando um fôlego tido como perdido. Justamente com este fôlego Carlos Bezerra lança o PMDB nas eleições com longa antecipação. Ao mesmo tempo em que parece que o partido está se posicionando às disputas, a verdade é outra. Carlos Bezerra quis dizer na entrevista coletiva que está aberta a temporada de negociações do PMDB a quem estiver interessado em coligar-se, mas sob as suas condições.

A tese que o MDB vem construindo desde 1990 é a de “um partido congressista”, o que na prática significa dizer que coliga-se, tem participação na administração, mas não tem responsabilidades, em troca de apoio parlamentar. Concretamente, ficou claro depois da entrevista, que o PMDB não terá candidato a governador. Mas, nem por isso, pretende deixar de governar, como “partido congressista”.
Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

Arthur Virgílio diz que PT tem que corte na carne para se depurar

No discurso proferido em plenário, ontem (28), o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) disse que para o PT superar a crise existencial tem que cortar na própria carne para fazer jus à sua grande história e renascer.

Segundo Arthur Virgílio, o partido não morrerá, com a base social e a tradição de luta que tem, mas precisa ter força para emergir depurada a crise do mensalão.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Decisões do STF têm que gerar conseqüências políticas

O senador Sérgio Guerra (PSDB-AL) disse ontem (28) em alto e bom tom que as decisões do STF – Supremo Tribunal Federal em acatar a abertura contra os mensaleiros tem que ter conseqüências políticas para surtir efeito. Caso contrário cai em descrédito.

De quebra Guerra disse que a impunidade e uma passividade que arquivou a capacidade de indignação da sociedade como sendo os principais alimentadores do sistema montado pelo ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, e a cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT) para desviar recursos públicos e financiar campanhas eleitorais próprias e de partidos aliados. Esses também seriam os motivos, alertou Guerra, do desgaste das instituições e pela democracia estar combalida.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Renan abre mão de prazo para defesa

O Judas Iscariotes do momento, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse através da sua assessoria que abre mão do prazo de cinco sessões do Senado para que possa fazer suas alegações finais, no Conselho de Ética.

Ele jura pela fé da mucura que tem cumprido todas as normais regimentais e constitucionais e que jamais lançou mão de prerrogativas "que poderiam delongar o processo" a que é submetido no Conselho de Ética. Pelo contrário, lembra que abriu mão do prazo de dez dias a que tinha direito para, se fosse o caso, impugnar a perícia feita pela Polícia Federal nas notas que apresentou.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Jobim diz que ação contra Dirceu não atinge Lula

Os ministros da Defesa, Nelson Jobim, e das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, disseram ontem (28) que a inclusão do ex-deputado José Dirceu como réu no processo do Mensalão não atinge o governo do presidente Lula.

Segundo os ministros os fatos do STF aceitar a denúncia não significam que o governo Lula tem alguma importância nos acontecimentos. Na realidade para os ministros o STF só cumpriu com seu dever abrindo processo contra os mensaleiros.

Ao fazer uma avaliação sobre o julgamento, o ministro da Secretaria de Relações Institucionais comentou que "o importante é que isso mostra que as instituições republicanas estão funcionando com tranqüilidade e paz, com suas respectivas independências e a Suprema Corte, ao fazer o julgamento de comportamento de pessoas, mostra que as pessoas também têm o direito de se defender". E acrescentou: "O respeito à democracia é isso. Decisão da justiça se acata, não se comenta e aqueles que não concordam, recorrem, dentro da lei".

Fonte: Agências
Autor: Agências e Jornalismo Político

Jobim põe em xeque existência da Anac

Nelson Jobim, ministro da Defesa disse ontem (28) qual a importância da Anac, e para completar soltou farpas para a estatal “A Anac precisa mesmo existir?”. As declarações do ministro foi na CPI do Apagão Aéreo.

Para finalizar o ministro disse que algumas agências funcionam em alguns setores, mas não funcionam em outras.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

A democracia e as "Abelhas Assassinas"

Por Tibério Alloggio

Independentemente da motivação política e/ou origem cultural de milhões de paginas que circulam na internet, é inegável que estão atingindo um nível de acesso tão grande que já fazem sombra a toda a mídia televisiva e impressa Brasileira. Hoje, é na internet que a informação divulgada vem ruminada, interpretada, comentada, e digerida, por um incrível numero de comentaristas anônimos ou não, que acessam diariamente portais, blogs, etc.

A “era do acesso”, característica do nosso tempo permite uma troca infinita de opiniões nunca vista na historia da humanidade, sem duvida nenhuma um salto democrático de futuro, mas que não deixa de suscitar duvidas e interrogações sobre um correto uso desses novos espaços de interação.

Na chamada blogosfera, um dos grandes fenômenos de comunicação dos nossos tempos, cada jornalista que se respeite ou não, cada opinionista, cada político tem sua própria pagina, para não falar de milhões de cidadões que já usam a deles, não fosse apenas para trocar de figurinhas.

Facilitadas pelo livre acesso é comum encontrar na Blogosfera noticias e comentários de todo tipo. Na maioria dos casos trata-se de contribuições que refletem opiniões que quando contrapostas, raramente desrespeitam o interlocutor. Porem é indiscutível que a universalização desse meio de comunicação permite também o acesso a indivíduos e grupos que aproveitam do uso do anonimato para insultar, ameaçar, ou difamar terceiros: As famosas “Abelhas Assassinas” como costuma defini-las Luis Nassif.

Essas atitudes covardes jogam a responsabilidade do que vem sendo publicado em cima dos gestores desses espaços. Interrogações acerca da responsabilidade jurídica pela aprovação de comentários ofensivos a terceiros, ou se os blogueiros respondem pelos anônimos que publicam, devem roer mentes e corações da maioria dos blogueiros.

Para conter fenômenos de incivilidade muitos Blogs filtram os comentários, reservando-se o direito de censurar. Outros, além de filtrar, tentam combater o anonimato virulento permitindo o acesso só a quem tem nome e endereço certo. São bloqueios que funcionam, mas ate certo ponto, pois não é tão difícil fura-los com nomes falsos ou de fantasia, ou com o uso de endereços eletrônicos falsos.

A tentativa de ordenar dentro da civilidade as diversas opiniões desperta, às vezes, comentários contrários, com motivações que vão do uso da censura e até às acusações de autoritarismo e falta de democracia. Observam-se em muitos sites, protestos de pessoas lamentando que seus comentários são “censurados” e que o fato demonstra falta de democracia. Não concordo

Não é porque alguns blogueiros deixam circular qualquer tipo de lixo de comentário quer dizer que eles sejam mais democráticos dos que deletam ofensas, xingamentos ou provocações. Apenas demonstram que, talvez, eles sejam mais tolerantes a baixaria e ao lixo oriundo de mentes doentias, xenófobas e fascistas.

Democracia nunca foi sinônimo de permissão para dizer o que quiser, onde quiser e da maneira que achar melhor. Pelo contrário. Democracia é saber conviver pacificamente, respeitando as diferencias e a decisão da maioria, mesmo que isso o desagrade profundamente.

Se você não concorda, então considere a seguinte metáfora. Você, um cristão fervoroso, e foi para sua tradicional missa de domingo naquela Igreja onde o Padre Edilberto é pároco. Você está lá rezando junto aos outros fiéis, quando de repente chega um ateu convicto que começa a ofender o padre e berrar coisas tipo: “Religião é o ópio do povo!”, “O papa Ratzinger é um ex-nazista!”, “Prisão aos padres pedófilos!”. O que você e os outros fieis fariam?

Imagino que botariam o histérico para fora da igreja e chamariam a polícia para enquadrá-lo.

Transfiram a situação acima para uma sede do PT, uma reunião dos alcoólicos anônimos, ou qualquer outro tipo de grupo nos quais as pessoas entram por livre e espontânea vontade, pois ela vale também para as paginas da internet.

Mas se você ainda não concordou com nada do que eu disse e continua achando que democracia é sinônimo de sair por aí xingando as pessoas, a crença, a cor, a origem, ou a ideologia dos outros, faça então o seguinte teste:

Vão até São Paulo assistir a um jogo do Corinthians, entre no meio da Gaviões da Fiel fantasiado de palmeirense e comece a gritar: "Todo corintiano é bicha!!". Aí, se pintar algum estresse, você explica pro pessoal seus conceitos de democracia.

Ou será que você só tem coragem de praticar a sua interpretação da "democracia" no mundo virtual, num confortável anonimato e protegido pela tela do seu computador?
Tibério Alloggio é Sociólogo, reside em Santarém.
Artigo publicado no blog do Jesso

Aprovado o arquivamento de multas entre 22h e 5h

O projeto de lei 3914/04 do ex-deputado Pastor Frankembergen, que determina o arquivamento das multas de trânsito por excesso de velocidade emitidas entre às 22 horas e 5 horas. A proposta segue agora para o Senado.

