Siga nosso blog!

Segudores do Google +

Amigos do Facebook

--=

Pará Notícias

Um novo conceito

Presidente do PPS nacional diz que Claudionor Moreira é prefeitável

O Blog Jornalismo Político já havia especulado os principais candidatos prefeitáveis de Capanema, agora o Presidente Nacional do PPS, Roberto Freire só confirmou o que já sabemos, e, ontem, (29), durante a Conferência Caio Prado Júnior, em Belém, disse que Claudionor Moreira será o escolhido pelo PPS para disputar a prefeitura de Capanema, região nordeste do Pará.

Freire concedeu uma entrevista exclusiva ao Blog Jornalismo Político, e revelou que o PPS terá em mais de 25 municípios do Pará candidatura própria.

“O Pará terá grandes nomes para as principais prefeituras do Pará, entre eles, Santarém, Barcarena, Capanema, Ananindeua e Belém”, disse Freire.

Para disputar a prefeitura de Belém, o deputado Arnaldo Jordy (PPS) vem com o apoio incondicional do partido.

Homem resignado, de hábitos modestos e considerado uma das mentes mais brilhantes da política nacional, Roberto Freire fez um curto discurso explanando o que é o governo Lula.

“Os banqueiros nunca riram tanto com agora. A Bolívia fez um assalto nas refinarias da Petrobras e Hugo Chaves já esta virando um Evo Morales, e o presidente Lula acompanha incrédulo o esdrúxulo que estão fazendo com o Brasil”, disse Freire.

A entrevista completa você acompanha na parte de áudio e vídeo do Blog, no domingo, (01), na integra.

Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Deputados condenam políticas da Cibrasa

Os deputados Arnaldo Jordy (PPS) e Gabriel Guerreiro (PV) condenaram com veemência as políticas administrativas do Grupo João Santos (Cibrasa) no município de Capanema, região nordeste do Pará.

Os deputados abordaram e criticaram os longos incentivos fiscais concedidos ao Grupo para instalar sua fábrica de cimento no município.

“A indústria não apresentou uma política reflorestamento. O governo concedeu um longo prazo para ela se estabelecer, mas não retornaram nenhum tipo de beneficio para a população. Eles só exploraram as riquezas e não contribuíram com nada para o município”, disse Jordy.

O deputado Guerreiro criticou que a Cibrasa não tem uma política de reflorestamento e muito menos de fechamento das minas que deixaram de produzir.

“O governo não cobrou uma política de reflorestamento, e agora as jazidas estão inutilizadas. Elas poderiam geral algum tipo de beneficio, mas não fizeram um estudo para isso”, criticou Guerreiro.

Acompanhe na integra a reportagem no domingo ,(01), na parte áudio e vídeo do Blog.


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

A trajetória de sucesso e decadência do Grupo João Santos

O industrial e economista João Santos, nascido em 26 de outubro de 1907, na cidade Vila Bela, no município de Serra Talhada teve suas fazendas invadias, em 1909. Sua família migrou para a Bahia.

Em 1915 no seu primeiro emprego, João Santos teve seu dedo da mão mutilado.

João Santos compra ações de sua primeira usina, Sant’Ana de Aguiar, em Goiânia, mas depois vende sua cota.

Em 1937, Santos compra a Usina Santa Teresa, com 50% de participação. Seu sócio vende sua metade, então João Santos, em 1939 tem sua primeira usina independente.

Em 1951, cria a Fábrica de Cimento Nassau, fundando a Itapessoca Agro Industrial SA, na época a maior unidade do ramo instalada no Nordeste.

O Grupo Industrial João Santos é formado por empresas nos ramos da agropecuária, comunicação (rádio, jornal e televisão) e táxi aéreo, espalhadas em vários Estados brasileiros.

Decadência das Fábricas

O grupo João Santos, em 2006, demitiu na sua fábrica de papel, em Itabagé, no município de Coelho Neto, no Maranhão, mil funcionários.

Os funcionários revoltados invadiram suas fazendas na cidade de Coelho Neto, onde o Grupo possuem 80% de terras do município; passando necessidades, os invasores começam a abater seus gados para matarem a fome.

Em maio deste ano, os Trabalhadores Sem Terra-MST, invadiram a fazenda Brejinho e Lajeadinho, também, no município de Coelho Neto.

A imprensa divulgou a época que o grupo João Santos é conhecido por desenvolver na região práticas violentas de apropriação de terras, expulsando posseiros que há décadas estão vivendo no local.

O MST invadiu em São João do Paraíso a fazenda Lajeadinho, 255 famílias tomaram conta de suas terras. A área foi considerada improdutiva segundo vistoria do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O MST exige a desapropriação imediata da área.

Mas foi em Capanema que o Grupo conseguiu ascensão. Foi nos anos 60 que o grupo Nassau se estabeleceu. Governado pelos militares, não foi difícil concederem incentivos ao grupo para se estabelecerem por 40 anos.

Terra rica em calcário, Capanema fez a fábrica ser uma das mais importantes do grupo.

Em 1994 começou a deslanchar, e com a crescente receita provocada pela grande escala de produção de cimento tipo Portland, o grupo ocupou a segunda liderança no ranking mundial de produção, desbancando paises como a França, Suíça.

Mas, hoje a fábrica de cimento Nassau começou a declinar. Mesmo com os incentivos longínquos concedidos pelos militares e estendidos pelo PSDB de Almir Gabriel e Simão Jante, a produção despencou.

A fábrica ganhou mais 10 anos de incentivos para ampliar seu parque industrial, em contra partida empregaria 100 funcionários, segundo ex-funcionários, mas o acordo não foi cumprido.

Em tempo algum o grupo João Santo empregou um único funcionário em troca de incentivos. Os governos estaduais e principalmente o municipal não teve a coragem de cobrar da diretoria da fábrica a contratação.

No auge da produção nos anos 60,70 e 80, a fábrica abrigava aproximadamente mil funcionários, hoje o número no RH - recursos humanos da indústria é o tesouro mais bem guardado. Tudo foi terceirizado para economia da industria.

Outro pecado dos poderes que “dizem” que constituem os pilares “desorganizado” de Capanema foram “todos” omissos.

A fábrica, aos olhos do ministério público exploram suas riquezas sem cobrarem uma política de reflorestamento.

O grupo João Santos não sabe o que fazer com as enormes crateras deixadas a céu aberto.

As reservas estão se findando e a fábrica vai virar uma sucata obsoleta muito em breve as margens da Pará/Maranhão.

As riquezas extraídas do município são retornadas a população com míseros mil sacos de cimento/mês.

A Avenida Jarbas Passarinho esta intransitável. Os buracos tomam conta de toda extensão da avenida.

Sai prefeito entra prefeito e não se acha uma solução plausível para reverter esse quadro caótico em que se encontra a beira do precipício o caus social em Capanema.

O que os novos prefeitáveis tem como meta de governo para cobrar da Cibrasa, antes que feche suas portas, o que ela tirou e vem retirando do município, antes que se finde a única riqueza de Capanema?

Fonte: Agências e jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: jornalismopolitico.blogspot.com

Ex-deputado é o Al Capone de Cuiabá

Ele era um homem extremamente gordo. A numeração de sua camisa era oito, até fazer a redução de estomago nos anos 90. O ex-deputado Lino Rossi já era polêmico quando comandava o programa de televisão “Cadeia Neles”, no SBT, em Cuiabá-MT. Ele era tido como homem exemplo. Cobrava das autoridades providências imediatas contra a bandidagem.

Mas, o nome do seu programa servia para ele mesmo; “quando eu era vendedor nas lojas “Casa Prado”, lembro-me das aquisições de oito camisas de linho tamanho extra.

Sua compra atingiu a época R$ 2.500,00. Na hora do pagamento, vêm os pré-datados. Dito e certo. Todos os cheques voltaram. Cobrar não havia jeito.

Por obra divina, ele é eleito vereador em Cuiabá, pelo PP – Partido Popular. No outro dia tratou de pagar seu debito, mas é claro, com juros estratosféricos, chorou, mas pagou.” (sic).

Ontem, (30), ele foi finalmente denunciado pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso sob as acusações de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Ele foi acusado na máfia das sanguessugas. Se a denúncia for aceita, ele se tornará réu.

De acordo com investigações, a máfia, liderada pela família Vedoin, dona da Planam, pagava propina a parlamentares para que eles apresentassem emendas ao Orçamento da União destinando dinheiro público para a compra, por prefeituras, de ambulâncias superfaturadas.

O bariátrico Rossi foi apontado como o recordista em recebimento de propinas (R$ 3 milhões).


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

P-SOL pede à Receita para investigar Renan Calheiros e Roriz

O deputado Chico Alencar (P-SOL-RJ) encaminhou ofício, (29), à Secretaria da Receita Federal requerendo a abertura de processo de fiscalização nas transações financeiras relativas à compra e venda de gado e de propriedades rurais efetuadas pelos senadores peemedebistas Renan Calheiros (AL) e Joaquim Roriz (DF), no período de 2004 a 2007.

No documento endereçado ao secretário Jorge Rachid, o parlamentar requer um exame "analítico e pericial das informações, dados, documentos, declarações fiscais e tributárias e das operações contábeis atinentes".