Para os desavisados de plantão, a multa refere-se à velocidade de até 70 quilômetros por hora, independentemente do limite de velocidade imposto à via. Agora, senhores condutores, não pense que o limite acima desse não vá resultar em nada. As blitz estão por ai.

O projeto de lei pretende diminuir a violência contra os motoristas durantes as madrugadas.

A maioria dos assaltos acontece em locais que há fiscalização eletrônica e da redução da velocidade. Isso facilita a ação dos bandidos na vias públicas.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Hoje é o dia D para Duda Mendonça

O pleno do STF – Supremo Tribunal Federal vai decidir hoje se abre ou não ação penal por lavagem de dinheiro e evasão de divisas contra o ex-marqueteiro de Lula, José Eduardo Cavalcanti de Mendonça, o Duda Mendonça, e sua sócia Zilmar Fernandes.

Os dois publicitários são os premiados que ainda não passaram pela linha de tiro no Tribunal.

O Ali Babá deixou na fogueira os 40 ladrões, e o único que não foi para a fogueira da inquisição foi o ex-secretário-geral do PT, Silvo Pereira que conseguiu sair incólume da instauração penal. Por sorte divina, na semana passada Silvio, também, conseguiu se livrar da acusação de peculato e corrupção ativa.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Argello está na mira do PSOL

Os radicais do PSOL entraram com mandado de segurança no STF – Supremo Tribunal Federal, ontem (27) contra a decisão de mandar para o fundo da gaveta a representação contra o senador Gim Argello (PTB-DF).

Segundo a assessoria do PSOL, que emitiu uma nota disse que a Mesa exorbitou de suas funções ao julgar o suplente de Joaquim Roriz (PMDB).

"A decisão da Mesa é uma clara posição de acobertar crime de um parlamentar denunciado por crimes contra os cofres públicos e a possibilidade de absolvição sumária por graves ilícitos cometidos antes do mandato", diz a nota do PSOL.

A íntegra da nota do PSOL:

"O Partido Socialismo e Liberdade impetrou um mandado de segurança junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira, dia 27 de agosto, contra decisão da Mesa do Senado Federal, que, de modo inconstitucional e anti-regimental, mandou arquivar a representação que o partido propôs contra o senador Gim Argello (PTB-DF).

A Mesa do Senado não tem competência constitucional para julgar se há culpabilidade ou inocência de um senador. A competência, conforme dispõem o Regimento Interno e a Constituição, são do Plenário do Senado, auxiliado pelo Conselho de Ética. 'A decisão da Mesa é uma clara posição de acobertar crime de um parlamentar denunciado por crimes contra os cofres públicos e a possibilidade de absolvição sumária por graves ilícitos cometidos antes do mandato.

É uma decisão que fere o direito constitucional de um partido político de exercer seu pleno direito de representar por quebra de decoro parlamentar um político conhecido por suas práticas criminosas e desmandos perpetrados antes do mandato.

A Mesa do Senado não deu sequer o direito do contraditório ao PSOL, quando na reunião estava presente o advogado do Gim Argello, que o defendeu, o advogado-geral do Senado, que pediu o arquivamento da representação, e não permitiu a presença do advogado do PSOL para garantir um mínimo de isonomia', argumentou Heloísa Helena, presidente nacional do partido”


Fonte: AI PSOL
Autor: Jornalismo Político


Só a justiça brasileira acreditou na história do Saci-Pererê

Essa foi de doer. O site do Tribunal de Justiça do Mato Grosso divulgou que ontem (27) seria o julgamento dos pilotos americanos Joseph Lepore e Jan Paladino, em Sinop, região norte do Mato Grosso, são acusados de 'atentado contra a segurança de transporte aéreo', com agravante pelas mortes de 154 pessoas no acidente com o Boeing da Gol, conforme denúncia do Ministério Público Federal.

O único inocente que acreditou que os pilotos apareceriam para o julgamento foi à justiça federal do Mato Grosso.

Juízo de Valor - Agora vai fazer o inverso. Duvido se a justiça americana não mandava buscar. Mas como é no país Tupinquim, que tudo pode, eles se acharam no direito de responder por carta precatória, que também não dará em nada, pois duvido se eles irão sentar no banco dos réus.

Só no Brasil a justiça acredita que existe Saci-Pererê.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Lula cria coragem e critica Chávez

Em entrevista a um jornal paulista, o presidente Lula criticou o governo Hugo Chávez. A declaração provocou alvoroço entre os amigos mais chegados de Lula.

Lula disse que "quando um dirigente político começa a pensar que é insubstituível, começa a nascer um ditadorzinho".

É a primeira vez que Lula faz criticas tão contundentes ao presidente venezuelano.

O líder dos Democratas, José Agripino (RN) chegou a dizer que “O subconsciente o traiu. Foi um ato falho, um lapso. Mas Lula vai ter que se explicar ao presidente da Venezuela, Hugo Chavez.” Comemorou Agripino.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

A imagem da semana: Nunca mais

Um sorriso, uma palavra de esperança, um palanque, uma dignidade ao vento, uma ideologia e uma utopia.

Ele é um ícone no nordeste do Pará, mas encerra sua carreira de forma desastrosa ao se aliar a um lento e duvidoso administrador, que usou da sua boa fé, prestigio, honestidade, popularidade para depois ver in loco todos os seus valores serem atirados à pocilga, juntamente com os 17 mil eleitores que ousaram conduzir Alexandre Buchacra (PT) a cadeira do executivo do município de Capanema-Pa.

A nossa profunda admiração a um político sério, respeitado, que preferiu se afastar do cenário político para não pactuar com as sandices do prefeito. Seu silêncio vale mais que mil palavras.

Essa imagem, provavelmente, nunca mais retornará a política capanemense.
Herbert Veríssimo, vice-prefeito de Capanema – maior região pólo do nordeste do Pará.




Fonte: Jornalismo Político
Autor: Paulo Zildene

Um ladrão confesso

O STF – Supremo Tribunal Federal acatou as denúncias do procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, contra o até então deputado, Paulo Rocha (PT – PA) envolvido no esquema que sacudiu Brasília. O Mensalão.

“Nunca neste país nunca alguém expôs às tripas da podridão. Mas essa ousadia do quebrada pelo deputado Roberto Jefferson. (PTB)”.

Rocha é acusado dos crimes de peculato e de lavagem de dinheiro. Ele teria recebido R$ 920 mil do esquema ilícito.

Com a maior cara de pau, ele teve a audácia de confirmar que recebeu R$ 300 mil, e que teria repassado ao Partido Socialista Brasileiro, diretório do Pará. Um ladrão confesso. Diga-se de passagem.

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, disse nas suas conclusões que Rocha recebeu R$ 600 mil por intermédio de sua assessora Anita Leocádia na agência do Banco Rural em Brasília, na agência do Banco Rural em São Paulo e em quarto de hotel, local onde recebeu R$ 200 mil diretamente de Marcos Valério.

A defesa do nefasto réu - confesso o advogado do diabo, Mauro Luiz Silva teve a ousadia de classificar a denúncia de "perseguição estatal" e pediu seu arquivamento.

Só no país Tupiniquim igual ao nosso que um malandro tenta defender um bandido dessa forma, tentando pedir o arquivamento.


Fonte: AI Câmara
Autor: Jornalismo Político

Deputado pede CPI para investigar venda da TVA

O barulhento deputado Wladimir Costa (PMDB-PA) deu entrada no protocolo da Câmara dos Deputados requerimento para abertura de CPI para investigar a venda da TVA (empresa de TV por assinatura) pela Editora Abril para a Telefônica. O documento está no serviço de análise de proposições da Secretaria-Geral da Mesa Diretora.

O de Wladimir Costa contém 182 assinaturas confirmadas, e será encaminhado ao departamento jurídico da secretaria-geral, que analisará se estão presentes os requisitos constitucionais para a abertura da CPI.

Fonte: AI Câmara
Autor: Jornalismo Político

Ministério da Educação escolhe o Pará

O ministro da educação, Fernando Haddad escolheu o Pará para lançar o projeto UCA – Um Computador por Aluno. O Pará foi o segundo estado a ser beneficiado pelo projeto.

O projeto piloto do UCA foi realizado na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Palmira Gabriel, localizada no Tenoné, no dia (24).

Projeto UCA - É uma iniciativa do Governo Federal que visa distribuir a cada estudante da rede pública do ensino básico brasileiro um laptop voltado à educação. A intenção do Programa é inovar os sistemas de ensino para melhorar a qualidade da educação no país.

Fonte: AI - SEDUC

Prostituição em breve

O presidente Lula esta assediando senadores do DEM e do PSDB. É o que informa a mídia paulistana. Para tentar pagar as prostitutas a mudarem de partidos, estaria o vice-presidente, José Alencar (PRB). Pessoa figurativa e ilustrativa no planalto. Ele ficou de abrir a porta do cofre para a dança das cadeiras, já que ficou livre a prostituição em Brasília.

Quem estaria na mira da zona de prostituição do DEM: César Borges (BA), Adelmir Santana (DF), Maria do Carmo Alves (SE), Kátia Abreu (TO), Romeu Tuma (SP), Edison Lobão (MA) e Demóstenes Torres (GO). Do PSDB, assedia-se, nos bastidores, Lúcia Vânia (GO).

O preço do programa das meretrizes: A CPMF. É o preço que o presidente Lula quer pagar, pois ele só tem 44 senadores no colo, e ainda falta oito para atingir o quorum suficiente para ter aprovado no senado a renovação de sua formula mágica de administrar. O imposto.

É sabedor que o DEM é um empecilho de Lula, e se ele não conseguir essa migração dificilmente terá a CPMF renovada.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Overbooking estão com os dias contados

O overbook que são praticados pela companhias aéreas, onde vende passagens aéreas acima da capacidade da aeronave pode estar com os dias contados. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) debate na próxima quarta-feira (29), o projeto de lei senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) que obriga as empresas a indenizarem os passageiros que, mesmo com a passagem na mão, não conseguirem embarcar por falta de assentos disponíveis.

A senadora mato-grossense explica que o projeto estabelece indenização mínima equivalente ao valor da tarifa, em classe econômica, para o trecho aéreo adquirido.

Além da compensação financeira ao passageiro, a companhia aérea terá o dever de assegurar os direitos contratuais das vítimas de overbooking.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Renan cai, mas leva o Grupo Abril junto

Depois que a revista Veja, que é editada pelo Grupo Abril começou a atirar contra o presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) afirmando que uma empreiteira pagava a pensão da sua filha com uma jornalista, Calheiros resolveu atirar contra o grupo.

Calheiros pediu ontem, (24), em Plenário, que o Ministério das Comunicações e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) suspendam reunião do conselho diretor dessa agência marcada para a próxima semana. Segundo Renan, a reunião pode servir para se fazer "um remendo" na transação em que o Grupo Abril transfere para a empresa espanhola Telefônica o controle de uma operadora brasileira de TV a cabo.

Renan esbravejou em Plenário e disse que a idéia inspiradora dessa reunião é maquiar uma transação ilegal por ele já denunciada em Plenário. O senador reiterou que o negócio fere os interesses nacionais, restringe a concorrência e agride o mercado.

A revista Veja pode embolsar na negociata, quase R$ 1 bilhão, a merecer criteriosa apuração das autoridades brasileiras, já que a constituição federal veda a venda de empresas de comunicação para grupos estrangeiros.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Esse é o verdadeiro Brasil

Repercussão na mídia

Não basta você saber todas as matérias do ensino fundamental ou qualquer metodologia aplicada nas escolas do município de Capanema. Você tem mesmo é que aprender uns bons palavrões caso queira galgar degrau na escola. Foi o que exigiu uma professora do município a um aluno de 11 anos.
Está bem na foto a secretaria de educação do município, Eliane Leal, investindo aos rodos na capacitação dos professores da rede de ensino.

E parabéns a Escola Municipal de Ensino Fundamental Eliane Matos Leal.
Fonte: Internet
Autor: Jornalismo Político

A imagem do dia: Viva a ideologia financeira! Viva a Lurdinha!


Autor: Paulo Zildene
Montagem: Paulo Zildene

Jayme Campos quer dólar fixo para proteger setor rural

O senador Jayme Campos (DEM-MT) propôs em discurso que o governo adote uma política de dólar fixo e exclusivo para o setor rural, a seu ver único caminho capaz de proteger os agricultores das variações de moeda.

Depois de lembrar que a área rural é responsável pela metade das exportações nacionais, o senador afirmou que "não dá mais para plantar" com o dólar cotado a 3 reais e vender com dólar a 2 reais, como ocorreu na última safra.

Jayme Campos observou que na Europa e nos Estados Unidos é comum o governo subsidiar certos segmentos da agricultura. Assim, regras claras e política mais estável para nossos produtores são uma obrigação do Estado brasileiro. "A agricultura vive de ciclos e não consegue se adaptar rapidamente às conveniências macroeconômicas", sustentou.

Por tudo isso, o senador entende que a Medida Provisória 372/07, que trata de renegociação de dívidas rurais, aprovada pelos senadores nesta quarta-feira (22),"não é uma dádiva nem um presente, mas uma correção necessária para que o setor rural não entre em colapso". Ele pediu ao governo que se mobilize pela aprovação da medida na Câmara, para onde ela retornou por causa de modificações feitas pelos senadores.

Fonte: Agências

Ideli defende prorrogação da CPMF, dizendo que dinheiro é "carimbado"

A líder do PT, Ideli Salvatti (SC), defendeu em Plenário, ontem (23), a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Refutando críticas da oposição de que o governo federal desvia osrecursos do tributo da área de saúde para outras aplicações, Ideli lembrou que a CPMF tem destinação obrigatória na saúde, na Previdência Social e na erradicação da pobreza.

Ideli recordou que, quando da criação do tributo em 1995, com alíquota de 0,2%, sua aplicação era exclusivamente na área da saúde. Em 2001, quando foi alterada sua alíquota pelo Congresso Nacional, passando para 0,38%, frisou ela, além da saúde, a lei estabeleceu o quanto deveria ser destinado para o Fundo de Combate e Erradicação à Pobreza e também para a Previdência.

Saudando a iniciativa do senador Eduardo Suplicy (PT-SP) de convidar os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e da Saúde, José Gomes Temporão, para detalharem no Senado as destinações dos recursos da CPMF durante o governo Lula, Ideli alertou para a possibilidade de cortes em programas sociais financiados pela contribuição na hipótese da extinção desse tributo.

Ideli comemorou anúncio feito ministro da Fazenda, Guido Mantega, informando sobre a intenção do governo de reduzir a carga tributária por meio da desoneração da folha de pagamento das empresas. Segundo senadora, tal medida beneficiará a população de baixa renda através da criação de novos empregos e da diminuição da informalidade no mercado de trabalho.

Em aparte, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) observou que a extinção da CPMF beneficiará os mais ricos, devido ao fato de a aplicação da alíquota vigente, de 0,38%, sobre as quantias movimentadas por eles resultarem em valores substanciais para os cofres públicos. Eduardo Suplicy também manifestou seu apoio ao pronunciamento de Ideli.

Fonte: Agências

Mário Couto protesta contra o caos no sistema público de saúde

Ao discursar em Plenário, ontem (23), o senador Mário Couto (PSDB-PA) criticou o governo federal pela precariedade do sistema de saúde publica no Brasil. Ele lamentou que em vários estados do país muitos doentes, oriundos das camadas pobres da população,morram nas filas sem receberem assistência médica.

Segundo ele, no interior das Regiões Norte e Nordeste a situação é ainda pior, devido ao fato de serem "raríssimas" as cidades pequenas que dispõem de hospitais. Mário Couto considerou absurda a disposição do Executivo de renovar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), tributo que, apesar de criado para ser aplicado em saúde, é desviado para outras finalidades.

Mário Couto reclamou também do aumento da violência no país, especialmente em seu estado. Apresentando dados publicados em jornais, ele lamentou a duplicação do número homicídios ocorrida em Belém, durante o primeiro semestre deste ano.


Fonte: Agências

PSOL vai recorrer da decisão da Mesa de arquivar representação contra Gim Argello

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) vai entrar na próxima segunda-feira (27) com dois recursos contra a decisão da Mesa do Senado de arquivar representação que solicitava ao Conselho de Ética uma investigação sobre se houve quebra de decoro parlamentar por parte do senador Gim Argello (PTB-DF). Em entrevista, ontem (23), o senador José Nery (PSOL-PA) informou que uma das ações será protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF) e outra no Plenário do Senado para que os parlamentares se manifestem a respeito da decisão.

Gim Argello é citado em escutas telefônicas realizadas no início do ano e que deram origem à Operação Aquarela, por meio da qual a Polícia Civil do Distrito Federal, a Receita Federal e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios apuram o desvio de recursos do Banco de Brasília (BRB). Gim Argello assumiu o mandato no dia 17 de julho em substituição a Joaquim Roriz (PMDB-DF), que renunciou ao cargo após ter sido acusado de envolvimento com o mesmo esquema de corrupção. Na representação, O PSOL solicita que seja investigada a suposta participação de Gim Argello no mesmo esquema.

Para arquivar a representação, a Mesa justificou que não cabe investigar um senador por quebra de decoro parlamentar com base em fatos ocorridos antes de sua posse no Senado. Dos sete membros da Mesa, dois votaram a favor do arquivamento, dois se manifestaram contrários e dois se abstiveram. Coube ao presidente do Senado, Renan Calheiros, que opinou pelo arquivamento da representação, desempatar a votação.