A medida, entretanto, é inócua, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria da Receita Federal. Ela explicou que esse tipo de investigação só pode ser conduzido pelo órgão quando provocado pela Justiça Federal, Ministério Público Federal ou por uma Comissão Parlamentar de Inquérito do Congresso Nacional.

Em entrevista coletiva, o deputado do P-SOL afirmou que se até quarta-feira (4) não for constituído formalmente o Conselho de Ética, o partido entrará com queixa crime no Ministério Público Federal contra Renan Calheiros. Também anunciou a intenção do partido de oficiar um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a corte determine a investigação, pelo conselho, das representações contra os dois parlamentares.

"Confirmada a desconstituição do Conselho de Ética, o PSOL entrará com mandado de segurança para que o Supremo determine o funcionamento de uma comissão criada para investigar crimes de quebra de decoro parlamentar", afirmou Chico Alencar.

Fonte: Agência
Autor: Marcos Chagas

Renan desmoraliza Conselho e Senado, diz Jereissati

O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), afirmou hoje que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), passou dos limites e não tem condições mais de permanecer à frente do Senado. "Renan está desmoralizando o Conselho de Ética e o Senado. Ele passou dos limites e está agindo da forma mais rasteira possível", disse Tasso ao anunciar que o PSDB vai pedir formalmente a licença de Renan, em reunião marcada para a terça-feira.


O PSDB decidiu assumir uma postura mais radical, semelhante ao Democratas, em função das manobras do grupo de Renan para impedir as investigações no âmbito do Conselho de Ética. Tasso enfatizou que o PSDB ofereceu uma solução para dar credibilidade, indicando os senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM) para a presidência do Conselho e Aloizio Mercadante (PT-SP) para a relatoria do caso Renan, mas a iniciativa foi abortada pelo PMDB capitaneado pelo presidente do Senado.

Fonte: AE
Autor: AE

Primeira traição pública de Ana Julia Carepa

Não há de se negar que o MST [Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra] apoiou a candidatura de Ana Julia ao governo do estado do Pará pelo PT, mas agora o apoiador é apunhalado pela costa.

Ontem (28) o Comando de Missões Especiais da Polícia Militar do Pará iniciou uma operação para cumprir 12 mandados de reintegração de posse expedidos pela Justiça no sudeste do Estado. Por causa disso, o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) criticou a governadora Ana Júlia Carepa (PT), a que o movimento apoiou durante a campanha eleitoral do ano passado, e ameaçou resistir às reintegrações.

A Operação mobilizou 115 policiais militares e dez policiais civis e terá duração de 30 dias.

segundo Ayala Ferreira, da coordenação estadual do MST, a governadora Ana Júlia Carepa cedeu às pressões dos fazendeiros para que os sem-terra fossem retirados das fazendas invadidas.

"A governadora cedeu às pressões dos latifundiários, que neste mês fizeram duas mobilizações em Belém para exigir as reintegrações de posse e ameaçaram com a instabilidade no campo", disse Ferreira. "A governadora preferiu destacar policiais para atender aos fazendeiros a ter uma postura mais incisiva de não permitir estas ações".

O presidente da Faepa (Federação da Agricultura do Estado do Pará), Carlos Xavier, disse que o cumprimento das reintegrações de posse foi tratado em encontros com a governadora e que ela sabe que precisa cumprir as decisões judiciais.

Fonte: FSP
Autor: FSP e Jornalismopolitico.blogspot.com

Vereadores vão trabalhar em julho

Pelo incrível que pareça, os vereadores da câmara municipal de Belém vão trabalhar todo mês de julho para discutir a votação da LDO – Lei de Diretrizes Orçamentária para o exercício de 2008. O Presidente da Casa, vereador Zeca Pirão (PP), atendendo o disposto no Artigo 64 da Lei Orgânica do Município, convocou todos os parlamentares, em caráter extraordinário.

Durante a convocação não será permitida a apreciação de outra matéria, salvo através de acordo de lideranças.

As merecidas férias só vão acontecer após a votação da LDO.

Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Boca livre para os jornalistas que cobrem a Câmara Municipal de Belém

A CMB – Câmara Municipal de Belém vai oferecer hoje, a partir das 1h um coquetel para os jornalistas que cobrem a Casa de Leis da capital paraense.

O evento marca a prestação de contas à sociedade sobre os resultados do período legislativo deste primeiro semestre de 2007.

Novos produtos – Outra estratégia traçada pela atual Mesa Diretora da Câmara Municipal de Belém para tornar as ações do legislativo mais transparentes para a sociedade e educar para a cidadania, é a criação de novos produtos de comunicação da Casa, que serão apresentados à imprensa durante o evento. São eles: um boletim informativo trimestral totalmente repaginado, os programas da Rádio Câmara “Em dia com Belém” (que estão sendo veiculados três vezes por semana em quatro rádios da cidade) e a TV Câmara, que já está em fase experimental e brevemente poderá ter um horário semanal para veiculação de seu conteúdo na grade de programação da TV Cultura do Pará, canal 2.

Fonte: AI – CMB e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Vereador critica governo de Ana Julia

O vereador Carlos Pina (PTB), fez duras criticas ao governo de Ana Julia Carepa, principalmente como vem sendo conduzido. Na opinião do parlamentar, eles contrariam todos os argumentos e promessas feitas em campanha pelo PT. Pina lembrou que o PT combatia a corrupção, violência e incentivos fiscais e ainda pregava austeridade. Porém, segundo o vereador, o governo de Ana Julia “está fazendo tudo ao contrário”.

Lembrando que o PT combateu e inclusive entrou na justiça contra os incentivos concedidos pelo governo anterior a Cerpasa, Pina revelou que Ana Julia na tarde de ontem, 27, assinou concessão de incentivos fiscais para a mesma empresa, com benefícios mais abrangentes que os concedidos no governo tucano. Contrariando o pronunciamento de Pina o vereador Armênio Moraes (PRB) lembrou que o incentivo fiscal é uma necessidade para que o Estado não perca a competitividade.

Fonte: AI – CMB
Autor: AI - CMB Jornalismopolitico.blogspot.com

Quintanilha vai tentar levar com a barriga o caso Renan

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Leomar Quintanilha (PMDB-TO), ainda não definiu o nome do relator do processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no conselho. Ontem (27), Quintanilha chegou a convidar publicamente o senador Renato Casagrande (PSB-ES) para relatar o processo, só que hoje disse ter resolvido fazer uma consulta à assessoria jurídica do Senado sobre a legalidade das investigações contra o presidente da Casa antes de designar o relator.

Quintanilha negou que esteja havendo alguma monobra para dificultar as investigações e que esteja recebendo pressões para impedir as investigações e para não designar Casagrande para a relatoria. Ele disse que a decisão da consulta foi sua e que ele comunicou o fato ao líder do seu partido, Valdir Raupp (RO). "Foi uma decisão minha consultar a assessoria antes de nomear o relator. Nós todos queremos, de forma independente, defender uma investigação mais apurada. Queremos transparência e apurar a verdade."

Fonte: TV Senado
Autor: TV Senado

Uma pocilga só

O calabouço da podridão em que se encontra o Senado Federal já alcançou o limite da dignidade humana. Mal assumiu o cargo de presidente do Conselho de Ética do Senado, Leomar Quintanilha (PMDB-TO), já descobriram que ele responde a inquérito no STF. Ele é acusado em processo que apura um esquema de troca de emendas ao Orçamento da União por propinas de empreiteiras. Responde por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Os desvios foram estimados pelo Ministério Público em pelo menos R$ 25 milhões.

Dizem as agências de notícias diz que o caso é pior que o escândalo das sanguessugas. A diferença é que, em vez de verbas para a compra superfaturada de ambulâncias, os congressistas sob suspeição são acusados de injetar no Orçamento da União dinheiro para obras fraudadas em Tocantins.

Mas o ato mais vergonhoso do senador foi tentar explicar de onde vem o dinheiro, mas se enrolou tanto que não comoveu seu choro e muito menos os colegas de partido do senador.

Outro ato equivocado foi tentar entregar uns documentos em branco para o presidente do senado para que fizesse o que bem entendesse com ele. Mas principalmente para quebrarem seu sigilo fiscal, bancário e telefônico e estendendo-se ao das suas filhas.

Denunciado na primeira instância do Judiciário, o caso subiu ao STF por conta do envolvimento de parlamentares, que dispõem do chamado privilégio de foro. A acusação foi formulada em 2002 pelo procurador da República Mario Lucio Avelar. Na ocasião, Avelar trabalhava em Palmas (TO). Depois, transferido para Cuiabá (MS), ajudou a desbaratar a máfia das ambulâncias. Serviu-se da experiência que adquirira ao investigar a máfia tocantinense de obras.

Fonte: TV Senado
Autor: TV Senado e jornalismopolitico.blogspot.com

Câmara derruba proposta de lista partidária

252 deputados votaram contra a lista partidária pré-ordenada pelos partidos políticos.
A proposta pela lista partidária só obteve, 181 votos a favor. Somente três deputados se abstiveram do seu voto.

Para muitos deputados, com a rejeição da proposta o financiamento público de campanha pode por pelo ralo da pia a tão sonhada “reforma política”.

A sessão foi tumultuada. Até parecia o jogo do Brasil com a Argentina. Diversos deputados fizeram torcidas “desorganizadas” [sic] para cada voto rejeitado.