Segundo Nery, o PSOL vai argumentar que a decisão da Mesa foi contrária à tradição do Congresso, que, em casos semelhantes, já decidiu por investigar parlamentares por fatos ocorridos antes da posse. Além disso, segundo o parlamentar pelo Pará, Gim Argello já estava diplomado como suplente de senador e, portanto, na expectativa de assumir um mandato parlamentar quando as escutas telefônicas foram realizadas.


Autor: Valéria Castanho

Representante da SBPC apóia proposta de Cristovam de desmembrar Ministério da Educação

Durante mais uma audiência pública realizada pela Comissão de Educação (CE) para debater com especialistas propostas para reformular a educação brasileira, o conselheiro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) Isaac Roitman defendeu a proposta do presidente da comissão, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), de criação do Ministério da Educação de Base. Apenas sugeriu que a nova pasta, que seria formada, conforme a proposta de Cristovam, a partir do desmembramento do atual Ministério da Educação, passasse a se chamar Ministério da Criança.

Nesta nona audiência pública, que faz parte de um ciclo de 12, o presidente da comissão também defendeu que a nova pasta venha acompanhada de uma agência nacional de proteção à criança e ao adolescente, nos mesmos moldes das várias agências reguladoras em operação no país, a exemplo da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

- A educação de base deve ser prioridade nacional. Para tanto, é fundamental a criação de um ministério próprio, porque o atual Ministério da Educação só volta os olhos e aplica a grande massa dos recursos disponíveis no ensino superior - resumiu Cristovam Buarque.

Tragédia

O representante da SBPC também afirmou que a educação brasileira, em todos os níveis, passa por uma "tragédia". Para modificar essa realidade, defendeu a plena execução do que está previsto no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) - um conjunto de ações que, conforme observou, faria com que o ensino nacional tomasse outro rumo.

Outro debatedor, o presidente da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc), Gilberto Gonçalves Garcia, por sua vez, defendeu a adoção do horário integral desde que crianças e adolescentes passem a ter ações integradas nas áreas de saúde, esporte, alimentação e lazer, entre outras.

Já Cleuza Rodrigues Repulho, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), que também participou do debate, pediu eficiência e ética nos investimentos em educação, enquanto o diretor da Academia Brasileira de Ciências (ABC) Luiz Davidovich classificou de "um horror" o atual quadro educacional brasileiro. Ele sugeriu uma completa reestruturação na carreira do professor, que incluiria, além de melhores salários, avaliações periódicas.

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), ex-secretário de Educação do estado de Sergipe, defendeu uma completa integração entre os governos estaduais e municipais, capitaneada pelo governo federal, a fim de que seja instituído um grande projeto nacional na área da educação.

O presidente da CE voltou a lembrar que, ao final do ciclo de debates, previsto para meados de setembro, será impresso um livro contendo as principais propostas sugeridas pelos especialistas em educação que tomaram parte dos debates, a ser encaminhado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Autor: Cláudio Bernardo

TRF recebe denúncia contra Duciomar Costa

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) catou ontem (22) denúncia do MPF contra o prefeito de Belém-Pa, Duciomar Costa.

O ministério Público Federal de Belém acusa o prefeito de receber recursos federais do Sistema Único de Saúde (SUS). A verba que era destinada para a Saúde foi aplicada em aquisição de automóveis para uso exclusivo da Guarda Municipal de Belém (GBEL).

Sendo para aplicar em serviços de vigilância epidemiológica e sanitária. O prefeito utilizou R4 1.926.000,00 na compra de 14 carros da Fiat e uma L200 Mitsubishi. No aniversário da cidade de 2006, o prefeito chegou a divulgar a suposta nova aquisição da GBEL pela televisão e em jornais e outdoors do Município.

O prefeito de Belém deve agora responder à denúncia no TRF1. Se condenado, Duciomar Gomes da Costa pode cumprir pena de detenção de até três anos, além de perder o cargo e ficar inabilitado para o exercício de função pública por período determinado.

Fonte: AI – MPF

A frase do dia

"Tudo bem, tudo bem. deixa pra lá! É só amizade entre Moacir Jucá e Claudionor. Não existe nada comercialmente entre os dois. Nem papel assinado têm, como é que vai existir algo!? Eu juro pela fé da mucura"
Paulo Zildene, Jornalista

Comentário

A Operação Rosa Negra, desencadeada pela policia civil, secretaria de fazenda do estado e o ministério público do Pará, onde aponta um esquema fraudulento de licenciamento e emplacamento de carros novos no estado do Tocantins para evitar impostos, em Belém, envolve um grande empresário do município de Capanema, região nordeste do Pará.

O Blog está investigando o assunto, pois existem provas que o empresário capanemense abriu uma empresa de fachada no estado visinho para despachar seus veículos para a terra da castanha.

O empresário conseguia até se livrar das multas. Segundo informações, o empresário assediou diversos proprientários de locadoras de Belém para comprar seus veículos no Tocantins.

Assim neném, qualquer malando têm ascensão à vida boa.



Autor: Jornalismo Político
Fonte: Jornalismo Político

Migração de Buchacra provoca mal estar na Alepa

Quando Carlos Bordalo (PT) foi fazer um comentário que Alexandre Buchacra (PT) mudou da água para o vinho, não pegou bem o discurso proferido pelo deputado petista, ontem (22), na Alepa – Assembléia Legislativa do Pará.

Luiz Seffer, líder dos Democratas (DEM), ex-PFL tratou de defender seu partido. Partido esse que abrigou Buchacra por um por tempo. “Não existem partidos ruins ou bons. Existem Políticos ruins ou bons, Ruins são alguns que promovem esta prostituição partidária. Eles se elegem por um partido e logo depois negociam a vaga. É uma prostituição ideológica”, disse Bordalo.

As palavras mais que direta para Buchacra causou um reboliço na plenária.

Eduardo Costa tratou de defender e acalmar os ânimos. Costa disse que o deputado Seffer foi mal interpretado na expressão.

Mas Seffer não disse que usou mal ou se expressou mal, ele rebateu dizendo que pensou na frase, mas ele disse que a mudança de Buchacra para o PT teria sido melhor que ficar no DEM, o que soou mal. Uma ofensa ao PT.



Autor: Jornalismo Político
Fonte: Jornalismo Político

Poeira, coragem e esperança (final)

Por Onofre Ribeiro
Encerro esta série de três artigos, escritos a partir de uma jornada de 651 km que fiz entre os dias 13 e 17 deste mês, em companhia de diretores do Sicredi-Univales, em rodovias municipais e estaduais, sem asfalto e de pouco conservação, entre os municípios de Aripuanã, e Apiacás, nas regiões Noroeste e Norte do estado.

O que vi, foram populações esperançosas, com uma enorme carga de sofrimento acumulada nesses últimos 30 anos. Quando chegaram, enfrentaram na absoluta cara e coragem uma floresta amazônica ainda conhecida como “Inferno Verde”, que era uma denominação criada em 1905 pelo escritor Euclydes da Cunha , no livro “Um paraíso perdido: ensaios amazônicos”. Bem ou mal, criaram uma cultura amazônica própria, carregada de defeitos e de qualidades.

A crise da madeira que já teve altos e baixos anteriores, caiu pesada em 2005 e ainda não abrandou. O que se vê são indústrias com possibilidade de ampliação, mas descapitalizadas ou sem a legalização da extração de matéria-prima pela inexistência ampla de projetos de manejo sustentado que dariam a garantia de perenidade à madeira.

Hoje os conflitos estão muito fortes na relação com a Secretaria do Meio Ambiente - Sema, como desdobramento de uma relação promíscua anterior com o Ibama. Porém, algumas novidades já são perfeitamente visíveis. Muitos empresários estão se adequando ao desenvolvimento sustentado, e dispostos a aceitar regras ambientais consistentes e permanentes. Outros, já estão na segunda geração e os filhos compreendem que o desenvolvimento sustentado passa pelo resultado econômico, pelo resultado social e pela preservação ambiental.

Sem medo de errar, pode se dizer que neste momento, o Estado é o responsável pelos conflitos existentes. Por falta de estrutura dos órgãos, pela ausência, pela omissão ou pela falta de regras claras no negócio da madeira, nas áreas de desmatamento atuais e anteriores e pela questão dos projetos de manejo sustentado e infra-estrutura.

Conversei muito com empresários de todas as áreas. Todos acreditam e são esperançosos com as regiões Noroeste e Norte. Mas estão receosos apenas numa coisa: na relação cada dia mais difícil com o poder público. Nem tanto pelas regras, mas pelas contradições das regras que levam num dia os fiscais da Sema a dizerem uma coisa, e no outro, os do Ibama desdizerem.

Mas existem negócios novos prosperando, como a pecuária de corte em larga escala, a agricultura de subsistência, o café em escala, a agricultura familiar financiada pelo programa Pronaf, e a industrialização através da agregação de valor, e dos frigoríficos bovinos.

Concluo esta série de artigos animado com as perspectivas econômicas da região apesar de sua desarticulação política municipal e regional. Apesar disso, o seu futuro é maior do que esses desarranjos momentâneos.
Onofre Ribeiro Jornalista e Articulista da Revista RDM e escreve regularmente no Blog

Ex-prefeito de Salinas é condenado

Luiz Ailton Bechara, ex-prefeito do município de Salinas-Pa foi condenado por improbidade administrativa pelo ministério público federal de Belém. O juiz Ronaldo Desterro disse através de sua acessória que Bechara pode perder a função pública se estiver exercendo algum cargo e ter seus direitos políticos suspensos por três anos.

Na sentença expedida pelo juiz Ronaldo, foi constatado desvio de R$ 71 mil do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em 1998.

O ex-prefeito ainda pode recorrer da decisão.

Autor: Jornalismo Político
Fonte: AI – MPF-PA

Dança dos partidos aprovado

Foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), ontem (22), substitutivo à proposta de emenda à Constituição (PEC 23/07) que determina a perda do mandato de membros dos Poderes Legislativo e Executivo que se desligarem do partido pelo qual foram eleitos. A PEC é de autoria do senador Marco Maciel (DEM-PE), presidente da CCJ, e de outros senadores, e teve parecer favorável, na forma de substitutivo, do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). A matéria ainda será examinada pelo Plenário.

O texto aprovado tem por objetivo assegurar aos partidos políticos a titularidade dos mandatos dos parlamentares e de membros do Executivo eleitos sob sua sigla, determinando a perda do mandato de membros do Poder Legislativo (senadores, deputados federais e estaduais e vereadores) e do Executivo (presidente da República, governador, prefeitos e respectivos vices) que se desligarem do partido pelo qual foram eleitos, salvo nos casos de extinção, incorporação ou fusão da agremiação.

A perda do mandato dos parlamentares, de acordo com a proposta, deverá ser declarada pela Mesa, a partir de comunicação da direção nacional do partido titular do mandato. Já a perda de mandato de ocupantes de cargos do Executivo deverá ser declarada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando se tratar de cargo eletivo federal, e pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no âmbito de sua jurisdição, quando for o caso de cargos eletivos estaduais e municipais, mediante comunicação da direção nacional do partido.

O relator mudou novamente seu parecer para que a nova regra passe a vigorar na data da publicação da emenda e nas eleições subseqüentes. Anteriormente, sua sugestão era de que a medida entrasse em vigor no dia 1º de janeiro de 2010.

Outra emenda acatada no substitutivo do relator, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), estabelece que cada senador deverá ser eleito com dois suplentes do mesmo partido. Essa medida assegura que, em caso de um senador ser punido com a perda do mandato, seu substituto será do mesmo partido.

A inclusão das emendas para obrigar que os suplentes sejam do mesmo partido que o senador eleito e para estabelecer a punição de perda do mandato para membros do Executivo que trocarem de partido pelo qual foram eleitos foi decidida pelo relator durante a reunião da CCJ, depois da defesa dessas medidas por vários senadores. Essas emendas são de autoria de Valadares.

Durante a discussão da PEC, o senador Jefferson Péres (PDT-AM) disse que a proposta deverá atingir 90% dos que mudam de partido. Muitos dos políticos que trocam de legenda, segundo Jefferson, o fazem por motivos inconfessáveis. Mas, observou o senador pelo PDT, uma minoria deixa o partido por problema de consciência, por discordar dos desvios da linha doutrinária da agremiação.

Flexa Ribeiro (PSDB-PA) disse que a PEC é um instrumento de fortalecimento partidário. Segundo ele, os partidos estão fragilizados e, hoje, o eleitor vota em um candidato que, posteriormente, muda de agremiação, muitas vezes para outra sigla que vai de encontro a tudo o que defendia durante a campanha política.

Aloizio Mercadante (PT-SP) elogiou a PEC, mas foi um dos defenderam que a fidelidade partidária deveria ser estendida ao Poder Executivo. Abordou ainda a questão das eleições majoritárias do Senado. Sibá Machado (PT-AC) também defendeu mudanças na PEC quanto à questão dos suplentes dos senadores. Depois que o relator acatou as emendas e a proposta foi aprovada, Mercadante afirmou:

Valadares disse que essa PEC tem repercussão no futuro e vai fortalecer os partidos políticos. Observou ainda que a matéria está coerente com o pensamento do Senado e da população, para que partidos não sejam instrumentos de alianças oportunistas dos que se unem somente durante a eleição e depois não têm mais nenhum compromisso com o partido que os elegeu.

Eleitor

Na justificação da PEC, quando ainda não estava incluída a pena da perda do mandato para membros do Executivo, os autores argumentaram que a grande maioria dos deputados e vereadores deve sua eleição aos votos dados a seus companheiros de legenda e que a filiação partidária é condição de elegibilidade. Alegaram também que a mudança de partido violenta a representação política saída das urnas e, conseqüentemente, a vontade do eleitor.

Outra justificativa para a PEC é que a livre circulação dos eleitos entre as siglas partidárias descaracteriza e enfraquece os partidos e a elevada migração partidária contribui para o descrédito do Legislativo.

Nessa circunstância, acrescentou o relator da matéria, a racionalidade estratégica impulsiona os candidatos a assumirem a organização das próprias campanhas, a arrecadação dos fundos necessários, a produção de suas peças de propaganda, a definição de plataforma etc.

Essa é a razão de um grande número de parlamentares mudar de partido, de acordo com sua conveniência eleitoral, alguns fazendo isso, inclusive, antes da posse, disse o relator.


Autora: Helena Daltro Pontual
Autorizado para o Blog Jornalismo Político

Aprovado projeto que acelera julgamento

Finalmente cem almas se livram do purgatório. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou ontem (22) com 17 votos a favor, o projeto de lei do Senado que dá prioridade de tramitação aos procedimentos judiciais em processos de crimes de responsabilidade de funcionários públicos. O projeto (PLS 268/07), que recebeu decisão terminativa, é de autoria da senadora Ideli Salvatti (PT-SC) e teve parecer favorável do relator, senador Edison Lobão (DEM-MA).

De acordo com a proposição, a tramitação dos processos penais em que se apure a ocorrência de crimes praticados por funcionários públicos contra a administração em geral terá prioridade sobre os demais, em qualquer instância.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie Northfleet, apresentou uma série de sugestões aos seis projetos, incluído este, que estão tramitando no Congresso e tratam de combater a impunidade. A senadora disse que todas as emendas de Ellen Gracie são muito pertinentes para aperfeiçoar essas matérias.

Fonte: Agências

Eu também quero um Corolla

Por Ademar Adams
A população de Mato Grosso assiste pasmada às duas histórias dos Corollas. É na verdade um acontecimento simbólico, que escancara a longa distância entre o povo sofrido, que anda de ônibus, e os magnatas dos poderes constituídos.

O mesmo Legislativo que faz leis à socapa para regular os escaninhos do apadrinhamento e do nepotismo faz para si aquisições espúrias que são uma bofetada na cara da maioria de quem os elegeu.

E o Judiciário, que deveria exercitar a Justiça, uma das palavras mais deturpadas nas suas derivadas, e que tem ajudado a cultivar a impunidade, também usa o dinheiro do erário sem respeitar os mais comezinhos princípios da moralidade pública.

A compra inútil dos Corollas pelo Tribunal de Justiça (TJ) é algo inaceitável. Para que os desembargadores precisam de carros de luxo? Todos eles têm salários altíssimos, o que permite a todos ter carros particulares de ponta. Para desempenharem seus trabalhos, bastaria uma meia dúzia de carros à disposição para quando eventualmente algum deles necessitasse se deslocar a trabalho.

O pagamento do auxílio-transporte é moralmente injustificável. Onde e no quê cada um deles gastaria quatro tanques de combustível por semana? Quem fez esta lei?

Já com os deputados, a situação é semelhante. Eles têm uma verba de gabinete polpuda e toda uma série de mordomias, sendo injustificável terem ao seu dispor veículos de luxo. Pega até mal perante os eleitores esse exagero de esnobação. Fora alguns pobres coitados que podem se impressionar com o luxo dos políticos, a maioria refuta tal ostentação. Além do mais, só em 2006, gastaram R$ 2,1 milhões em aluguel de veículos.

Mas o destino parece trazer uma mensagem que poderia resultar numa revolta da população, que deveria ir às ruas exigir o fim da imoralidade. Não as grã-finas que queriam vaiar Lula, nem os nababos paulistas do tal “cansei”. Mas as pessoas honestas, pequenos empresários, servidores públicos, donas-de-casa e estudantes. Estes, sim, deveriam se revoltar.

A encruzilhada do destino que faz Judiciário e Legislativo estacionarem, ao mesmo tempo, as frotas dos Corollas nos canteiros da dignidade pública nos permite fazer alguns questionamentos duros:

1 – Por que há quatro anos o Tribunal de Justiça devolveu o mandato a Riva, que declaradamente depositara milhões de reais da Assembléia Legislativa (AL), de forma imoral e ilegal, nas factorings do Arcanjo?