Com a rejeição o eleitor continua votando no seu candidato. “Perdemos. Não tem reforma política. Essa é a expressão de quem não quer mudar nada. Foi uma opção conservadora da Câmara e dos que não querem reforma alguma”, disse o deputado Flávio Dino (PC do B-MA), um dos mentores da emenda alternativa dos partidos.

“O que estava sendo votado era uma excrescência. Espero que agora haja uma volta ao bom senso e, com calma, possamos discutir uma reforma constitucional”, disse o tucano Arnaldo Madeira.


Fonte: TV Câmara
Autor: AG e JornalismoPolitico.blogspot.com

Partidos nanicos ganham espaço com a rejeição

Com a derrota da lista partidária, ontem, (27), na câmara federal, os vereadores de partidos nanicos, como o PP de Marcelo Pierre do município de Capanema, região nordeste do Pará, agora ganha expressão e pode migrar tranquilamente para o tão sonhado PMDB de Jader Barbalho.

Pierre dependia da rejeição para escolher um novo partido, em 2008, para ter mais chances de compor alianças para a prefeitura do município.

O vereador sem expressão política dentro da cidade, pode agora trocar de partido o obter mais vantagem em coligações mais fortes.

A governadora do estado do Pará, Ana Julia Carepa (PT) pode articular parceria para Pierre, que ajudou a eleger, e passar a formar uma conjuntura mais estruturada.

Outro ponto positivo para o atual prefeito, Alexandre Buchacra, é que a migração do extinto PFL, agora DEM, vai, também poder montar alianças com o PMDB.

Fonte: JornalismoPolitico.blogspot.com
Autor: JornalismoPolitico.blogspot.com

Câmara Municipal de Belém vira picadeiro

O estremo do ridículo aconteceu ontem, (27), no plenário da casa. Diversos vereadores se esconderam para não votar no projeto das Organizações Sociais, que já tramita a séculos na câmara.

O autor do requerimento, vereador Armênio Moraes, não obteve aprovação na casa por falta de quorum.

Havia 18 vereadores na sessão, o suficiente para votação, mas ao perceber que poderia ser aprovado o requerimento, o vereador vice-líder do governo, Gervásio Morgado, deu uma de espertalhão e se escondeu para não votar.

O presidente da Casa de Leis, Zeca Pirão chamou por diversas vezes pelo microfone que cobre toda a câmara, o colega para votar, mas ele se recusou a comparecer.

Uma vergonha pública a atitude do vice-líder que emperrou a pauta.

Para o cúmulo do ridículo, o vereador José Scaff Filho, encontrou o colega, também vereador, Paulo Maradock num canto as escondidas.

Bom, ele bem que tentou levar a tira colo Paulo para votar, mas o mesmo empacou igual mula para não votar.

Já no final da sessão, o presidente da câmara, Zeca Pirão, disse que a partir daquele dia quem estiver na Casa e se retirar durante qualquer votação, alem de pegar falta, vão ter descontos nos contracheques.

Pirão vai invocar das trevas o Regimento Interno da Câmara Municipal de Belém.

A câmara municipal de Belém esta mais para picadeiro que para Casa de Leis.

Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Operação Matamento da PF prende grupo de extermínio no Pará

Uma mega operação foi realizada ontem no final da tarde pela Polícia Federal em Marabá. Os policiais prenderam seis policiais militares por fazer parte de um grupo de extermínio e trafico de drogas, no Pará, Maranhão e Tocantins.

A PF cumpriu 18 mandados de busca, apreensão e prisão. Três envolvidos estão foragidos.

A Operação Matamento vinha trabalhando há quatro meses e envolveram policiais federai de Marabá e Araguaína (TO).

Segundo a PF de Belém, a identificação dos suspeitos foi feita após a constatação de que drogas --principalmente cocaína-- vendidas no Tocantins eram provenientes da região de Marabá.

A PF estima que a quadrilha tenha assassinado cerca de 30 pessoas nos últimos três anos.

Fonte: AI – PF
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Deputados aprovam a PEC que altera o artigo 309 da Constituição

Ontem (26) os deputados aprovaram por unanimidade, logo no segundo turno, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) – de caráter supressivo à Constituição Estadual.

A proposta aprovava altera o Art. 309 da CF que trata das normas sobre os serviços notarias e de registro de cartórios.

O parágrafo 3º garante a estabilidade para as pessoas que atuavam nos cartórios até 5 anos antes da promulgação da Constituição do Estado, igualando os direitos deles aos dos servidores públicos concursados. Mas a aprovação posterior da lei dos notários e registradores pelo Congresso Nacional tornou o texto da lei paraense inconstitucional.

Fonte: AI - Alepa
Autor: AI – Alepa e Jornalismopolitico.blogspot.com

Preocupados com as férias, deputados correm para aprovar projetos

Os deputados que compareceram ontem (27) na Alepa, correram para aprovar seis projetos encalhados. Dos 41 legisladores do Pará, 38 concentraram forças para não ficarem com as férias prejudicadas e anteciparam projetos parados na casa.

Na parte da manha, foram aprovados, o projeto de lei que cria a Secretaria de Estado de Pesca (Sepaq). O projeto recebeu votação favorável no segundo.

O projeto que cria a Secretaria de Estado de Projetos Estratégicos (Sepe) começou a ser discutido, mas foi retirado da pauta.

A polemica da manha, foi o projeto que cria, também, a Secretaria de Estado de Governo (Segov) que teve sua aprovação negada pela bancada do PSDB. Mesmo assim, na sessão matinal, o projeto obteve aprovação em primeiro turno.

O consenso geral dos 38 deputados presentes foi o Projeto de Lei que extingue as Secretarias Especiais de Estado.

O último projeto aprovado foi o que dispõe sobre os fundos de reserva destinados a garantir a restituição das parcelas dos depósitos judiciais, em dinheiro, referentes a atributos e seus acessórios, de competência do Pará.

Fonte: AI - Alepa
Autor: AI – Alepa e Jornalismopolitico.blogspot.com

Contas do ex-governador Simão Jatene foram aprovadas

Um processo com 1.200 páginas compôs o Projeto de Decreto Legislativo n° 15/07 relativo às contas do Exercício de 2006 do Poder Executivo, último ano de gestão do então governador Simão Jatene (PSDB). A proposta mais polêmica da pauta foi debatida pela manhã, em sessão ordinária, e só foi votada à tarde em sessão extraordinária.

Ainda pela manhã, chegou-se a propor a retirada da proposta da pauta, por cinco dias, a fim de que a autoridade governamental prestasse esclarecimento sobre os indícios de despesas não autorizadas. O pedido foi da deputada Regina Barata (PT), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que justificou a proposta apontando uma série de elementos que considerou ilegal. Mas, ainda pela manhã, a sugestão da presidente da CJJ foi derrubada pela maioria dos deputados.

Apesar de o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ter sido favorável à aprovação de contas de Simão Jatene, Regina Barata destacou os indícios de despesas não autorizadas observados a partir de análise no próprio relatório daquela corte. Como foi o caso do item que tratou dos Créditos Suplementares abertos por excesso de arrecadação. Essa análise aponta que “à folha 37, na Tabela 3.6, é destacada a abertura de R$ 866,7 milhões de Créditos Suplementares utilizando a fonte de recurso Excesso de Arrecadação, prevista no Inciso II, do Parágrafo 1º, do Artigo 43 da Lei 4.320/64. A Arrecadação Total estimada na Lei de Orçamento Anual (LOA) para o exercício foi de R$ 6,3 milhões.

Durante o restante do relatório são mencionadas arrecadações totais obtidas pelo Estado que suportariam excesso em tal montante. Á fl 94 evidencia-se uma Receita Total arrecadada de R$ 6.951,8 milhões. Isso representa um excesso de arrecadação de R$ 611,5. Portanto, cerca de R$ 255,2 milhões de crédito suplementares teriam sido abertos sem amparo legal. Na folha 95 destaca-se, após um outra metodologia, o excesso de arrecadação no valor de R$ 670, 6 milhões. A ausência de amparo legal seria reduzida, então, para R$ 196, 1 milhão. Ressalta-se ainda que nas conclusões quanto à execução orçamentária, ao considerar-se a previsão da receita atualizada, não existiu excesso de arrecadação, mas uma insuficiência de R$ 634,3 milhões, o que tornaria menos possível a abertura de créditos com tal fonte”.

O líder do PT, deputado Carlos Bordalo, que encaminhou a votação contra a aprovação das contas, apresentou um rol de denúncias de irregularidades publicadas pela imprensa. Dentre elas, a investigação do Tribunal de Contas da União (TCU) às obras do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, que teriam sido superfaturadas na administração passada. Bordalo também falou de outras denúncias, como as que envolvem as áreas de Saúde, Educação, Comunicação e Previdência Social do Governo Jatene.

Ao defender a aprovação das contas de Jatene, na sessão pela manhã, o deputado Alexandre Von (PSDB) apresentou na tribuna o relatório (elaborado por ele) aprovado na Comissão de Fiscalização Financeira Orçamentária (CFFO). Nesse documento, Von conclui que “a análise, assim, foi precedida por esse relator, não tendo sido detectado pontos que recomendem a rejeição das contas apresentadas, seguindo-se, repito, a própria análise do TCE”.