2 – Por que mesmo com 31 Ações Civis Públicas propostas pelos dignos membros do Ministério Público os juízes mantêm Riva na Mesa cuidando do dinheiro do Legislativo?

3 – Por que o Tribunal de Contas não reprovou as contas da Assembléia apesar dos depósitos ilegais nas factorings, das notas frias, das empresas-fantasmas e da compra de calcinhas? Tudo muito bem comprovado em dezenas de processos.

4 – Por que o governador Blairo Maggi não abaixou os impostos como prometeu na campanha e continua repassando verbas tão altas para os demais poderes gastarem com luxos supérfluos?

Estes questionamentos são claros como o dia e tão pertinentes, que causa espécie o silêncio dos formadores de opinião. Também a nossa mídia está calada e conivente.

No TJ, muitas barbas devem estar de molho, pois o Conselho Nacional de Justiça já entrou no caso. E este Conselho tem dado mostras de que vai agir com rigor.

Acompanhamos com simpatia as ações do desembargador Paulo Lessa para tirar o TJ do gueto do descrédito. Mas ele deveria também tomar atitudes firmes para que os pleitos da sociedade organizada sejam ouvidos, e que o Judiciário efetivamente faça sua parte pelo fim da impunidade de políticos denunciados. Ou cumpra ao menos o seu dever de julgar. Condenar ou absolver, mas julgar.

Na AL, o controle externo é feito pelos eleitores. Mas estes têm sinalizado que ser corrupto não é defeito nos políticos. Também a Justiça Eleitoral tem sido leniente com os corruptos. Processos que resultam em cassação se estendem para depois do mandato, mas na maioria dos casos os julgadores querem provas cabais, completas, recibadas e carimbadas.

Enfim, a sociedade quer justiça e moralidade. Sigo o apelo do Millôr: “ou restaura-se a moralidade, ou nos locupletemos todos”. Se todos os corruptos vão ficar impunes, eu também quero um Corolla!



* ADEMAR ADAMS é diretor administrativo da ONG Movimento pela Moralidade Pública e Cidadania – Moral


Finalmente surge um inteligente na esfera pública


João Otávio de Noronha, ministro do Superior Tribunal de Justiça disse com todas as letras e em alto e bom tom, que o Brasil “deve acabar com o foro privilegiado”. Pelo menos um inteligente surge no fim do túnel na esfera pública. Uma vergonha para um país que se diz ‘democrático’. E ainda acrescentou “É preciso acabar com essa cultura lusitana e antidemocrática".

O STF deve parar para julgar 40 bandidos da pior estirpe envolvidos no caso ‘mensalão’. Para Otávio, os causados deveriam estar respondendo na primeira estância do judiciário.

O ministro fez uma analogia “O presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton quando foi acusado de assedio sexual, foi julgado em primeiro grau”, disse.

Na realidade, o foro privilegiado abre precedente para a impunidade, pois, com um sistema jurídico arcaico e lento fica mais fácil para os homens de colarinho branco continuarem livremente na impunidade nesse país Tupiniquim.

Autor: Jornalismo Político

Novos articulistas

O Blog Jornalismo Político passa a postar toda quarta-feira uma dica de saúde, que fica aos cuidados do médico ginecologista, Antônio Freitas, de Belém-Pa.

Em linguagem de fácil entendimento, Dr. Freitas vai abortar temas livres de saúde.

Para comentar assuntos gerais, o Jornalista e Articulista da Revista RDM, Onofre Ribeiro, do estado do Mato Grosso terá uma coluna semanal.

Onofre é Mestre em Comunicação Social e professor, em Cuiabá.

Alem dos dois articulistas, o editor do Blog já havia negociado as charges do Arquiteto, Roque Sponholz.

Sponholz, que gentilmente disponibilizou suas criações ao signatário, também divulga o Blog Jornalismo Político no estado de São Paulo.

Sejam bem-vindos!

Dicas de Saúde: Hipertensão Arterial

Por Antônio Freitas
A Hipertensão Arterial (HA) dita também de sistêmica, corresponde à diminuição do calibre das artérias que levam sangue oxigenado aos tecidos dos nossos órgãos prejudicando desta forma a oxigenação dos mesmos, principalmente os chamados órgãos alvos representados pelo cérebro, coração e os rins.

A Hipertensão Arterial é uma síndrome metabólica associada a alterações hormonais, hipertrofia do coração e das paredes das artérias. É o fator mais importante das doenças cardiovasculares (infartos cardíacos, derrames cerebrais) e grande causa de mortalidade. No Brasil a prevalência atinge até 43.9% das mortes e aumenta nitidamente com a idade podendo atingir crianças e adolescentes em torno de 8%. Com relação à raça, a HA atinge com maior prevalência os negros.

A pressão arterial é medida em milímetros de mercúrio (mmHg) e deve ser medida após um período de repouso. Ela é dita ótima quando se encontra abaixo de 120x80mmHg ou 12x8mmHg, normal abaixo 13x8.5mmHg e limítrofe quando está entre 13.9x8.9mmHg. Para os casos de hipertensão arterial, existem estágios que são o 1 (leve), 2 (moderado) e o estágio 3 (severa). O estágio 1 corresponde a pressão arterial de 14x9.9mmHg, o estágio 2 de 16x10.9mmHg e o 3 acima de 18x11mmHg.

Os sintomas de HA são discretos e às vezes não se manifestam. Quando estão presentes, se manifestam por dor na nuca ou dor de cabeça ou palpitações (sentir o coração bater forte sem fazer esforço físico). Como se trata de uma síndrome a HA possui inúmeras causas e nem sempre um indivíduo com pressão arterial alta é hipertenso, pois fatores externos podem influenciar no aumento da pressão como ansiedade, estresse, tensão emocional, esforço físico, além de fatores alimentares como alimentos salgados e com alto teor de gordura influenciando no aumento do colesterol e triglicérides. Doenças crônicas como diabete e insuficiência renal também contribuem para o aparecimento da HA.

O tratamento da HA nem sempre se faz com o uso de anti-hipertensivos, pois a correção do estilo de vida pode contribuir inicialmente para diminuir os níveis pressóricos. A obesidade, o sedentarismo, a ingestão de sal, de álcool e o tabagismo são os principais fatores responsáveis pelo aumento da pressão arterial, por isso o exercício físico aeróbico e redução do peso corporal são importantes para o controle ou até diminuir a pressão.

As pessoas consideradas hipertensas, obviamente devem usar medicação anti-hipertensiva, além de melhorar o estilo de vida reduzir o sal dos alimentos, fazer controle do colesterol e triglicérides e da pressão arterial através de medidas domiciliares e medidas ambulatoriais. Pode haver um fator familiar para a hipertensão arterial, onde os descendentes de pais hipertensos podem ter hipertensão.
Dr. Freitas é médico ginecololista, em Belém-Pa

Poeira, coragem e esperança (2)

Por Onofre Ribeiro

Prosseguindo com a abordagem do artigo deste domingo, gostaria de retratar neste a dura realidade de municípios do Noroeste de Mato Grosso, como Colniza, Cotriguaçu, Nova Bandeirantes, Apiacás, Paranaíta, Juruena e tantos. Todos têm o mesmo histórico do pioneirismo bandeirante a partir dos anos 70, 80 e um pouco de 90. A população é pequena, como no caso de Aripuanã, com 30 mil habitantes. Mas Nova Bandeirantes tem apenas 8 mil, pouco menos do que Apiacás, por exemplo.

O histórico inicial é da extração de madeira e de industrialização básica. Algumas tiveram um melhor desenvolvimento industrial, mas não é a regra. A extração ainda é o fundamental no negócio da madeira. A industrialização, em alguns casos, está mais adiantada, com empresas bem estruturadas e modernas, em nível de exportação. Mas a maioria ainda sobrevive da extração e padece dos conflitos dessa atividade. Outras, como Apiacás, ao Norte, padece a herança pesado dos garimpos de ouro dos anos 80/90, falidos após o Plano Real.

As operações policiais, iniciadas com a Operação Curupira, em junho de 2005, provocaram muito susto na região, assim como as demais. Mas elas só foram repressivas e não houve qualquer tipo de apoio posterior para que a atividade da madeira pudesse evoluir. O que há hoje, é uma baita confusão. Todos têm medo e não vêem solução. A crise econômica abalou todos os municípios. Os sinais estão visíveis em todos os municípios e a lembrança dos tempos de pujança da madeira está viva na memória.

Não se pode dizer, a rigor, que exista uma má fé generalizada na região no sentido de extrair madeira sem compromissos. O que há mesmo é a falta de informações. Por sua vez, a Secretaria do Meio Ambiente – Sema, e o Ibama, não têm ajudado com esclarecimentos. Muitos fiscais vão a essas regiões distantes e abusam do poder, extorquindo ou punindo indiscriminadamente. Chegam e vão embora espalhando mais confusão do que a que existia antes deles chegarem.