À tarde, as bancadas do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido do Movimento Democrático e Brasileiro (PMDB) posicionaram-se ainda contra a aprovação. Em seguida, PTB, DEM e PPS, por meio de seus líderes e representantes declararam-se publicamente a favor. Ao final, em votação secreta, as contas do Governo Simão Jatene foram aprovadas por 25 votos a 14.

Fonte: AI - Alepa
Autor: AI – Alepa

TRE rejeita prestações de contas

Dois candidatos a deputado estadual tiveram suas contas rejeitadas pelo TER-PA
Elza Abussafi Miranda, candidata a deputada estadual pelo (PSDB), foi rejeitada. Segundo o Tribunal, as contas estavam com todos os documentos exigidos, menos as informações obrigatórias para a divulgação na internet, o que culminou na aprovação com ressalvas.
Raimundo Pinheiro dos Santos, candidato pelo (PDT) foram reprovadas por falta de recibos eleitorais e balanço das despesas com pessoal de apoio. Nenhum documento estava com nota fiscal.

Fonte: AI- TER-PA
Autor: jornalismopolitico.blogspot.com

Partido Democrata pede afastamento de Renan

O cerco esta cada vez mais fechado para o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Agora o partido que pede a cabeça dele na bandeja de prata, é a Executiva Nacional do partido Democratas (ex-PFL) que oficialmente o afastamento do presidente do Senado.

Rodrigo Maia, presidente dos Democratas disse “É imperativo o licenciamento do Senador Renan Calheiros da Presidência do Senado Federal até que sejam concluídas, em toda sua extensão, as investigações”.

Sibá Machado (PT-AC), deve “nomear de imediato o relator do respectivo processo disciplinar para que sejam adotadas as medidas constitucionais e regimentais que disciplinam a matéria

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse que o partido marcou uma reunião de bancada amanhã (27) para se posicionar sobre o assunto. Indagado se o partido poderia decidir por algo semelhante ao da Executiva do Democratas, Virgílio respondeu: “vamos reunir a bancada e tomar uma decisão. Não vamos fazer nada porque alguém já fez.”

Fonte: TV Senado
Autor: TV Senado e Blogjornalismopoltico.blogspot.com

Sessão de argüição “sabatina” Daniel Lavareda

O candidato indicado pelo Governo ao TCM, Daniel Lavareda, passou mais de duas horas sendo sabatinado por deputados de seis bancadas da Assembléia Legislativa.

A sessão de argüição foi articulada pelo deputado Domingos Juvenil, presidente da Alepa.

Durante a sabatina, Lavareda foi avaliado nos conhecimentos jurídicos, um dos critérios essenciais para preencher a vaga.

Martinho Carmona, do PMDB, ressaltou a necessidade de o TCM ter agilidade na expedição de pareceres sobre as contas municipais. O Deputado Luis Cunha, do PDT, lembrou exemplos práticos dos atrasos generalizados nos prazos de análise de contas de prefeituras do interior do Estado.

A tucana Tetê Santos, do PSDB, disse que os TCM precisam ter autonomia, sem precisar de infra-estrutura disponibilizada pelos prefeitos, para analisar as contas das cidades do Pará, para que os pareceres possam ser transparentes.

Já o deputado Gabriel Guerreiro, foi direto no assunto. “O TCM não pode se auto-avaliar. Se este Tribunal serve para auxiliar a Alepa e ele não presta contas a ela, a esfera sequer tem razão de existir”, disse Guerreiro.

O Deputado Márcio Miranda, do PFL, disse que “a lentidão da ação do TCM é bom para os maus prefeitos e ruim para os bons”. Concluiu Miranda.

Fonte: AI – Alepa
Autor: AI – Alepa e Jornalismopolitico.blogspot.com

Verador Amaro Klautau diz que às obras do PAC será uma utopia

O PAC - Programa de Aceleração do Crescimento será uma utopia, segundo relatou ontem, 25, o vereador tucano, Amaro Klautau ao comentar no seu discurso na tribuna da câmara municipal de Belém, que as obras programadas para o estado do Pará são céticas e que o governo federal [Lula] não tem iniciativas para começar o prometido a governadora Ana Julia Carepa.

“A falta de iniciativa por parte de Lula e de Ana Júlia não sairá nem do papel. Veja a Cuiabá/Santarém, nem o projeto de recuperação não saiu do papel”, disse Amaro.


“Somente um murro político de Lula na mesa para o PAC acontecer no Pará”, finalizou Klautau.


Fonte: AI –CMB
Autor: AI – CMB e Jornalismopolitico.blogspot.com

Roriz nega envolvimento com desvio

O adágio paraense é até cômico, mas o senador Joaquim Roriz (PMDB-DF) “jura pela fé da mucura” que não desviou em nem fez divisão de R$ 2,2 milhões, com o ex-presidente do Banco de Brasília [BRB] Tarcísio Franklin.

Roriz divulgou uma nota através de sua assessoria condenando o vazamento de escuta telefônica e chamando de "criminosa". E responsabilizou a Policia Civil e Ministério Público do Distrito Federal de vazar as conversas para a imprensa.

Segundo Roriz, o detalhamento de seu diálogo com o ex-presidente do BRB deu-se ante a necessidade de resgatar, em espécie, a pedido do beneficiário do cheque número 850023-1, no valor de R$ 2,231.155,60, emitido pela Agrícola Xingu S/A, para viabilizar o empréstimo pleiteado no prazo, de forma a garantir um desconto de R$ 260.680,00 oferecido pelo vendedor da bezerra, condicionado ao pagamento até o dia 14 de março de 2007. Roriz diz ainda que todos os documentos comprobatórios dos fatos relacionados estão "à disposição dos órgãos de fiscalização".

Fonte: Agências
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Quatro senadores e 25 deputados podem ser cassados

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou a listas dos reprovados e futuros cassados. No total quatro senadores e 25 deputados federais. Os processos contra eles contêm acusações como "compra de votos, abuso de poder político e/ou econômico e uso indevido de meios de comunicação", entre outras.

O listão dos futuros reprovados divulgado pela assessoria do TSE são os senadores que respondem processos: Rosalba Ciarlini (DEM-RN); Cícero Lucena Filho (PSDB-PB); Expedito Júnior (PPS-RO); Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR).

Dos 25 deputados federais questionados, 9 são do Rio: Bernardo Ariston (PMDB), Silvio Lopes (PSDB), Andréia Zito (PSDB), Solange Almeida (PMDB), Geraldo Pudim (PMDB), Eduardo Cunha (PMDB), Rodrigo Maia (DEM), Hugo Leal (PSC) e Nelson Bornier (PMDB).

De São Paulo, são sete os processados: Paulo Pereira (PDT), Guilherme Campos (DEM), Walter Ihoshi (DEM), Devanir Ribeiro (PT), Valdemar Costa Neto (PR), Abelardo Camarinha (PSB) e Aline Corrêa (PP).

Há ainda dois do Rio Grande do Sul (Vilson Covatti, do PP, e Pompeo de Mattos, do PDT), dois de Mato Grosso (Pedro Henry e Eliene Lima, ambos do PP), um de Minas Gerais (Carlos Melles, do DEM), um de Rondônia (Anselmo de Jesus, do PT), um de Tocantins (Laurez da Rocha Moreira, do PSB), um de Roraima (Neudo Campos, do PP) e um de Alagoas (Francisco Tenório, do PMN).

Além dos parlamentares, o TSE informa que estão sendo processados sete, dos 27 governadores eleitos.


Fonte: Agências
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Entrevista com deputado vai abordar exame toxicológico

Um dos temas mais esperado de sexta-feira, 29, no programa Fatos & Gente, será o Projeto de Lei do deputado Márcio Miranda (DEM) que deve ser aprovado ainda este ano pelos legisladores estaduais do Pará.

A obrigatoriedade do exame toxicológico para ingresso nas fileiras militares, e que pode ser estendida a outras admissões governamentais.

A polemica acerta em cheio a célula maligna do problema envolvendo servidores militar e civil, e é claro, outros funcionários que se escondem atrás de altos cargos públicos, mas que são usuários de algum tipo de entorpecentes.

Sem dispor de estrutura conveniente para lidar com “vidas” e detectar quem utiliza drogas, os servidores da lei circulam de arma em punho, e em muitas das vezes estão drogados, mas exercem suas atividades sem ser encomodados.

Mas essa farra está com os dias contados. Miranda espera que seu Projeto venha ser aprovado na integra, mas podendo ser estendido a outros ingressos públicos.


Exerça sua cidadania. Particide da entrevista. Envie sua parguta até o dia 26 para o deputado Márcio Miranda para o e-mail: jornalismopolitico@gmail.com

Ao enviar seu questionamento, coloque nome, profissão, cidade para ser comentado durante as perguntas dos internautas.



Fonte: AI – Márcio Miranda
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com
Foto: Arquivo pessoal do Deputado

Nova ferramenta: Blog estréia enquete com futuros prefeitáveis de Capanema

O Blog Jornalismo Político indicou no mês passado uma relação de futuros prefeitáveis no município de Capanema para as eleições, em 2008, agora o internauta vai poder votar na enquete com os nomes mais cotados a executivo do município: Chico Neto, Claudionor Moreira, Eslon Martins, Marcelo Pierre, [Alexandre Buchacra – Reeleição] e Eduardo Costa.

A enquete enceta hoje, (25) e encerra a votação no dia 31 de Julho.

Os dois primeiros candidatos mais votados serão entrevistados pelo blog, e no dia 15 de agosto a entrevista vai ser disponibilizada em áudio ou vídeo para os leitores do Blog.

Eles vão explanar a votação e legitimar a escolha do seu nome a prefeito da maior cidade pólo do nordeste paraense.

ACESSO SEM RESTRIÇÃO - O Blog se sensibilizou em não restringir a votação por IP da máquina do usuário. Esse sistema consentia o internauta de votar uma única vez.

Mas, levando em consideração que o município dispõe de pouca estrutura de internet [Cyber Café], o editor do Blog, acreditando em uma única votação por internuta resolveu deixar livre o acesso.

O link da enquete esta ao lado direito do vídeo, logo acima dos arquivos do Blog.
Exerça sua cidadania. Participe! Meça a popularidade dos indicados.



Fonte: Jornalismopolitico.globspot.com
Autor: Jornalismopolitico.globspot.com

Novo capítulo - Deputados começarão a votar a reforma política na terça

Mais um capítulo da novela “reforma política” no Brasil. Desta vez a data escolhida para votação será na terça-feira (26) o projeto de lei da reforma política, mas antes terão que liberar a pauta, trancada pelas medidas provisórias 369, que cria a Secretaria Especial de Portos, e 358, que aumenta a possibilidade de parcelamento das dívidas dos clubes de futebol com a Receita Federal, pela criação da loteria Timemania.

O projeto de reforma política, relatado pelo deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) recebeu 346 emendas que estão sob análise do parlamentar para a elaboração do substitutivo a ser apresentado em plenário.

Fonte: Agências
Autor: Agências e Jornalismopolitico.globspot.com

PSOL pega embalo e vai representar contra Roriz


O PSOL decidiu pegar embalo na representação contra Renan Calheiros (PMDB-AL) no Conselho de Ética do Senado e disse vai entra, hoje, (25) contra o peemedebista, Joaquim Roriz (DF), de ter faltado com decoro parlamentar. Agora são dois na linha de tiro do PSOL.

Roriz foi grampeado pela Polícia Civil do Distrito Federal combinando encontros num escritório de Brasília por telefone.

Segundo agências de notícias, Roriz teria participado da divisão de R$ 2,23 milhões. O caso já se encontra sob a análise do procurador-geral da República Antonio Fernando de Souza, que pode requerer ao STF autorização para investigar Roriz.

O PSOL reúne-se, hoje, com advogados do partido, para discutir os termos da nova representação. Assim como fez com Renan, o Conselho de Ética será obrigado a abrir o processo contra Roriz.

De acordo com o regimento interno do Senado, a investigação por quebra de decoro é obrigatória nos casos em que o autor da representação é um partido político com assento no Congresso.

Agora, a Câmara e o Senado Federal viraram delegacia de polícia de subúrbio para ouvir parlamentares envolvidos em escândalos.

Parece-me, que o corporativismo vai correr solto na pizzaria de Brasília.

Fonte: Agências
Autor: Agências e Jornalismopolitico.globspot.com

Letra de música mostra a desigualdade social no Brasil

Em estilo MPB, o cantor e compositor, Max Gonzaga, revela em refrões muito bem criativo e atual a situação da impunidade e exclusão social no Brasil.
O vídeo clip pode causar um desconforto para quem vai assistir, mas não podemos disfarçar que a verdade é essa mesmo.
Confira o vídeo acessando o último link direito de "notícias em tempo real".
Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Senador rebate denúncias de partilha de dinheiro

O senador Joaquim Roriz (PMDB-DF) fez uma justificativa no mínimo esdrúxula, ontem (23) ao dizer que pegou um empréstimo de R$ 300 mil para pagamento de uma bezerra ao empresário Nenê Constantino de Oliveira.

O senador teria combinado divisão de dinheiro com o ex-presidente do Banco de Brasília (BRB), Tarcísio Franklim de Moura, suspeito de participar de um esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro.

O esquema foi descoberto por meio da Operação Aquarela, deflagrada este mês pela Polícia Civil do Distrito Federal. Como tem foro privilegiado, a possível participação de Roriz no esquema deve ser investigada pela Procuradoria-Geral da República.


Fonte: Agências
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Entrevista: Projeto de Lei promete execrar drogas nas fileiras militares

A entrevista do dia (29) com o deputado Márcio Miranda (DEM), no Programa Fatos & Gentes do Blog Jornalismo Político vai aborda um dos problemas nunca antes combatido e muito bem escondido atrás de patentes militares, mas, que agora promete ser revirado de ponta a cabeça pelas autoridades do estado.

O Projeto de Lei do deputado Miranda (DEM) que obriga o exame toxicológico para admissão nas fileiras militares [civil e militar] vai atacar a célula maligna do problema enfrentado por diversos governos.

Considerado um dos projetos mais arrojados já apresentado no plenário da Alepa – Assembléia Legislativa do Estado do Pará, em 2007, vai poder filtrar os servidores que lidam com (vida) no estado do Pará.

O programa Fatos & Gente conta com sua participação.

Exerça sua cidadania. Envie questionamento para o deputado Márcio Miranda para o e-mail: jornalismopolitico@gmail.com

Envie sua pergunta até o dia 26.

Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Senado federal com a honra arranhada

A situação deprimente e degradante de um dos sustentáculos do nosso Brasil só confirma o que todos já sabem. A política no Brasil foi atirada aos abutres.
Em mais uma das investidas da policia desencadeou outra operação e acertou novamente o senado federal.

A Operação Aquarela, da Polícia Civil de Brasília, acertou novamente na estrutura política do país, e cravou a desonestidade do senador Joaquim Roriz (PMDB-DF), no peito.

Ele foi flagrado em escutas telefônicas com Tarcisio Franklin de Moura, que presidiu o Banco de Brasília (BRB) de 1999 a abril deste ano. Tarcísio está preso desde a semana passada, sob suspeita de comandar um esquema de desvio de dinheiro de cartões de crédito que chega a R$ 50 milhões. Na operação foram presas 19 pessoas em Brasília e em São Paulo.

As gravações, todas feitas no dia 13 de março, capturaram diálogos reveladores entre o senador Joaquim Roriz e Tarcísio. Numa das conversas, Tarcísio liga para o gabinete do senador Roriz. Conforme a gravação, exibida pela revista Época, Tarcisio diz: "Alô, oi senador. Posso sugerir um negócio?". Roriz: "Pode". Tarcísio: "Por que a gente não leva lá para o escritório do Nenê?". Roriz: "É pra isso mesmo" Tarcísio: "E de lá sai cada um com o seu". Roriz: "Ah, então tá ótimo. Nós pensamos a mesma coisa".


Fonte: Agências
Autor: Agencias e Jornalismopolitico.blogspot.com

Mais da metade das escolas brasileiras tem avaliação abaixo da média nacional

A divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) por escola mostrou que mais da metade dos estabelecimentos de ensino brasileiros não atingiram a média nacional. Nos primeiros anos do ensino fundamental, 14.518 escolas tiveram notas abaixo de 3,8, que é a média atual do índice. O número corresponde a 52% do total de quase 28 mil escolas.

No caso dos alunos de 5ª a 8ª séries, os dados são ainda mais desanimadores. Das 18.653 escolas avaliadas, 11.402 tiveram notas abaixo de 3,5, considerada a média nacional, o que corresponde a um índice de 61,2% de escolas que ficaram abaixo do nível.

Quando a comparação é feita com as metas a serem atingidas pelos estabelecimentos de ensino brasileiros até 2021, pode-se concluir que, nos anos finais do ensino fundamental, apenas 62 escolas, ou seja, 0,33% do total conseguiram chegar à nota 5,5. Já entre as escolas públicas de 1ª a 4ª séries, 166 atingiram a nota 6,0, o que corresponde a apenas 0,59% das escolas.

O indicador do desempenho dos municípios brasileiros no sistema de ensino público varia de zero a 10, levando em conta o rendimento escolar e as médias dos alunos no Sistema Nacional de Avaliação Básica (Saeb) e na Prova Brasil – que avalia o conhecimento de alunos da 4ª e 8ª séries do ensino fundamental nas áreas de português e matemática.

Fonte: Agências
Autor: Sabrina Craide

Daniel Lavareda será sabatinado na Alepa

Dia 25, às 16h, a Assembléia Legislativa do Estado do Pará terá um visitante ilustre. O advogado Daniel Lavareda que será sabatinado pelos deputados. A sessão de argüição foi marcada pelo presidente da casa, Domingos Juvenil.

Os deputados vão avaliar a indicação da governadora ao TCM – Tribunal de Contas dos Municípios.

A argüição será a grande oportunidade de se avaliar Daniel Lavareda, que deve ser categrático em conhecimentos Jurídicos, critérios importantíssimos para assumir a vaga.

Depois desse processo e que será avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça do Poder Legislativo se Lavareda assumi ou não o cargo.

“A comissão vai fazer a análise de constitucionalidade da indicação. Se for constatado que o processo não atendeu o que determina a lei, ele será devolvido para que o TCM inicie os procedimentos novamente. Esta é uma prerrogativa do poder legislativo, é nossa competência legal”, enfatizou a deputada Regina Barata.