Fora a madeira, a pecuária está crescendo nas regiões Noroeste e Norte, em áreas já desmatadas anteriormente. Os frigoríficos têm animado bastante a pecuária. Nas rodovias de terra, poeirentas e muito esburacadas, os caminhões transportando tora e gado são os mais comuns. As pastagens são muito boas e resistem o ano inteiro, com até quatro cabeças por hectare. Outra atividade econômica digna de registro é a produção agrícola oriunda dos assentamentos do Incra e do Intermat. Os produtores, de modo geral, recebem financiamento do Pronaf para agricultura familiar e são responsáveis pelo abastecimento hortifrutigrangeiro nos municípios. Porém, a comercialização não passa dali. Não há estímulo comercial para expansão produtiva. Já se tentou o café em larga escala em municípios como Cotriguaçu, por exemplo, mas o preço em queda acabou por levar ao corte das lavouras. Ainda persistem lavouras remanescentes, aproveitando os bons preços atuais. Hoje, Nova Bandeirantes, vive da madeira, da pecuária e do café, num bom equilíbrio econômico.

O assunto continua amanhã.


Onofre Ribeiro é articulista deste jornal e da revista RDM

A frase da semana

O estilo do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de "Cabo Canaveral" (principal base de lançamento de foguetes dos Estados Unidos, localizada na Flórida): "lança, lança, lança, mas o problema não é lançar, é concretizar, aterrissar".
Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente, criticando o estilo de governar de Lula.

Polêmica: Dança dos partidos não está garantida

Os nefastos 40 parlamentares que dão sustentação ao governo Lula ainda não estão garantidos e muito menos salvos de perderem seus mandatos com aprovação na Câmara dos Deputados da famosa fidelidade partidária. Eles correm riscos de serem surpreendidos.

O PSL – Partido Social Liberal protocolou no TSE – Tribunal Superior Eleitoral consulta, com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre a força do efeito retroativo em legislação que venha a ser alterada pelo Congresso Nacional.

Para o tormento dos parlamentares que fizeram à dança dos partidos, o juiz eleitoral, João Celestino Corrêa disse que a decisão está sob júdice. Isso quer dizer em miúdos que a representação não está concluída, e que o PSDB e o PPS mesmo tendo liminar negado pelo STF não garante à dança da legenda.

O juiz, devido estar envolvido no processo não pode se manifestar. Ele está evitando comentários. Conforme divulgação das agências de notícias.

O signatário do Blog ligou para um juiz no TRE-PA e pediu alguns esclarecimentos. Ele disse que se TSE considerar possível à troca do efeito, retroativo, a possibilidade de cassação é grande. Principalmente os deputados federais que participaram da votação e gozaram dos benefícios, legislando em causa própria.


Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Sucessão: Blairo Maggi presidente

O 1º Encontro Nacional do Partido da República, realizado, em Brasília, na Câmara dos Deputados cogitou a possibilidade de lançar o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi nas eleições de 2010. O sucessor de Lula, caso venha, só precisa de um entendimento entre a base de sustentação de Lula e o PR – Partido da República.

Inocêncio Oliveira [PR-PE] disse às agências de notícias que “Maggi é a maior expressão do PR e poderá ser nosso candidato a sucessão de Lula”.

Oliveira chegou a cogitar que Maggi têm estilo próprio de governar, têm competência, honestidade e o principal: Ousadia.

O signatário do Blog, por morar 14 anos, na capital Mato-grossense, Cuiabá, confirma a popularidade do governador no seu primeiro ano de gestão. Como ninguém conseguiu o equilíbrio e o respeito entre todas às siglas partidárias.

O tratamento do governador do Mato Grosso com os prefeitos era igualitário. Não havia distinção ou prediletos politicamente. Sua administração acompanhada in loco foi de acesso fácil de todas as legendas em seu gabinete.

A experiência de governa um dos estados mais ricos da federação, que desponta para o agronegócio, foi fundamental para que Blairo tenha chances reais na disputa presidencial.

Em campanha para primeira corrida eleitoral, Blairo foi taxativo nos seus discursos. Prometeu e cumpriu a extinção da perseguição política dentro do estado.

Como ninguém, o governador honrou os compromissos de campanha. Em sua administração pavimentou 2 mil km de rodovias contra os 2 mil feitos pelos governos anteriores.

Maggi distribuiu à movimentos sociais 32 mil casas populares.



Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Palavras infelizes do vice-governador

Ele pensou que ninguém havia escutado seu discurso em Manaus. Puro engano. Agora o vice-governador do Pará, Odair Correa vai ter que se explicar na Câmara Municipal de Belém, por ter feito comentários sobre seu apoio à divisão do Pará.

O requerimento foi apresentado pela vereadora Vanessa Vasconcelos (PMDB), ontem (20).

Na conturbada sessão na CMB, os vereadores chiaram por causa das declarações de Odair. A turma do contra [divisão] do Pará lembrou que o vice-governador jurou pela fé da mucura em cumprir a Constituição Estadual, agora cobram explicações o mais rápido possível.

Os vereadores prometeram pedir intervenção à justiça contra as palavras nefastas de Odair.

O vereador Amaro Klautau (PSDB) subiu a tribuna só para lembra Correa que "ele cometeu perjúrio e está passivo de responder pelo crime à justiça".

A sessão foi tumultuada devido as palavra do vice-governador do Pará.



Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Opinião: Conversa pra boi dormir

É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um dos mensaleiros ser indiciado pelo STF – Superior Tribunal Federal e acabar atrás das grades.

O Brasil da impunidade desde que foi "achado" pelos portugueses nunca registrou na sua história algum político preso no país por corrupção, e não vai ser agora [na melhor das hipóteses] que isso venha acontecer. Não estou sendo pessimista. É fato

O Brasil é tão rico, mas tão rico que não falhe. Pelos roubos que acontece desde o império isso já era pra ter se acabado faz tempo. Incrível.

Meia dúzia de imbecis inventou a imunidade parlamentar, seguindo de foro privilegiado, depois estenderam a mais nefastos e hoje vemos Jaderes e Malufistas aos rodos. E a nossa arcaica e lenta justiça assistem incólume a impunidade.

Realmente, neste país só vai preso ladrão de galinha, mas as raposas velhas estão à solta no galinheiro.

Mas eu acho que estou exagerando. A única prisão que acontece no país é por falta de pagamento de pensão alimentícias. Isso sim dá cadeia. Também a única.

E agora me vêm o STF querendo incriminar os mensaleiros. Não é desacreditando a justiça. É simplesmente realidade. É fato. E ponto final.

O sonhador procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza está queimando neurônios em vão, ou está querendo pegar carona na mídia.

Fernando, por mais que tenha classificado o esquema do mensalão de “organização criminosa” dificilmente dê resultados.

O mensalão ficou famoso devido o esquema montado para pagar parlamentares. A cúpula do tão sonhador PT foi desbaratada pela PF, depois da denúncia formal, em plenário de Roberto Jefferson (PTB).

Os envolvidos nos esquemas foram enquadrados em crimes de formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, corrupção e evasão de divisas. Os acusados poderão ser condenados a penas que, acumuladas, atingem um mínimo de 13 anos e o máximo de 51 anos de reclusão.

O circo armado pelo STF terá até telões instalados no prédio do Supremo para assistirem de bastidores, com direito a guaraná e pizza, o que vai dar em nada. No total, serão três sessões de descarrego no STF para tentar prender a quadrilha.



Autor: Luiz Nunes de Souza, leitor do Blog.

Demorou

Ainda bem que reconduziram Fernando Sérgio, policial federal ao comando da assessoria de comunicação, em Belém. Depois de criticar a ação de um colega em deter dois jornalistas em um episodio nefasto, Sério havia sido substituído.

Sai o agente federal Araújo e retorna com todo gás Fernando.

Seja bem-vindo, colega, demorou!
Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Assunto encerrado

O prefeitável pelo município de Capanema, maior região pólo do nordeste do Pará, Eslon Martins, disse em letras garrafais por e-mail em que partido vai filiar, e esclareceu a dúvida do signatário que havia feito uma especulação, ontem (20).

Eslon Martins vai filiar no PR – Partido da República [22]. É fato.

Ele descartou qualquer possibilidade de fazer alianças com o nefasto ex-presidente da câmara municipal de Capanema, Wilson Araújo (DEM-PA). E fez questão de frisar que não fará essa articulação.

O pacto entre o diabo e o filho do capeta que estava sendo regido pelo maestro e deputado estadual, Eduardo Costa (PTB-PA), desafinou, Wilson vai ter que procurar outro cofre para se escorar, pois esse está difícil de ser aberto.

O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.

Fonte: Eslon Martins
Autor: Jornalismo Político

Defesa de Marcos Valério espera rejeição

Depois que teve sua vida exposta à mídia nacional, o empresário Marcos Valério já prevê que sua defesa no envolvimento do mensalão será rejeitada. O advogado de Valério, Marcelo Leonardo sustenta sua defesa em provas obtidas de forma ilícita.