A reviravolta em torno da escolha de Lavareda pela governadora Petista, Ana Júlia é que o nome do indicado não constava na lista tríplice encaminhada pelo TCM.

Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Secretaria de Saúde na UTI

O presidente da câmara municipal de Belém, Zeca Pirão (PP), disse na sessão de ontem (19), que o rombo pode chegar a mais de R$ 8 milhões na secretaria de saúde do município.

Segundo Pirão, o rombo teria sido levantado pelo Ministério da Saúde.
O titular da pasta, o vereador petista, Alfredo Costa prometeu visitar os centros de saúde e postos do município para apurar as diversas denúncias que chegaram até o presidente da casa.

Zeca, também, disse que vai tentar esclarecer a falta de medicamentos nos postos e falta de atendimentos adequados e prédios em má conservação.

Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Renan promete atirar para todos os lados, inclusive em Lula

Depois que foi deixado na geladeira pelos aliados, Renan Calheiros (PMDB-AL), queixa-se de todos, principalmente do presidente Lula (PT).

Segundo as agências de notícias, Calheiros promete criar uma “crise institucional”, se ficar só. Ele até declarou abertamente em atrapalhar Lula e seu governo.

“Nas últimas 48 horas, eles passaram a utilizar, entre quatro paredes, uma arma que destoa da frieza que exibe em suas aparições públicas”, ameaçou Calheiros.
Na realidade Renan sabe que vai cair a qualquer momento, e já ventilou aos quatros cantos que se cair, não irá cair ao chão sozinho, e foi em fático em dizer que levará consigo outros senadores.

O tom de ameaça do senador só confirma o que todos sabem menos os eleitores, que há muita lama e podridão na Câmara e Senado Federal. Agora ele só falta ler a lista dos aprovados na ladroagem.

Se resolver contribuir com o que sabe dentro dos bastidores, Renan Calheiros terá um efeito devastador maior que Roberto Jefferson.

O Tribunal de Justiça acompanha incólume a degradação dos poderes legislativo e de mãos atadas arranha ainda mais a imagem dos que foram eleitos.

Na terça-feira à noite, dois senadores do PT tentaram convencer Renan a desistir de votar no Conselho de Ética o relatório que sugeria o arquivamento do processo contra ele. Embora informado acerca do risco de derrota, o presidente do Senado bateu o pé. Queria uma definição. Afirmou que, se o conselho não encerrasse o episódio, ele passaria a considerar a hipótese de provocar uma crise, envenenando o cotidiano do Legislativo.

Um grupo de amigos mais íntimos de Renan disse que ele começou a exibir sinais de desespero. Ele Diz ter agido no Legislativo para preservar Lula na crise que se seguiu ao escândalo do mensalão, em 2005. E acha que, no momento em que mais precisa, o governo lava as mãos.

Fonte: TV SENADO
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

PF encontra diferença de R$ 600 mil em papéis e complica cada vez mais Renan

A cada constatação da Policia Federal nas perícias realizadas por encomenda do Conselho de Ética do Senado, só confirma o que todos já sabem. Renan fraudou o fisco federal. Os peritos detectaram no papelório do presidente do Senado uma “diferença” de 511 cabeças de gado. Em reais: R$ 600 mil. Ou seja, um terço do R$ 1,9 milhão que Renan diz ter amealhado com seus negócios agropecuários.

A situação ficou mais clara de fraude, quando o repórter Ranier Bragon, averiguo a ausência ou a duplicidade do Selo Fiscal de Autenticidade, criado para facilitar o controle da emissão de talonários de notas fiscais. Em duas notas, não há o número do selo; em outra, o número se refere a uma segunda nota.

Para variar, algumas notas fiscais estão sem data, ostentam campos rasurados ou foram emitidas fora da ordem cronológica. Não são inconsistências banais. Podem configurar crimes contra a ordem tributária.

Pelo andar da carruagem, a Policia Federal sugere que as vacas de Renan sigan a trilha do brejo.
Mas a minha opinião é que se os senadores quiserem tentar tirar Renan do atoleiro, o melhor mesmo é os aliados do senador no Conselho de Antiética continuar fazendo o papel de vacas de presépio.

Fonte: TV SENADO
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Sob forte pressão relator renuncia ao cargo

Mais um senador não agüentou a pressão de segurar a bata quente de Renan Calheiros (PMDB-AL) no senado. Desta vez quem fez o papel de Judas Iscarióte, foi o senador amigo da onça, Wellington Salgado (PMDB-MG) que renunciou ao cargo de relator substituto no processo do Conselho de Ética. “Não sinto nesse conselho a vontade de julgar alguém pela questão da ética", disse Salgado ao abandonar o cargo.

Fonte: TV SENADO
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

FHC: caso Renan deve ser resolvido 'de maneira taxativa'

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou hoje que espera que a situação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), seja resolvida de "maneira taxativa". FHC, que participou de um evento em São Paulo sobre células-tronco, destacou a necessidade de esclarecer as denúncias, seja para absolvê-lo ou constatar sua culpa no que se refere à veracidade da documentação entregue por ele ao Conselho de Ética do Senado. "O que fica pairando no ar é que fica desagradável", disse. "Espero que se resolva isso de maneira taxativa."

"É preciso que haja uma posição clara: tem responsabilidade na questão das contas que apresentou ou não tem. Se não tem, que se encerre. Se tem, bom, são as conseqüências da lei", completou. FHC disse que não se trata de cobrar esses esclarecimentos de Renan, mas sim do Conselho de Ética e da Polícia. Questionado se é a favor do afastamento de Renan do cargo, FHC rebateu: "Não adianta falar disso agora. Ele já tomou a decisão de não se afastar e não se afastou".

O ex-presidente aproveitou para criticar o sistema de voto em lista fechada, discutido como parte da reforma política. De acordo com ele, o sistema afasta o eleitor de seus candidatos e aumenta o poder da "burocracia dos partidos". "Nesse sentido, é perigoso", disse o ex-presidente. O tucano também voltou a defender o voto distrital misto e propôs que seja realizado um teste nas próximas eleições municipais do ano que vem. Dessa forma, segundo ele, seria possível avaliar a "reação" da população.


Fonte: Josias de Sousa
Autor: Josias de Sousa

ACM passa bem, mas não há previsão de alta

O senador Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA), 79, vai continuar internado no InCor-SP (Instituto do Coração) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, para tratamento de insuficiência cardíaca e de uma disfunção renal.

Segundo as agências de notícias, o senador foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do InCor-SP.

No final de maio, o parlamentar sentiu-se mal no Senado e chegou a cair no chão em frente ao seu gabinete. Na ocasião, ele foi submetido a uma série de exames no InCor.

Em abril, o senador foi internado no InCor com insuficiência cardíaca. Ele é cardiopata, portador de insuficiência cardíaca congestiva, em decorrência de um infarto, ocorrido em 1989.


Fonte: Agências
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Adeus aos piratas

Dizem que a imprensa é o quarto poder, eu já estou acreditando nisso mesmo.
O jornalista e ministro das comunicações do governo Lula, Hélio Costa, pressionado pelas emissoras de televisão, vai permitir o bloqueio da gravação de alguns programas transmitidos pela TV digital.

Depois de declarar que o bloqueio é inconstitucional, o ministro voltou atrás, e disse que "reavaliou" a proposta dos radiodifusores e que é necessário algum tipo de proteção dos direitos autorais dos produtores dos programas.

As emissoras querem proibir a gravação de filmes e programas esportivos, por exemplo, para evitar que eles sejam vendidos no mercado pirata. A questão deverá ainda ser analisada pelos ministros do Comitê de Desenvolvimento da TV Digital, que se reúne na próxima semana.

Como no Brasil a justiça não anda mesmo e não corrige os erros, diferente dos Estados Unidos, onde, a gravação de programas é permitida. "A diferença lá é que, se alguém gravar e reproduzir pega 20, 30 anos de cadeia", alegou Costa. E no Brasil, bom, nem merece comentários.

"Tenho que admitir que, lamentavelmente, não é só dizer que já existe a lei [que proíbe a pirataria no Brasil] e que ela será aplicada, não resolve." Disse Costa.

Fonte: Agências
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Estréia: Deputado Márcio Miranda será o primeiro entrevistado do Blog

No dia 29, estréia o programa Fatos & Gente do Blog Jornalismo Político. O deputado Márcio Miranda (DEM) será sabatinado pelo Jornalista e Articulista Político, Paulo Zildene.

A inovação do Blog em gravar em áudio, sem corte a entrevista, vai poder interagir o internauta com o entrevistado da semana.

Durante a semana, varias chamada estarão sendo postada no Blog anunciando o prazo para envio das perguntas.

A principio, o programa terá duração de 40 min, sendo os últimos 5 min para questionamentos dos internautas e 5 min para considerações finais do deputado.

Fatos & Gente vai ao ar toda sexta-feira. Ele vai ficar disponibilizado durante seis dias, até que a próxima entrevista seja postada no Blog.

Os questionamentos dos internautas para o deputado Márcio Miranda devem ser encaminhados para o e-mail: jornalismopolitico@gmail.com

O prazo máximo para envio de perguntas é de três dias antes da entrevista.