O advogado já pediu ao cliente para evitar a imprensa nos dias que antecedem o julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) do recebimento ou não da denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza.

Valério é apontado supostamente como o operador do esquema do mensalão em Brasília, onde pagava propina a parlamentares em troca de apoio ao governo Lula.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Menos impostos para material escolar

O projeto de Lei do senador Renato Casagrande [PSB-ES] que isenta o IPI – Imposto sobre Produtos Industrializado será apreciado pela Comissão de Educação amanhã (21), às 11h.

Casagrande amplia a isenção para a lista principal do material escolar: Caneta, cola, mochila, pasta e borracha.

Alem do imposto zero proposto pelo senador, o projeto [PLS 160/7] reduz, também a zero os impostos PIS-Pasep e Confins.

O projeto precisa ser aprovado no CAE – Comissão de Assuntos Econômicos.

O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

O feitiço está virando contra o feiticeiro

Depois que o presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) foi achincalhado aos quatro cantos do país por ter suas despesas pessoais paga por uma empreiteira, segundo o denunciante, P-SOL, agora é a hora e a vez de Calheiros curtir o efeito do veneno que soltou no plenário do senado.

Ele distribuiu para todos os órgãos competentes [STF, Câmara Federa, Ministério das Comunicações] oficio informando que o Grupo Abril [Veja] havia tramando a venda da TV a cabo TVA para uma empresa espanhola.

Bom, agora foi formada uma comissão para discutir em audiência pública pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática [CCT].a audiência está marcada para quarta-feira (22), às 9h.

A audiência terá convidados nobres: o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg, e o conselheiro da Anatel Plínio de Aguiar Júnior.

Calheiros destilou seu veneno em discurso em Plenário, que a venda da TVA para o grupo Telefônica foi irregular. No acordo o grupo Abril levou para os cofres R$ 900 milhões. Renan jura de pé junto que a transação feriu à legislação brasileira em vigor.

O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismo Político

Especulação política

Bom, lá vêm eu com mais uma especulação ao executivo de Capanema, versão 2008. Não tenho como evitar.

Soa aos ventos que Wilson Araújo (DEM) virá candidato a prefeito. Até ai tudo bem. Sempre foi um sonho nefasto do ex-presidente do legislativo de Capanema, região nordeste do Pará.

Sabendo-se que a próxima eleição será cara para Wilson, um padrinho de peso estaria pelos bastidores articulando sua vinda ao executivo.

Mas com um detalhe: Não como prefeito e sim vice. E sabe de quem? Pois é. De Eslon Martins (PSC).

Toda articulação está sendo orquestrada pelo deputado estadual Eduardo Costa (PTB-PA), já que Wilson o apoiou em 2005, e para surpresa geral da nação capanemense, ele se reelegeu.

Mas o que têm de novidade nessa conjuntura? Bom, Eduardo deve um grande favor ao caçador de votos (Wilson).

Mas a conversa não pára por ai. Como em política tudo tem seu preço, claro que Eduardo Costa não vai fazer esse favorzinho só pelos lindos olhos de Araújo.

Para pactuar o casamento entre o diabo e o filho do capeta, Eslon Martins (PSC) vai apoiar Eduardo Costa (PTB) à Câmara Federal na próxima eleição.

Alguém deve estar se perguntando: Esse Zildene é doido varrido. Pirou de vez. Bom, posso até ser doido, mas como minha fonte é do alto clero e saiu da cozinha dele, tenho que levar em consideração. Apesar do longo prazo para o próximo pleito à câmara federal.

O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.

Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Capanema e suas promessas

“Eu prometo asfaltar a Jarbas Passarinho. Eu prometo a orla do Rio Ouricuri. Eu prometo a reforma do Mercado Municipal. Eu prometo a construção do terminal de cargas. Eu prometo, eu prometo”. É assim que sobrevive o final da administração do prefeito de Capanema, região nordeste do Pará, José Alexandre Buchacra. Só de promessas, mas de prática, nada.

E não seria diferente no sábado (18), onde 70% de inocentes reivindicaram um braço da Universidade Estadual do Pará (UEPA), no município.

O Planejamento Territorial Participativo (PTP) está mais pra lorota que pra realidade. Promessas e mais promessas.

O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.


Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

A frase do dia

“Não é sensação de insegurança. É certeza de insegurança"
Leitora do Blog,Valéria Silva

Resultado parcial

Título: Em quem você votaria em 2008?

Conforme o Blog havia dito “As eleições no município de Capanema, região nordeste do Pará, será a mais disputada da história da cidade”.

Como NÃO têm cunho científico, e sim, uma especulação política, a enquete é uma das mais disputadas do Blog. Totalmente diferente da pesquisa “Em quem você NÃO votaria, em 2008?”.

Como a metodologia utilizada pelo Blog restringe a votação, o signatário já previa uma disputa mais acirrada para o pleito, em 2008.

Apesar de que muita coisa pode acontecer, mas que dificilmente fugirá dessa especulação política, Capanema desponta para qual a melhor opção de administrar a maior cidade pólo do nordeste do Pará.
Resultado parcial:

Opção 1: Chico Neto: 112 votos: representando 20%

Opção 2: Claudionor Moreira: 165 votos: representando 30%

Opção 3: Eslon Martins: 90 votos: representando 16%

Opção 4: Marcelo Pierre: 103 votos: representando 18%

Opção 5: Alexandre Buchacra – Reeleição: 35 votos: representando 6%

Opção 6: Eduardo Costa: 53 votos: representando 9%


Total de votos apurados: 558.


O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.



Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político

Zé Ruela é prefeitável

É incrível. Mas toda vez que o Zé Ruela “Maurício Martins” quer passar uma informação ao signatário do Blog faz um drama daqueles. O último foi essa madrugada (19).

“Olha, eu estou em Brasília na convenção Caio Prado Júnior. Já escolheram o candidato a prefeito de Capanema-Pa. Mas faz o seguinte: ‘Me passa um e-mail para eu fazer perguntas aos políticos daqui que eu te passo a fita’. Eu tenho um gravador igual o teu”, disse o Zé Ruela prefeitável.

E ele ainda continuou o drama “E se for eu o prefeitável?”, disse o Zé.

Como na política até boi voa, ainda fui complacente. “É interessante”.

Mas, para acabar com essa dúvida cruel, lá vai o signatário ligar logo cedo para um político de peso do PPS – Partido Popular Socialista.

“Tudo bem, deputado? É o Zildene do Blog Jornalismo Político!”.

Com voz sonolenta de quem acordou só para atender a ligação de um jornalista, já que ele inseriu no seu celular o telefone do signatário, ele responde com toda boa vontade.

“Oi, Zildene, tudo bem. Mas eu estou em Brasília, eu não estou em Belém.”

“Tudo bem, deputado, eu sei, por isso que eu estou ligando”.

“Há! Tudo bem. Diga lá, Zildene, o que você manda?”

“Bom, deputado está acontecendo um evento nacional do PPS ai, e eu preciso tirar uma dúvida danada.”

“Manda Zildene, qual é a dúvida?”

“Deputado, por um acaso alguém cogitou em falar algo de prefeitável nesse evento?”

“Não, Zildene, ninguém falou nada e nem vai comentar o assunto. Esse assunto será discutido no final do mês, em Belém.”

“Maravilha, deputado, o senhor me tirou um dúvida danada. Mas quando você chegar eu posso agendar uma entrevista?”

“Claro! É só me ligar que marcamos”.

“Ok. Obrigado deputado. Desculpa por ter acordado você, mas era uma emergência.”

“Não tem nada haver, eu sabia que era você, por isso eu atendi, e como você nunca liga, achei que era mesmo importante. Mas não tem nada haver. Pode ligar sempre”.

Educado como sempre o deputado respondeu o meu questionamento, mas o Zé Ruela me fez queimar um telefonema, e pra celular, o que é pior. Mas deixa pra lá, já está debitada na conta de 2008.

Na realidade, o Zé Ruela que mora em Ipixuna quer ser candidato a vereador em Capanema, região nordeste do Pará.

Se não bastasse o excessivo número de candidatos no próximo pleito, em Capanema, agora mais um “pau rodado” querendo se fazer no município.

Agora imagine: Nome de peso como de Claudionor Moreira (PPS), empresário, que têm dinheiro sobrando em caixa deixar de ser prefeitável, para um Zé Ruela que veio rodando de Ipixuna ser candidato pelo PPS ao executivo de Capanema, é de doer mesmo.

Nem boi caindo do céu em formato de bife essa probabilidade aconteceria. A não ser, a não ser que um cometa caia no Brasil, em Capanema melhor dizendo.

O Blog Jornalismo Político é lido nos Estados Unidos, Portugal, Japão, Canadá, Espanha, França, Singapura, Países Bascos, Reino Unido, e em mais 47 países.



Fonte: Jornalismo Político
Autor: Jornalismo Político