Ao formular a pergunta, por e-mail, o internauta deve colocar: nome, cidade, idade, profissão e e-mail, pois caso o tempo do programa exceda, o deputado enviara a resposta por e-mail.


Por motivo de estréia do programa Fatos & Gente, o Blog retirou algumas fotografias dos arquivos.

Como as fotografias estão em arquivos pesados, revolvemos retirar momentaneamente para ceder espaço às futuras entrevistas em áudio e vídeo.

Pauta da entrevista

  1. Projeto de lei que tornam obrigatório o exame toxicológico para ingresso nas polícias militar e civil.
  2. A utilização pela administração pública de veículos apreendidos.
  3. Saúde
  4. Segurança pública
  5. LDO
  6. Cláusula de Barreira


Exerça sua cidadania. Participe!


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Projeto de lei vai dificultar ingresso de viciados nas fileiras militares

Um dos projetos de leis mais interessantes que deverá ser apresentado na ALEPA vai à fonte do problema e tira a responsabilidade do estado de receber viciados em qualquer tipo de entorpecente nas fileiras militares do estado do Pará.

O assunto causou murmúrios na sessão de ontem, (19), na Assembléia Legislativa do Pará apresentada pelo médico militar e deputado pelo Partido Democrata (DEM), Márcio Miranda, que pretende ver seu Projeto de Lei que torna obrigatório o exame toxicológico para a admissão de policiais no estado do Pará aprovado.

“O uso de substâncias entorpecentes por membros da corporação é não apenas uma vergonha para a segurança pública do estado, mas um perigo para a sociedade, que não terá desse profissional o amparo que busca em um policial”, disse Miranda ao apresentar o projeto.

De acordo com o texto proposto, “quando da admissão do policial na Polícia Militar, Civil e Bombeiro Militar fica obrigatória à realização de testes toxicológicos”. Com o projeto, o deputado deixa a cargo do Executivo as questões técnicas com relação à realização do teste, que pode apontar o uso de drogas até um ano antes da realização do exame.

Um dos pontos mais extraordinário do projeto, é que o Projeto de Lei permite ainda que o Executivo realize exames-surpresa, “na data em que for conveniente ao Estado”, nos membros que já integram as corporações, o que permite ao comando das corporações controlarem o comportamento dos profissionais quanto ao uso de substâncias ilegais.

“Drogas e policiais não combinam, pois a droga leva à perda de controle dos impulsos e isso é absolutamente terrível para quem vive em tensão extrema e acima de tudo armado, como é a vida de um policial”, comentou o parlamentar.


Fonte: AI. Dep. Márcio Miranda e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: AI. Dep. Márcio Miranda e Jornalismopolitico.blogspot.com

Presidente cobra esforço para votação da LDO

O deputado Domingos Juvenil (PMDB), presidente da Assembléia Legislativa do Pará, convocou e cobrou todas as bancas para fazer um esforço, a partir do dia (25), para votar os projetos do Poder Executivo de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e principalmente da reforma administrativa.

Outro ponto que foi colocado pelo presidente da Alepa é a votação da polemica em torno da indicação do governo do estão em indicar à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Município [TCM], Daniel Lavareda.

“Quero agilizar o processo para que em julho, período de recesso, todos os parlamentares possam visitar suas bases com tranqüilidade”. Disse Juvenil que não quer sessão extraordinária no mês de Julho, mês de recesso.

O líder dos Tucanos na Alepa, deputado José Megale disse que não tem oposição contra as reformas administrativas, mas ele abre um questionamento com relação à LDO, que também, deve ser votado no mesmo período. “Temos que votar neste mesmo período a LDO, cujo prazo máximo vai até 30 deste mês e, praticamente, só nos restam cinco sessões ordinárias”. Disse Megale.

O ponto crucial para ser apreciado deve ser mesmo a indicação de Daniel Lavareda, que ainda não foi ingerido pelos Tucanos. “Vamos argüir o candidato sobre questões como seu conhecimento e capacidade. Não poderemos questionar a legalidade da sua indicação, uma vez que foi feita dentro do processo legal pela governadora”, disse Juvenil.


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Armênio Moraes quer abrir a caixa preta de Duciomar

Ao contrario do vereador de Capanema, Waldemir Martins (PT do B) que não sabe nem que conta pedir para averiguar na câmara municipal de Capanema, o vereador Armênio Moraes (PRB), teve mais coragem e pediu as contas do prefeito de Belém-Pa, Duciomar Costa.

Moraes agradeceu ao presidente da Câmara, Zeca Pirão, que atendeu seu pedido e encaminhou expediente ao Tribunal de Contas dos Municípios, pedindo o envio à Câmara das contas do prefeito relacionadas ao ano de 2005.

Segundo Armênio, o TCM já apreciou o referido exercício e agora deverá encaminhar a documentação ao Poder Legislativo Municipal, para apreciação dos vereadores. Há muito tempo Armênio vem cobrando o encaminhamento dessa contas para análise dos parlamentares.

Agora com esse exemplo, claro, quem sabe Waldemir Martins não tome coragem e solicite as ditas contas.


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

Aumento nos contracheques

Os deputados compareceram em grande número (35) para aprovar os decretos legislativos 13 e 14 que concede aumento nos salários dos deputados estaduais, da governadora, vice-governador e todos os secretários estaduais.

O reajuste é retroativo a 1º de abril. Mesmo sendo o dia da mentira a notícias e verdadeira. O aumento segue a linha dos deputados federais e senadores em Brasília, 28,5%.

Os 41 deputados que ganhavam um “misero salário” (sic) de R$ 9.500, agora gira em torno de aproximadamente, R$ 12 mil mensais.

O presidente da Alepa, Domingos Juvenil (PMDB), disse que não se trata de aumento e sim um pequeno reajuste para compensar a inflação acumulada nos últimos quatro anos. "O assunto é automático, é a constituição que determina o reajuste. Nós seguimos a reposição decidida pelo Congresso Nacional".


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

MPE desmente supersalários

O Procurador Geral de Justiça em exercício, Almerindo Leitão, jura pela "fé da mucura" que não há integrantes do Ministério Público Estadual (MPE) com remuneração mensal acima do teto de R$ 24.500, previsto na Constituição. Hoje, o subsídio mensal de um procurador do MP é de, no máximo, R$ 22.111 e as gratificações e vantagens pessoais agregadas a esse valor, disse o procurador, normalmente não ultrapassam o teto constitucional.

Uma lista divulgada pelo CNPM detectou que mais de mil integrantes da categoria, em todo o país, recebendo remuneração acima do teto constitucional - os chamados “supersalários”.

O estado do Pará não entra na lista dos estados que possuem os “supersalários”.


Fonte: Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Jornalismopolitico.blogspot.com

DEM consulta TSE sobre doações de comissionados

O reajuste salarial de até 139,7% concedido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos servidores que ocupam cargos de confiança no Poder Executivo sem concurso público - os chamados DAS (Direção de Assessoramento Superior) - levou o presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), a entrar hoje com uma consulta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para saber se é permitido a partidos políticos receberem doações de detentores de cargos comissionados da administração direta, indireta da União, dos Estados e dos municípios.

Hoje, o tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, afirmou que o reajuste concedido por Lula vai ajudar o partido a aliviar as contas da legenda, que tem dívida de cerca de R$ 45 milhões. O Estatuto do PT prevê uma contribuição mensal de todos os petistas que ocupam cargos comissionados.

"A presente consulta serve para alertar essa Corte sobre a possibilidade de determinado governo promover elevada nomeação de filiados e simpatizantes para cargos públicos, conceder-lhes generosa remuneração e reajustes de vencimentos, como meio de arrecadação de recursos para os cofres do partido ou partidos que compõe sua base política", afirma Rodrigo Maia no documento encaminhado ao TSE. O aumento salarial de Lula vai beneficiar 21.563 ocupantes de cargos comissionados no Executivo.

Antes do reajuste, os comissionados já respondiam por 15% da receita de R$ 2 milhões contabilizada a cada mês pelo PT. Segundo a direção partidária, há um grande número de inadimplentes.


Fonte: Agências de notícias
Autor: Agências de notícias

PPS recorre ao STF

O Partido Popular Socialista (PPS) protocolou ontem, (19), uma ação em que questiona a constitucionalidade da portaria do Ministério da Justiça que instituiu a classificação indicativa dos horários de programas nas emissoras de TV. O partido alega que a portaria instituiu no país a “censura prévia”, ferindo a Constituição.

O recurso do PPS “Ação Direta de Inconstitucionalidade”, foi assinado pelo presidente do partido, Roberto Freire.

Segundo Freire, a análise prévia da programação das emissoras de TV fere o direito constitucional que consagrou a liberdade de expressão. De resto, indica o desejo do governo de submeter o princípio da livre manifestação do pensamento a uma “visão policialesca” do Estado.

O signatário do blog espera que não seja aprovada pelos deputados e senadores, essa censura desfarçada. A classificação indicativa tem, de fato, cheiro e feições de censura. Alega-se que o objetivo é proteger as crianças. Ora, essa é uma atribuição indelegável dos pais. De resto, a TV, assim como o computador, não é um bicho-papão. Trata-se de mero eletrodoméstico. Cabe às famílias usá-lo da maneira que considerar mais adequada. O Estado deve seguir os ditames da sociedade, jamais o contrário.


Fonte: Agências de notícias e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Agências de notícias e Jornalismopolitico.blogspot.com

Em fim um deputado julgado e condenado

Nunca em toda a sua história o STF impôs uma mísera condenação a políticos. Essa história começou a mudar. Ontem, (19), o Supremo submeteu o deputado Edigar Mão Branca (PV-BA) a uma constrangedora decisão: impediu-o de usar o seu chapéu de couro no plenário da Câmara. Ou por outra, negou-lhe uma liminar que asseguraria o seu direito de trafegar pelo Legislativo com a cabeça guarnecida por um apetrecho de vaqueiro que não tira senão para dormir.

Mão Branca recorrera ao STF depois que a Mesa diretora da Câmara anunciou a intenção de proibir o uso do chapéu. O deputado protocolou no tribunal um mandado de segurança no qual sustentou a tese de que a proibição veja você, o impediria de “exercer livremente” o seu mandato. Mais: limitaria os seus direitos “de ir e vir e de se expressar”. Relator do caso, o ministro Gilmar Mendes indeferiu o pedido de Mão Branca. A julgar pela linha de raciocínio exposta no mandado de segurança, a decisão condenou o deputado a ficar imóvel e calado. Agora vai!

Fonte: Ricardo N.
Autor: Ricardo N.

TCU aprova as contas de Lula de 2006

O Tribunal de Contas da União aprovou ontem, (19), as contas de 2006 do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Mas com 27 ressalvas e 21 recomendações para a correção de falhas. Na mais polêmica delas, o tribunal sugeriu ao governo que suspenda os repasses de dinheiro a estados, municípios e entidades privadas por meio de convênios até que seja retomado o controle dos recursos liberados. Segundo o TCU, R$ 12,5 bilhões aplicados dessa forma nunca sofreram qualquer fiscalização. Os convênios são fontes habituais de escândalos, como os que resultaram nas operações Sanguessugas e Navalha.

Fonte: Agências de notícias e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Agências de notícias e Jornalismopolitico.blogspot.com

Balança e não cai

O senador Renan Calheiros que se encontra na corda bamba, agora esta por um fio. Após se reunir com funcionários da Polícia Federal, o presidente do Conselho de Ética do Senado, Sibá Machado (PT-AC), decidiu distribuir em "caráter sigiloso" o resultado da perícia nos documentos de Renan Calheiros, suspeito de ter contas pessoais pagas por um funcionário da construtora Mendes Júnior.

O senador petista avisou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não iria comentar a investigação policial na noite de hoje (19). A decisão sobre o assunto deve ficar para a reunião de hoje.

No Senado, os integrantes do Conselho de Ética pediram uma "perícia completa" para poder definir o voto em relação ao arquivamento da representação contra Renan Calheiros. O colega de partido do presidente do Senado, o peedebista Pedro Simon (RS), pediu no plenário que Renan Calheiros renuncie. Posteriormente, Renan disse que se sente tranqüilo e não iria abrir mão do cargo.

Fonte: Agências de notícias e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Agências de notícias e Jornalismopolitico.blogspot.com

Desde 1990 funcionários em cargo de confiança não recebem aumento, diz vice-presidente

O vice-presidente da República, José Alencar, defendeu o reajuste de até 140% concedido pelo governo federal a funcionários que ocupam cargos de confiança, ou seja, sem admissão por meio de concurso público.

"Desde o século passado que o salário [desses funcionários] é o mesmo. Desde a metade dos anos 90. Você não tem como competir com os técnicos do setor privado".

A declaração foi dada em rápida entrevista, depois de participar da cerimônia de posse de Roberto Mangabeira Unger na Secretaria de Planejamento de Longo Prazo.

A Medida Provisória (MP) que concede o aumento foi publicada ontem (18) no Diário Oficial da União. Os índices de reajuste variam de 30,57% a 139,75%, conforme o cargo.

Entre os que terão aumento estão secretários especiais da Presidência da República e comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica, que ocupam cargos de natureza especial.

Também terão reajuste técnicos e chefes de áreas operacionais que ocupam cargos de Direção e Assessoramento Superior (DAS), além dos que ocupam cargos de Direção das Instituições Federais de Ensino (CD) e cargos comissionados nas agências reguladoras.

Fonte: Agência
Autor: Ana Paula Marra

Sessão discutiu disseminação de energia irregular

A sessão do dia (18) na Assembléia Legislativa do Pará discutiu a regulamentação dos serviços de fornecimento de energia elétrica, e os problemas causados pelos “gatos”, ligações clandestinas em áreas de ocupação (invasão). O requerimento é do 1º Vice-Presidente da Casa, deputado Eduardo Costa (PTB).

“Acompanhamos diariamente nos noticiários casos de acidentes com incêndios nessas áreas provocados pelas ligações clandestinas”, disse Eduardo Costa.

Eduardo Costa acredita que é preciso discutir o assunto com objetivo de encontrar uma saída que beneficie a todos, com a participação dos poderes públicos, privados e da população, para garantir a cidadania aos moradores de ocupações e o atendimento dos serviços essenciais. “A captação indevida de energia elétrica é grave e uma questão também social”, acrescentou Costa.

A sessão especial teve a participação do Promotor de Justiça de Defesa do Consumidor, Marco Aurélio Nascimento; do Gerente do Grupo Técnico de Energia Elétrica da Arcon, Alfredo Augusto Vieira Bastos e do Diretor Comercial da Celpa, Moisés Tozze.

Fonte: AI- ALEPA e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: AI- ALEPA e Jornalismopolitico.blogspot.com

Lula dá posse a Mangabeira Unger hoje

A assessoria do Palácio do Planalto informou que o professor Roberto Mangabeira Unger tomará posse, hoje, às 15h no cargo de ministro-chefe da Secretaria de Planejamento de Longo Prazo da Presidência da República. A cerimônia acontecerá no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Mangabeira Unger nasceu em 1947, de pai norte-americano e mãe brasileira. Formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1971 foi contratado como professor pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Cinco anos mais tarde, tornou-se professor titular da universidade, onde leciona Filosofia do Direito.

Unger é autor de 17 livros e membro da Academia Americana de Artes e Ciências. Ele é um dos fundadores do Partido Republicano Brasileiro (PRB), o mesmo do vice-presidente José de Alencar.

Fonte: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Líderes discutem votação da reforma política hoje

Os líderes partidários discutem hoje o projeto de reforma política. Na semana passada ele não foi votado por falta de quorum. O relator do projeto, deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), vai apresentar uma alternativa na reunião, mas não há muita expectativa entre os líderes de votação do projeto nesta semana. A tentativa de alterar o sistema de lista fechada para salvar o financiamento público de campanha também encontra resistências.

Várias propostas de lista flexível estão em discussão. A idéia é um sistema em que o eleitor vote no partido, mas tenha alguma forma de interferir na ordem de escolha dos candidatos. Caiado e a equipe de consultores da Câmara passaram o final de semana analisando as emendas apresentadas ao projeto. Foram contabilizadas 313 emendas, mas o prazo para apresentação de propostas permanece aberto enquanto durarem as discussões do projeto no plenário.

Fonte: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Depoimentos pioram caso de Renan

Segundo as agências de notícias de hoje, a apresentação de uma seqüência de ilegalidades marcou o depoimento dado ao Conselho de Ética do Senado pelo advogado Pedro Calmon, representante da jornalista Mônica Veloso. Senadores próximos a Renan avaliaram que a situação dele, agora, está mais complicada.

Pedro Calmon acabou por revelar que Renan propôs acordo "por fora" para pagamento de complemento de R$ 9 mil de pensão para a criança. Foi também um festival de revelações sobre o conteúdo do processo que corre em sigilo na Vara de Família. O advogado do senador, Eduardo Ferrão, negou o acordo informal. O fato, segundo senadores, é que Renan aceitou pagar pensão para a menina, em dezembro de 2005, de R$ 3 mil, valor compatível com sua renda como senador.

Fonte: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com
Autor: Agências e Jornalismopolitico.blogspot.com

Conselho identifica 1.039 salários no Ministério Público acima do teto

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) divulgou ontem, (18) durante a sessão deliberativa um levantamento que revela que 1.039 servidores e membros do Ministério Público (MP) em todo o país recebem salários acima do teto constitucional de R$ 22,1 mil.

O estudo, solicitado por um dos conselheiros, analisou 47.570 contracheques e localizou salários acima do teto em 20 dos 26 Ministérios Públicos estaduais e no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). O gasto excedente com o pagamento de supersalários em todas as unidades do MP chegou a cerca de R$ 4 milhões entre os meses de outubro e dezembro de 2006.

O Ministério Público do Rio do Janeiro é o primeiro da lista do levantamento, com 275 membros e servidores com salários acima do teto constitucional. São Paulo tem 251 casos e em seguida aparece o Rio Grande do Sul, com 90 casos. No Mato Grosso do Sul foram identificados 53 membros ou servidores com salários maiores que o teto, e no Rio Grande do Norte, 50.

O conselheiro Francisco Maurício Rabelo pediu o corte imediato dos contracheques com valores acima do teto. A decisão estava prevista para a sessão de hoje, mas foi adiada por causa do pedido de vista de um dos conselheiros. De acordo com a assessoria do CNMP, o conselho deve votar o corte até a próxima quarta-feira (20).


Fonte: AB
Autor: Luana Lourenço